Radiofrequência: Rugas, flacidez e tudo o mais que ela ajuda a eliminar!

Com as ondas eletromagnéticas do aparelho de radiofrequência, o calor atinge camadas mais profundas da pele, estimula o colágeno e ajuda a eliminar a gordura localizada

Ninguém precisa ter um corpo absolutamente perfeito para se sentir bonita, mas isso não quer dizer que você não possa buscar tratamentos para aquilo que te incomoda e abala a sua autoconfiança. Por isso, nosso assunto de hoje são as possibilidades da radiofrequência!

Por meio de uma técnica não invasiva, esse procedimento estético oferece uma solução segura e eficiente para diversas imperfeições, como a flacidez, as rugas e a celulite, entre outras. Descubra mais sobre os benefícios desse tratamento!

O que é a radiofrequência

A radiofrequência é um tratamento estético relativamente recente que visa, em primeiro lugar, combater a flacidez da pele por meio da estimulação da produção de colágeno (neocolagênse).

Esse efeito é obtido por meio da aplicação de ondas eletromagnéticas sobre a pele, as quais vão gerar temperaturas mais elevadas que se propagam da superfície para camadas mais profundas, oferecendo diversos benefícios.

radiofrequência

Como a radiofrequência funciona: efeito imediato e tardio

Esse procedimento utiliza um equipamento que emite correntes de alta frequência. Ao atingir a pele, as ondas eletromagnéticas promovem uma agitação das moléculas de água dos tecidos, de forma que a energia eletromagnética se transforma em energia térmica.

Por sua vez, a energia térmica se transforma em calor, que se propaga da superfície da pele para os tecidos em camadas mais profundas, atingindo a derme e a camada de gordura localizada acima dos músculos.

Ao atingir a derme (camada mais profunda da pele), o calor gerado pela radiofrequência promove a contração das fibras de colágeno e elastina, que conferem firmeza e elasticidade à pele. Como resultado, é possível observar um efeito imediato de lifting.

Porém, o maior benefício aparece algumas semanas depois, com a neocolagênese. Para isso, é necessário que a epiderme seja submetida a temperaturas de até 41 graus Célsius, o que faz com que a derme experimente um calor de até 2 graus a mais.

É nessa faixa de temperatura que ocorre o estímulo da atividade dos fibroblastos, as células responsáveis pela produção do colágeno. Assim, em cerca de dois meses, as novas fibras estarão maduras, com um efeito tardio de rejuvenescimento gradual e natural.

Já ao atingir o tecido adiposo, o calor gerado pela ponteira do aparelho de radiofrequência promove a compactação das células de gordura líquida, facilitando a sua posterior eliminação.

Não deixe de ver – 07 procedimentos estéticos realizados pela Dra. Luciana Pepino que vão te deixar linda!

Outros benefícios da radiofrequência

Além de seu efeito de ativação da produção de colágeno, a radiofrequência promove diversos outros benefícios na região tratada, por exemplo:

  • Vasodilatação local com aumento da circulação sanguínea;
  • Maior aporte de oxigênio e nutrientes para os tecidos;
  • Eliminação das toxinas pela estimulação da microcirculação;
  • Estimulação da atividade enzimática e metabólica;
  • Clareamento de áreas mais pigmentadas;
  • Reorganização das fibras de colágeno e elastina;
  • Compactação das células de gordura.

Rugas, flacidez e outras indicações da radiofrequência

A partir dos efeitos acima, esse procedimento estético é indicado para tratar várias imperfeições da pele do rosto e do corpo, seja com o objetivo de rejuvenescer ou se sentir mais bonita. Entre as principais indicações, as que ganham mais destaque são as seguintes:

  • Tratamento da flacidez: é o efeito principal desse procedimento, pois seu efeito se dá pela ativação da produção do colágeno, tornando a pele mais firme;
  • Suavização das rugas: com o efeito de lifting promovido pelo tratamento, as rugas têm seu aspecto suavizado, contribuindo para o rejuvenescimento;
  • Clareamento da região íntima: a energia emitida pela radiofrequência ajuda a clarear a região íntima, além de combater a flacidez dos grandes e pequenos lábios em função da idade;
  • Combate à gordura localizada: o calor promovido pela ponteira se espalha para camadas mais profundas e atinge as células de gordura, aumentando seu metabolismo, promovendo a compactação e facilitando a quebra da membrana;
  • Tratamento da celulite: além de atuar nas células adiposas e combater a gordura localizada, a radiofrequência combate a inflamação desse tecido, melhorando a aparência da celulite.

Além disso, estimulação do colágeno deixa a região mais firme, o que também contribui para o combate à celulite por deixar o aspecto da pele mais uniforme e liso.

Veja mais – O que é colágeno: tire suas dúvidas sobre essa proteína.

Vantagens da radiofrequência

Esse procedimento estético tem como grande vantagem o fato de ser não invasivo e indolor, dispensando o uso de produtos anestésicos. O máximo que o paciente vai sentir é uma sensação de aquecimento, mas sem dores.

Como as temperaturas não passam de 41 graus Célsius na superfície da pele, a radiofrequência não causa queimaduras e pode ser utilizada no rosto e no corpo.

radiofrequência tratamento estético

Associação da radiofrequência com outras tecnologias

A radiofrequência por si só já oferece vários benefícios; porém, é possível potencializar seus efeitos ao associá-la com outras tecnologias ou procedimentos estéticos, dando origem a novos tratamentos com resultados ainda melhores. Conheça as combinações:

– Radiofrequência + drenagem linfática

A compactação das células de gordura líquida promovida pela radiofrequência facilita a quebra da membrana, de forma que a gordura ficará no espaço intersticial. Assim, para eliminá-la, é muito interessante associar esse tratamento com a drenagem linfática.

– Criofrequência: radiofrequência + frio

O aparelho de criofrequência usa uma ponteira que aplica temperaturas de até 10 graus negativos. Com isso, o calor da radiofrequência pode ser de até 60 graus, o que vai gerar um choque térmico sem causar queimaduras.

Dessa forma, esse procedimento pode ser entendido como uma radiofrequência de alta potência, com resultados ainda melhores.

Veja mais – A criofrequência é realmente confiável?

– Ultra Accent: radiofrequência + ultrassom

Nesse tratamento, depois que as ondas eletromagnéticas da radiofrequência promoverem a compactação das células de gordura, entra em cena o ultrassom Shear Waves, que produz ondas que interagem com a membrana dessas células e faz com que elas se rompam.

Dessa forma, esse procedimento estético facilita a eliminação da gordura localizada e da celulite.

Você já conhecia todo esse poder da radiofrequência? Gostaria de conhecer os benefícios desse tratamento para o seu corpo e rosto? Deixe suas respostas nos comentários e aproveite para conhecer os demais procedimentos estéticos e cirurgias plásticas realizadas pela Dra. Luciana Pepino.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp