Tratamento para estrias: descubra tudo o que a Clínica Dra. Luciana Pepino pode fazer por você

Quase todas as mulheres têm estrias em alguma parte do corpo, mas isso não significa que você não possa se livrar delas! Conheça os tratamentos oferecidos pela nossa clínica

Se você se sente insatisfeita com seu corpo devido às linhas que aparecem em regiões como coxas, bumbum, abdômen, seios etc., saiba que existem diversas opções de tratamento para estrias que podem ajudar muito com esse problema.

Embora sejam mais comum nas mulheres, as estrias também podem aparecer nos homens – e tanto o público feminino quanto o público masculino podem recorrer aos tratamentos oferecidos pela Clínica Dra. Luciana Pepino. Conheça as principais opções:

Carboxiterapia

A carboxiterapia consiste na injeção de gás carbônico de grau medicinal logo abaixo da pele. No caso do tratamento para estrias, ele é aplicado diretamente nas marcas, o que promove uma dilatação dos vasos sanguíneos e o aumento do aporte de oxigênio para a região.

Além disso, a movimentação da agulha e o descolamento da pele promovido pelo gás carbônico provocam uma inflamação na estria, estimulando a produção de colágeno e a regeneração desse tecido.

Esse procedimento pode causar certo desconforto durante sua aplicação, mas ele desaparece assim que a sessão é finalizada. Em geral, é necessário fazer de 10 a 12 sessões, uma vez por semana, para chegar ao resultado desejado.

Laser fracionado de CO2

O laser fracionado de CO2 consiste em um feixe de luz em forma de chuveiro que a pele em diversas colunas bem próximas e causa pequenas lesões. Com isso, o laser estimula as fibras da pele a se recompor de forma mais organizada e aumenta a produção de colágeno.

tratamento para estrias laser CO2

A grande vantagem desse tratamento para estrias é que ele é indicado para marcas jovens e antigas. No caso das estrias jovens (avermelhadas), a pele tratada fica com marcas quase imperceptíveis.

Já para as estrias mais antigas, que são esbranquiçadas, esse procedimento reduz o tamanho das cicatrizes e deixa sua coloração mais próxima à da pele ao seu redor, melhorando a aparência da região.

Além disso, por estimular a produção do colágeno, o laser deixa a pele mais firme depois de dois a três meses (tempo necessário para a maturação do colágeno).

Confira também – O que é colágeno: tire suas dúvidas sobre essa proteína!

Luz pulsada

Embora seja diferente do laser, a luz pulsada funciona de forma semelhante ao provocar o aquecimento da pele, o que estimula a produção de colágeno e promove a regeneração do tecido. Além disso, ela trata os vasos dilatados que deixam as estrias avermelhadas.

A luz pulsada oferece resultados mais significativos para as estrias jovens, mas seu efeito pode ser potencializado ao associar esse tratamento com a injeção de vitamina C ou com o peeling de ácido retinoico, com benefícios também para as estrias mais antigas.

Peeling químico

O peeling químico consiste na aplicação de uma substância ácida para promover a descamação da camada mais superficial da pele, estimulando a formação de um novo tecido. No caso das estrias, costumam ser utilizados ácido retinoico, ácido glicólico e ácido tricloroacético.

O ácido retinoico, também presente em cremes para serem aplicados em casa diariamente, é mais usado para promover um peeling superficial, atuando principalmente nas estrias mais jovens. Porém, ele pode ser associado com outros tratamentos para potencializar seu efeito.

O peeling com ácido glicólico, por sua vez, pode ser superficial ou médio, com efeito em estrias avermelhadas e esbranquiçadas – embora os resultados sejam mais visíveis nas estrias jovens. Esse peeling é feito em série, com 4 a 6 sessões para estrias jovens e 8 a 12 para as antigas.

O ácido tricloroacético costuma ser utilizado para fazer peelings médios, com uma maior descamação da pele e formação de crostas escuras. Dessa forma, o tecido antigo dá lugar a uma pele nova, que é bastante sensível no começo.

Peeling de cristal

O peeling de cristal é um procedimento que promove a descamação e a renovação da pele por meio da dermoabrasão. Para isso, esse tratamento para estrias utiliza um aparelho que lança cristais de óxido de alumínio na superfície, fazendo uma esfoliação.

Os cristais removem as células antigas e mortas e estimulam a produção de fibras de colágeno e elastina, promovendo a regeneração do tecido e combatendo as estrias (principalmente as mais jovens), além de deixar a pele mais firme.

Em geral, é necessário fazer de 5 a 10 sessões de 15 minutos com 20 dias de intervalo entre cada uma para atingir os resultados desejados. Conheça alguns cuidados para quem faz peeling de cristal.

Microagulhamento (IPCA)

O microagulhamento, também chamado de indução percutânea de colágeno por agulhas, é um procedimento que utiliza uma espécie de rolo ou caneta equipados com agulhas para fazer microperfurações na pele.

Essas pequenas lesões dão início ao processo de cicatrização por toda a pele tratada, o que estimula a produção de fatores de crescimento, elastina e colágeno. Além disso, o tratamento promove a formação de novos vasos, que levam mais oxigênio e nutrientes ao tecido.

Como resultado, o microagulhamento estimula a regeneração da pele, combatendo as estrias e deixando a região mais firme.

tratamento para estrias microagulhamento

Além disso, os microfuros abrem canais que aumentam a permeabilidade da pele a ativos como os ácidos, um procedimento chamado microagulhamento com drug delivery. Dessa forma, a ação dessas substâncias é potencializada, com resultados ainda melhores.

Com a associação desses tratamentos, o microagulhamento tem o diferencial de proporcionar bons resultados para estrias jovens e antigas.

Veja mais detalhes – Microagulhamento: tratamento para cicatrizes, estrias, rugas e machas na pele.

Qual é o melhor tratamento para estrias?

A melhor forma de descobrir qual desses tratamentos é o mais indicado para você é marcar uma avaliação presencial na Clínica Dra. Luciana Pepino. Assim, você vai descobrir todas as possibilidades de procedimentos e cirurgias plásticas para se sentir ainda mais linda!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp