Lipoescultura

A Lipoescultura irá alterar somente seu contorno corporal e não deve ser encarada como método de emagrecimento, assim como a LIPOSAPIRAÇÃO. Por isso mantenha sempre um estilo de vida saudável com uma alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas.

As informações que se seguem irão te ajudar as esclarecer as principais dúvidas sobre a Lipoescultura

QUAL A DIFERENÇA ENTRE LIPOESCULTURA E LIPOASPIRAÇÃO (LIPO)?

A LIPOASPIRAÇÃO (LIPO) é o nome dado a uma técnica que através da sucção retira o excesso de gordura de uma determinada região do corpo. Por sua vez, na Lipoescultura, iniciamos com a LIPOASPIRAÇÃO, e agordura retirada desta LIPOASPIRAÇÃO é utilizada para a injeção em outras partes do corpo, para preencher depressões ou modelando regiões. Chamamos de enxerto de gordura.

QUEM SÃO OS MELHORES CANDIDATOS PARA A LIPOESCULTURA?

a) Pacientes com boa saúde e com pele firme e elástica.
b) Pacientes que tentaram eliminar a gordura através de dietas, exercícios e que ainda continuam com alguns depósitos.
c) Pacientes com áreas distintas de gordura localizada, desproporcionais ao restante do corpo.
d) Pacientes um pouco acima do peso e com expectativas reais de resultado.
e) Pacientes que entendem que a lipoaspiração não substitui a real perda de peso.
f) Pacientes que possuem pequenas áreas de depressão de pele, que podem ser resolvidas com o preenchimento.
g) Pacientes que um contorno pouco definido de glúteos e quadril

QUANTOS LITROS DE GORDURA SÃO RETIRADOS NA LIPOESCULTURA?

Nunca programamos uma cirurgia pelo volume a ser retirado e sim pela eliminação do depósito de gordura a ser tratado, com definição do contorno corporal, porém existe sim uma porcentagem segura que não deve ser excedida para segurança do paciente.

QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DA LIPOESCULTURA?

Cada corpo reage de maneira diferente. A grande maioria dos pacientes atinge um resultado ideal, enquanto outros podem apresentar resultados negativos, em maiores ou menores proporções, independente do trabalho médico ter sido feito com maior zelo, perícia e cautela. São eles:
a) Irregularidades na pele (mais comuns em pacientes com pele flácida)
b) Necrose de pele, por deficiência circulatória (sendo o tabagismo sua maior causa).
c) Embolia pulmonar gordurosa (pode ocorrer ela injeção inadvertida de gordura dentro de um vaso).
d) Perfuração de vísceras (raríssima).
e) Flacidez de pele na região lipoaspirada (pior em pacientes que já se apresentam antes da cirurgia com certo grau de flacidez).
f) Necrose gordurosa (ocorre quando muito volume de gordura é injetado e não recebe vascularização adequada. Nestes casos quando não houver absorção do volume perdido pode ser necessária alguma punção para esvaziamento do local)

COMO É O PÓS-OPERATÓRIO DA LIPOESCULTURA?

Varia muito de pessoa para pessoa, e depende também do volume e das áreas aspiradas, mas em até menos de 7 dias o paciente poderá retornar às sua atividades. O desconforto maior e a dor acontecem nos dois primeiros dias e a área que recebe a gordura também ficará dolorida. Após o início das drenagens linfáticas a melhora é importante. O edema (inchaço) e as equimoses (manchas roxas) persistem por até 15 a 21 dias. Este prazo pode ser maior ou até menor dependendo de cada paciente.

NO CASO DE LIPOESCULTURA, QUANDO A GORDURA É INJETADA EM OUTRO LOCAL, QUAL A QUANTIDADE QUE REALMENTE FICA?

Somente 50 a 60% do volume injetado é que realmente se mantém. O restante é absorvido pelo próprio organismo, pois grande parte deste enxerto muitas vezes não recebe a vascularização adequada para sua integração ao tecido receptor.

QUAL A ANESTESIA USADA NA LIPOESCULTURA?

Anestesia local, bloqueio (raqui ou peri dural) a geral. Irá depender das áreas aspiradas e se haverá associação com outras cirurgias.

COM A LIPOESCULTURA É POSSÍVEL AUMENTAR O GLÚTEO?

O resultado final da Lipoescultura é visto após 3 meses, mas varia de acordo com o paciente e seus cuidados no pós-operatório (drenagens linfáticas). A absorção da gordura perdida no enxerto é lenta, por isso somente depois de 3 meses consideramos como definitivo o resultado.

COM A LIPOESCULTURA É POSSÍVEL AUMENTAR O GLÚTEO?

Sim, mas quando é necessário muito volume, sugerimos mais de uma enxertia.

POSSO DEITAR SOBRE O ENXERTO FEITO PELA LIPOESCULTURA?

Sim. Para haver um comprometimento vascular, e consequentemente a perda do enxerto, a compressão deve ser muito importante. Na verdade o mais importante na “pega” deste enxerto dependerá da quantidade injetada (sem excessos) e nas regiões injetadas (diferentes túneis de gordura).

POSSO FAZER DRENAGEM SOBRE O ENXERTO DE GORDURA?

Não. Inicialmente devemos evitar grandes manipulações na área enxertada, mas as áreas lipoaspiradas devem ser drenadas normalmente.

QUAIS OS CUIDADOS DO PÓS-OPERATÓRIO DA LIPOESCULTURA?

a) Repouso relativo por pelo menos 03 dias.
b) Alimentação equilibrada e ingerir muito líquido e isotônicos.
c) Usar a cinta e espuma (placa contensora) por 30 dias.
d) Realizar drenagens linfáticas a partir do 4°dia de pós-operatório, evitando somente a manipulação das áreas que receberam a gordura.
e) Evitar manter-se deitada ou sentada por muito tempo. Movimentar as pernas caminhando a cada 2 horas pelo menos.

EM QUAIS REGIÕES POSSO FAZER A LIPOESCULTURA?

A lipoaspiração pode ser realizada em qualquer região do corpo no qual haja gordura localizada, sendo as mais comuns os flancos, coxas, costas, braços e abdômen.

Da mesma forma, o enxerto de gordura por meio da lipoescultura pode ser realizado em qualquer região desejada pelo paciente, mas costuma ser feito nos glúteos, quadril, seios, face e mãos, que são os locais de maior procura.

Para definição da região da qual a gordura localizada será removida e o local da aplicação deve-se conversar com o cirurgião plástico para garantir um contorno corporal mais próximo do almejado.

EXISTEM CONTRAINDICAÇÕES À LIPOESCULTURA?

A primeira contraindicação da lipoescultura é o paciente ter como objetivo emagrecer com a técnica. Como ela não proporciona esse resultado, a intervenção não atingirá as expectativas do paciente, sendo frustrante para ele.

Além disso, patologias prévias, como diabetes, hipertensão, problemas pulmonares, anemias, doenças autoimunes, doenças cardíacas e outras condições não controladas contraindicam a técnica.

Essas patologias apresentam riscos tanto na realização do procedimento quanto na recuperação. A diabetes, por exemplo, prejudica a oxigenação dos tecidos, dificultando a cicatrização e podendo causar necrose tecidual.

Destaca-se que pacientes com infecções ativas também não devem ser submetidos à cirurgia plástica. Caso identifique uma gripe antes da técnica, deve-se avisar o cirurgião plástico imediatamente.

COMO É O PRÉ-OPERATÓRIO DO PROCEDIMENTO?

O pré-operatório da lipoescultura envolve o esclarecimento quanto ao procedimento, confirmação da indicação da técnica aos objetivos do paciente, informações sobre os riscos, resultados e pós-operatório.

Nessa fase, o médico vai verificar os medicamentos atualmente tomados pelo paciente e ajustá-los, quando necessário. Por exemplo, o ácido acetilsalicílico altera a coagulação do sangue, devendo ter o uso interrompido 15 dias antes do procedimento.

O pré-operatório também envolve a realização de exames clínicos e laboratoriais para verificar o estado de saúde do paciente, incluindo exames de sangue (hemograma), de urina e cardíaco.

COMO A DRENAGEM LINFÁTICA BENEFICIA O PÓS OPERATÓRIO DA LIPOESCULTURA?

Uma das principais recomendações no pós-operatório de cirurgias plásticas é a realização da drenagem linfática. No caso da lipoescultura deve-se evitar que a massagem seja feita nos locais que receberam a gordura.

Apesar disso, a técnica contribui para acelerar a recuperação, com destaque para as áreas lipoaspiradas. A drenagem linfática estimula o sistema linfático para eliminação da linfa, que é o acúmulo de líquidos e toxinas entre as células.

Com isso, os benefícios incluem diminuição da retenção de líquidos, redução do inchaço, melhora da circulação sanguínea e aceleração do processo de cicatrização.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA CINTA MODELADORA NO PÓS OPERATÓRIO DA LIPOESCULTURA?

O uso de cinta modeladora no pós operatório da lipoescultura influencia diretamente os resultados alcançados com o procedimento.

A função desse item é comprimir e reposicionar o tecido que foi afetado pela lipoaspiração, auxiliando na definição corporal tão almejada nesse tipo de procedimento.

O uso da cinta deve ser feito conforme a indicação médica, mas, em geral, deve mantê-lo entre 30 a 45 dias após a cirurgia plástica, sendo retirada apenas para tomar banho.

QUANDO PODEREI RETORNAR ÀS ATIVIDADES FÍSICAS?

As caminhadas leves e progressivas são incentivadas no pós-operatório imediato da lipoescultura para promover a circulação sanguínea e dar mais disposição à paciente. Inicialmente elas devem ser curtas e espaçadas durante o dia.

Os exercícios físicos podem ser retomados em cerca de 30 dias, mas apenas se autorizado pelo médico e considerando se a atividade não gera impacto na região operada, podendo comprometer os resultados.

QUANDO A ABDOMINOPLASTIA DEVE SER ASSOCIADA À LIPOESCULTURA?

Não é incomum que o paciente relate um incômodo com o excesso de pele e flacidez na região abdominal. A lipoescultura não consegue atender essa demanda e, por essa razão, pode ser indicada uma associação com a abdominoplastia.

Esse procedimento é direcionado à remoção do excesso de pele da região do abdômen, podendo proporcionar um resultado estético mais agradável ao paciente, atendendo melhor às expectativas com a intervenção estética.

A associação de cirurgias plásticas, entretanto, deve ser realizada apenas quando o cirurgião plástico avaliar a opção como segura e cumprindo as diretrizes da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

COMO ESCOLHER A CLÍNICA DE LIPOESCULTURA?

Uma das decisões mais importantes do paciente é sobre a escolha da clínica de lipoescultura. A definição de um local apropriado e de referência impacta a segurança da técnica e também os resultados alcançados.

Inicialmente é preciso verificar se a clínica oferece assistência no pós-operatório. Destaca-se que na Clínica Dra. Luciana Pepino contamos com profissionais especializados nas etapas seguintes da recuperação, como equipe de fisioterapeutas para drenagem linfática conforme recomendação médica.

Esse acompanhamento é fundamental para minimizar as chances de complicações e apresentar resultados mais satisfatórios com o procedimento.

Outro aspecto importante é que a lipoescultura seja realizada em ambiente hospitalar, com disponibilidade de leito em unidade de terapia intensiva (UTI).

Um aspecto importante do pré-operatório que deve ser avaliado na clínica de lipoescultura é se eles disponibilizam uma consulta com anestesista, garantindo acesso às informações necessárias sobre essa importante etapa da cirurgia.

O QUE AVALIAR ANTES DE ESCOLHER O CIRURGIÃO PLÁSTICO?

Assim como a escolha da clínica de lipoescultura, a definição do cirurgião plástico responsável também é fundamental.

Deve-se avaliar inicialmente se ele é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica através do site www.cirurgiaplastica.org.br garantindo a especialização na área.

Além disso, é importante verificar referências com outros pacientes, pesquisando a qualidade do atendimento da clínica de lipoescultura e também a atenção do médico responsável.

Com esses cuidados garante-se uma cirurgia de lipoescultura mais segura e melhores chances de resultados alinhados às suas expectativas com a técnica.

Clique aqui e envie-nos suas dúvidas.

Desejando agendar uma consulta, basta clicar no link Agende sua consulta ou ligue agora para (11) 3285-6412 ou 3285-3514.

Quanto Custa uma cirurgia para Lipoescultura?
Confira quanto custa Lipoescultura na Clínica da Dra. Luciana Pepino, entre outras Cirurgias Plásticas e Tratamentos Estéticos.
Dúvidas?
Fale diretamente com a Dra. Luciana sobre Cirurgia de Lipoescultura.
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp