11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Saiba os cuidados para voltar aos treinos após uma cirurgia plástica

Dicas e recomendações pós-cirurgico

Paciente deve aguardar recuperação de cirurgia plástica antes de retomar os treinos

Uma boa recuperação de cirurgia plástica garante a retomada em menos tempo das atividades físicas, mas o cumprimento dos períodos de repouso é essencial para minimizar as chances de complicações pós-operatórias.

Retomar treinos mais intensos antes do período de repouso recomendado pode levar a complicações como alargamentos de cicatrizes, edema, hematomas, seromas e inflamação.

Portanto, não seguir as indicações pós-operatórias pode levar a prejuízos à saúde como também insatisfações estéticas. Saiba mais a seguir!

Qual o tempo de recuperação de cirurgia plástica?

Muitas pacientes acreditam que quanto antes retomarem a rotina de treinos, mais poderão aprimorar os resultados estéticos proporcionados pela cirurgia plástica.

Ainda que no longo prazo os resultados dos exercícios realmente sejam satisfatórios, auxiliando na manutenção do peso, redução da gordura, aumento da massa magra e melhora do tônus muscular, no curto prazo não é isso que acontece.

A retomada dos exercícios vai ser influenciada principalmente por dois fatores, qual a cirurgia plástica que foi realizada e o tipo de atividade física desempenhada pela paciente.

Conheça a seguir o tempo de recuperação de cirurgia plástica de acordo com o tipo de procedimento realizado.

  • lifting facial: atividades intensas, como ginástica aeróbica, corrida e ciclismo podem ser retomados após um mês, enquanto esportes que têm contato físico, como futebol, só podem ser realizados após dois meses;
  • blefaroplastia: na cirurgia plástica das pálpebras os exercícios mais seguros podem ser realizados após três semanas, enquanto atividades com contato físico ou bola devem esperar entre seis e oito semanas;
  • nariz: deve-se evitar as atividades físicas por um mês, sendo possível realizar exercícios mais leves após esse período, desde que não envolvam contato físico, caso no qual é importante aguardar cerca de três meses;
  • otoplastia: para correção da orelha, a paciente deverá manter-se afastada de atividades físicas como ginástica aeróbica, corrida e ciclismo por um mês e retomar atividades com contato físico e bola após três meses;
  • mamas: após um mês da mamoplastia a paciente poderá retomar exercícios como a bicicleta ergométrica e caminhadas moderadas, mas deverá aguardar três meses para atividades que exijam força dos braços ou tórax, como musculação, natação, corrida, tênis e outros;
  • abdominoplastia: após cirurgias no abdômen a paciente deverá aguardar ao menos um mês para retomar os exercícios que movimentam a região, mas ainda assim ficar atenta para evitar fazer força demasiada na área, como abdominais;
  • lipoaspiração: após essa cirurgia plástica a paciente poderá retomar a rotina de exercícios entre três e quatro semanas.

Destaca-se que a recuperação de cirurgia plástica, em geral, não demanda que a paciente fique acamada por nenhum período, se a condição de saúde for boa.

Assim, caminhadas leves para movimentar o corpo podem ser retomadas na mesma semana, mas sendo feitas em curtos períodos e em ritmo leve.

6 dicas para retomar os exercícios físicos após a cirurgia plástica

Apesar desses prazos para retomada dos exercícios e diferentes tempos de recuperação antes de realizar atividades leves ou mais intensas, cada caso é particular e demanda avaliação específica. Conheça algumas dicas a seguir!

Dicas para retomar exercícios pós cirurgia plástica

1. Converse com o cirurgião

Independente dos prazos apresentados anteriormente, apenas o cirurgião plástico poderá liberar à prática de atividades físicas após a recuperação de cirurgia plástica.

Destaca-se que, em geral, são indicados três meses para retomar um programa aeróbico completo e musculação para todo o corpo, desde que a paciente evite hábitos prejudiciais à saúde no pós-operatório da cirurgia.

2. Retome progressivamente os exercícios

A retomada progressiva dos exercícios físicos é importante para não forçar a região operada e ganhar novamente ritmo antes de investir em práticas mais intensas.

O cirurgião plástico, considerando a saúde da paciente, atividades e evolução da recuperação, pode montar um programa progressivo de atividade física, auxiliando nesse processo.

3. Use a cinta modeladora

O uso de cinta modeladora ou sutiã pós-cirúrgico consiste em um cuidado essencial para manutenção dos resultados da cirurgia plástica e para evitar complicações.

Dessa forma, o uso apropriado desses acessórios pode facilitar a retomada das atividades físicas. Por exemplo, ao fazer caminhadas após a mamoplastia é essencial que os seios estejam bem seguros e sustentados por um sutiã apropriado para evitar movimentos bruscos.

4. Espere mais tempo para fazer exercícios localizados

Entre as recomendações para retomar a rotina de treinos após a cirurgia plástica destaca-se sempre esperar mais tempo para exercitar a região operada.

Por exemplo, se a cirurgia foi nas mamas os exercícios usando os membros inferiores podem ser retomadas antes dos de braço/tórax.

5. Não leve o corpo ao limite

Na prática de exercícios físicos, principalmente para pessoas com treinos mais intensos, levar o corpo ao limite é um objetivo constante.

No entanto, após o trauma cirúrgico é recomendado não abusar nesse sentido, sendo indicadas atividades mais leves. Caso sinta dores ou desconfortos, interrompa imediatamente a prática esportiva e converse com o médico.

6. Adote bons hábitos no pós-operatório

A adoção de bons hábitos no pós-operatório vai ajudar em processos de cicatrização e recuperação de cirurgia plástica mais rápidos, sendo possível retomar os exercícios em menos tempo.

Entre as recomendações destaca-se evitar o tabaco e bebidas alcoólicas, fazer o repouso indicado, ter uma boa alimentação, beber 2 litros de água diariamente, usar a cinta compressora e fazer sessões de drenagem linfática.

Portanto, com cuidados apropriados e respeitando as recomendações do cirurgião plástico é possível retomar a rotina de exercícios físicos com segurança, sem comprometer os resultados cirúrgicos.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).