11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Mastopexia e mamoplastia: quais as diferenças?

Quando recorrer à mastopexia?

Saiba como funciona a mastopexia e a mamoplastia para entender suas diferenças práticas

Não é incomum que as pessoas confundam a mamoplastia redutora e a mastopexia, por exemplo. No entanto, existem diferenças entre os objetivos, técnicas e soluções propostas em cada uma. 

Dito isso, é importante lembrar sobre a importância de consultas de pré análise de cada caso para identificar qual é o procedimento indicado para o seu tipo de condição, formato e propósito final da cirurgia plástica. A opinião médica nestes casos é essencial.

As duas técnicas cirúrgicas têm como objetivo a redução do tamanho e do volume dos seios. Entretanto, para atingir este objetivo, a mamoplastia redutora e a mastopexia utilizam-se de procedimentos diferentes. 

As diferenças entre as técnicas são cruciais tanto para os resultados quanto para as indicações de cada caso. A mamoplastia, no geral, pode ser de redução, aumento ou reconstrutiva, sendo a de redução a que mais causa dúvidas e confusões com a mastopexia.

Para facilitar o entendimento sobre as duas técnicas, quais as diferenças entre mastopexia e mamoplastia, e indicações, separamos algumas informações bastante relevantes sobre o assunto, acompanhe com a gente a seguir:

Mamoplastia redutora

Benefícios da mamoplastia redutora

 

É por meio da mamoplastia redutora que o excesso de gordura do local é retirado do organismo. Com ela, o excesso de tecido mamário e de pele da região também são eliminados. 

Neste procedimento está incluso o remodelamento da mama, conferindo-a seu formato de cone natural e o reposicionamento da aréola de acordo com o novo tamanho da mama.

A mamoplastia redutora oferece aos pacientes um resultado mais harmônico e com foco na proporcionalidade específica do corpo de quem recorre a esta técnica. 

Isso se dá porque além de reduzir o seu volume, a mamoplastia redutora levanta as mamas e reposiciona ela de acordo com a aparência estética natural da mulher.

Mastopexia

A mastopexia, por outro lado, é um procedimento totalmente focado no lifting das mamas. Ou seja, no seu levantamento. 

A principal diferença entre a mastopexia e a mamoplastia redutora é que a mastopexia não pretende diminuir o volume dos seios, mas levantá-lo e corrigir a sua flacidez. 

Esta cirurgia plástica é mais indicada para pacientes que com o passar do tempo, a amamentação ou o emagrecimento repentino, modificaram os aspectos físicos das mamas.

Na prática, o profissional escolhido para realizar a mastopexia irá retirar a pele excessiva da região e remodelar a aparência final, devolvendo a elevação e o posicionamento original dos seios. 

O objetivo da técnica é o de reverter o caimento natural e promover uma maior simetria entre as mamas. Neste caso, não é necessária a colocação de implantes, ok? 

A cirurgiã irá utilizar a gordura natural dos seios para remodelá-lo e conferir o volume solicitado pela paciente.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).