Lifting facial ou Ritidoplastia

CIRURGIA DA FACE OU ROSTO

Com o envelhecimento da face existe uma descida dos tecidos, devido à flacidez muscular e da pele, além de uma perda de volume facial.
Como a palavra “Lifting” a cirurgia consiste no levantamento destes tecidos.

QUANTO ANOS É POSSÍVEL REJUVENESCER COMO LIFTING FACIAL?

Um bom profissional não lhe afirmará quantos anos você rejuvenescerá e entendo que um bom resultado não lhe fará aparentar muitos anos menos, com a face completamente esticada e sim com uma aparência natural, saudável e descansada.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE O LIFTING FACIAL E MINI LIFTING?

A maior diferença entre as duas cirurgias é o tamanho das cicatrizes, pois no Lifting os três terços da face (fronte, maçãs e pescoço) são tratados. Já no mini Lifting, somente um ou dois terços são tratados.

COM O LIFTING FACIAL AS RUGAS DESAPARECERÃO?

A cirurgia tem como objetivo tratar a flacidez da face e não eliminar as rugas.
As rugas causadas pela mímica e os sulcos profundos vão necessitar de tratamentos complementares como preenchimentos, toxina botulínica (Botox) e peelings.

ONDE FICAM AS CICATRIZES APÓS O LIFTING FACIAL?

Elas passam pela parte da frente da orelha contornando-a por baixo, podendo entrar no couro cabeludo (nuca). Também podem atingir a parte superior, na região das têmporas, em alguns casos.
A extensão destas cicatrizes vai depender das regiões que serão tratadas e do grau de flacidez desta pele.

QUAL É O TIPO DE ANESTESIA USADA NO LIFTING FACIAL?

Anestesia local com sedação assistida, ou anestesia geral.

COMO É FEITA ESTA CIRURGIA DE LIFTING FACIAL?

Fazemos o descolamento da pele dos músculos até as linhas previamente marcadas na face. Alguns pontos são dados na musculatura suspendendo e tratando a flacidez muscular. A pele é reposicionada e o excesso dela é retirado após leve tração.
Pode ser necessária uma cicatriz abaixo do queixo para correção da musculatura do pescoço, quando existe muita flacidez.
Nos casos de acúmulo de gordura na região da papada, também podemos realizar a lipoaspiração nesta região.

O PÓS-OPERATÓRIO DO LIFTING FACIAL É DOLOROSO?

Não. Analgésicos simples são prescritos, mas geralmente nem são usados pelas pacientes.

FICA MUITO INCHADO NO PÓS-OPERATÓRIO DO LIFTING FACIAL?

O inchaço maior acontece nos primeiros 3 a 4 dias, porém ainda permanecerá por mais alguns dias. Recomendamos sessões de drenagens linfáticas que ajudarão na eliminação excesso de líquido.

QUANTO TEMPO FICO INTERNADA NO LIFTING FACIAL?

De 12 a 24 horas.

QUANTO TEMPO DURA A CIRURGIA DE LIFTING FACIAL?

De 4 a 5 horas.

QUAIS AS COMPLICAÇÕES MAIS COMUNS NO LIFTING FACIAL?

As complicações mais graves são raras. Mas como em qualquer cirurgia, podem ocorrer hematomas, infecção, necrose de tecido (mais comuns em pacientes fumantes) e lesão de nervos da face.

SAIREI COM CURATIVOS OU DRENO APÓS O LIFTING FACIAL?

Os curativos (em forma de “capacete”) são retirados após 24 a 48 horas, e o dreno, deixado na região posterior da orelha é retirado depois de 24 horas sem causar dor.

OS PONTOS SÃO RETIRADOS APÓS O LIFTING FACIAL?

Alguns pontos são absorvidos pela pele. O restante é retirado depois de 10 a 15 dias.

AS PÁLPEBRAS PODEM SER OPERADAS TAMBÉM NESTA CIRURGIA DE LIFTING FACIAL?

Podem sim. A cirurgia das pálpebras é a cirurgia mais frequentemente associada ao Lifting, pois completa o processo de rejuvenescimento da face.

O QUE É LIFTING FACIAL?

O lifting é um termo derivado da palavra americana “lift” que quer dizer levantar, sendo usada para referir-se a procedimentos nos quais há um reposicionamento dos tecidos.

Portanto, lifting facial é o procedimento no qual essas mudanças são realizadas na face para rejuvenescê-la ao eliminar a flacidez e o excesso de pele.

O procedimento viabiliza resultados bastante satisfatórios no que diz respeito ao levantamento da face, melhora do contorno do rosto e ameniza os vincos e sulcos.

Chamada também de ritidoplastia, facelift, plástica facial ou ritidectomia, a técnica está entre as mais realizadas no Brasil.

QUAIS OS TIPOS DE LIFTING FACIAL?

Apesar de todos os procedimentos de lifting facial serem voltados ao rejuvenescimento da face, ele pode ser focado em diferentes partes do rosto que demandem uma atenção maior.

A seguir, conheça os principais tipos de lifting facial e qual é o mais indicado para cada caso.

LIFTING TEMPORAL

Cirurgia plástica com foco no levantamento da região temporal visando um melhor posicionamento da cauda do supercílio.

Ao promover o levantamento da área final da sobrancelha inclui benefícios como um olhar mais jovial e descansado.

LIFTING FRONTAL

Nessa técnica, o principal objetivo do lifting é melhorar a posição dos supercílios e melhorar rugas profundas presentes na região da testa.

LIFTING CERVICOFACIAL

Técnica semelhante à ritidoplastia clássica que tem como foco o tratamento completo da região da face e pescoço.

Na cirurgia plástica remove-se o excesso de pele e flacidez da face e também do pescoço, além de tratar a musculatura, realizando o posicionamento das estruturas faciais para proporcionar uma face mais jovial.

LIFTING ENDOSCÓPICO

Uma nova conduta cirúrgica é o lifting endoscópio que se assemelha aos resultados proporcionados pela técnica tradicional, mas com um trauma cirúrgico menor.

Nesse caso utiliza-se um sistema óptico para fazer incisões menores, mas que não comprometem o descolamento da estrutura facial para tratamento e reposicionamento.

Não indicado em pacientes com grande excedente de pele.

MINILIFTING

Trata-se do mesmo lifting, mas realizado em áreas menores e não em toda a face. O lifting frontal, o temporal, ou quando somente uma porção da face é tratada chamamos também de minilifting.

QUANDO O LIFTING FACIAL É RECOMENDADO?

Devido ser um procedimento focado no rejuvenescimento, o lifting facial é recomendado para pacientes com envelhecimento facial mais avançado ou flacidez excessiva no rosto.

Diversos fatores influenciam o envelhecimento da face, como redução de componentes importantes, como colágeno, radiação solar, exposição à poluição, tendência genética, maus hábitos, como o cigarro, e outros.

Como resultado desse processo a face torna-se flácida, com sulcos profundos, rugas estáticas e dinâmicas, redução do tônus muscular e vincos.

Uma vez que corrige e ameniza esses sinais, o lifting facial é indicado quando o envelhecimento já está em um estágio mais avançado, não podendo ser corrigido por técnicas menos invasivas. Portanto, a cirurgia costuma ser realizada em pessoas com mais de 40 anos.

EXISTEM CONTRAINDICAÇÕES À CIRURGIA?

Assim como qualquer outra cirurgia plástica, o lifting facial não é indicado se o paciente não estiver saudável. Patologias pré-existente como cardiopatias, diabetes e hipertensão, quando não controladas, contraindicam o procedimento.

Além disso, devido às alterações realizadas, a cirurgia não é indicada no caso de pessoas muito jovens que podem beneficiar-se de outros procedimentos estéticos menos invasivos, como aplicação de toxina botulínica, preenchimento facial e outros.

COMO É O PÓS-OPERATÓRIO DO LIFTING FACIAL?

Após a cirurgia é comum a presença de edemas e hematomas que podem ser amenizados com uma bandagem específica.

Os cuidados no pós-operatório do lifting facial são recomendados para minimizar o inchaço, equimoses e a sensibilidade. Entre as condutas indicadas estão:

  • tomar apenas os remédios prescritos pelo médico que podem incluir analgésicos, antibióticos e anti-inflamatórios;
  • dormir de barriga para cima, preferencialmente com dois travesseiros para que o tronco e cabeça fiquem mais elevados, reduzindo o inchaço;
  • fazer sessões de drenagem linfática como recomendado pelo cirurgião plástico. Normalmente elas têm início três dias após a operação;
  • evitar o uso de dermocosméticos na primeira semana após a cirurgia;
  • não mexer no local da incisão para evitar problemas na cicatrização.

Além desses cuidados no pós-operatório do lifting facial o paciente deve atentar-se ao repouso necessário.

Nos três primeiros dias após a cirurgia o paciente deve permanecer de repouso, evitando abaixar a cabeça ou fazer movimentos bruscos.

Atividades que demandem esforço físico devem ser evitadas por cerca de duas semanas, enquanto exercícios intensos não devem ser realizados por, pelo menos, quatro semanas.

A exposição ao sol deve ser evitada por três meses e destaca-se que o uso do protetor solar deve ser diário.

EXISTEM RISCOS RELACIONADOS À RITIDOPLASTIA?

Assim como outros procedimentos estéticos, os riscos relacionados com a ritidoplastia envolvem o surgimento de hematomas e inchaço no pós-operatório do lifting facial. Entretanto, essas ocorrências não comprometem os resultados da técnica.

Outras complicações que podem ocorrer, apesar de não serem comuns incluem:

  • rompimento das suturas (deiscências);
  • dormência ou redução da sensibilidade na pele;
  • alterações da mímica facial;
  • necrose da pele ou do tecido adiposo;
  • problemas na cicatrização;
  • despigmentação da pele;
  • acúmulo de líquido no local;
  • riscos anestésicos.

Destaca-se que o cumprimento adequado do pré e pós-operatório do lifting facial minimizam as chances dessas ocorrências.

QUANDO VEREI OS RESULTADOS FINAIS?

Os resultados finais do lifting facial ficarão mais evidentes quando o inchaço melhorar, o que pode demorar até seis meses para ocorrer.

Manter um estilo de vida saudável, evitar a exposição solar, usando sempre o protetor, realizar procedimentos estéticos regularmente (como bioestimuladores faciais) são recomendações para que os resultados da cirurgia facial sejam mais duradouros.

RECOMENDAÇÕES

PRÉ-OPERATÓRIO:

a) Comparecer ao hospital no horário solicitado
b) Comunicar-nos qualquer anormalidade quanto ao seu estado geral até a véspera da internação.
c) Evitar o uso de medicamentos com ácido acetilsalicílico (AAS, Aspirina…) 15 dias antes da cirurgia.
d) Não suspenda o uso de medicamentos de seu uso regular, principalmente anti-hipertensivos e os que controlam a glicemia.
e) Não faça maquiagem no dia da internação.
f) Lave os cabelos no dia ou um dia antes da cirurgia.
g) Traga óculos escuros, caso realize também a cirurgia das pálpebras e camisas que abotoem na frente, pois facilitam vestir-se, mesmo com o curativo. Lenços e echarpes disfarçam o curativo e dão um certo charme pra quem sai do hospital como o uso do curativo.
h) Faça jejum de 8hs (inclusive de água).

PÓS-OPERATÓRIO:

a) Faça repouso com a cabeça ligeiramente mais elevada. Evite ficar muito tempo deitado.
b) A alimentação não tem restrições.
c) Evite sol enquanto estiver com manchas roxas na pele.
d) Lave os cabelos somente depois a retirada dos curativos. Não tingi-los ou usar secador quente até nossa liberação.
e) Retorne ao consultório nos dias estipulados para acompanhamento.
f) Sensações de repuxamento e áreas dormentes na face são comuns no pós-operatório.

Clique aqui e envie-nos suas dúvidas.

Desejando agendar uma consulta, basta clicar no link “Agende sua consulta” ou ligue agora para (11) 3285-6412 ou 3285-3514.

Quanto Custa uma cirurgia para Lifting facial ou Ritidoplastia?
Confira quanto custa Lifting facial ou Ritidoplastia na Clínica da Dra. Luciana Pepino, entre outras Cirurgias Plásticas e Tratamentos Estéticos.
Dúvidas?
Fale diretamente com a Dra. Luciana sobre Cirurgia de Lifting facial ou Ritidoplastia.
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp