Lipo das coxas: entenda como funciona o procedimento

Coxas de mulher na beira da piscina

Lipoaspiração nas coxas ajuda a modelar o corpo e eliminar gordura entre as pernas

A remoção de gordura localizada está entre os procedimentos estéticos mais realizados no Brasil. A técnica pode ser feita em partes específicas do corpo, como no caso da lipoaspiração nas coxas.

Inicialmente é preciso ter em mente que a técnica não é indicada para emagrecimento, visto que há um limite de retirada de gordura localizada que varia entre 5 e 7% do peso ideal do paciente.

Dessa forma, a quantidade de litros retirada varia para cada pessoa, fazendo com que a técnica seja bastante personalizada às necessidades individuais.

A principal indicação do procedimento é para pessoas que não alcançam a definição desejada do corpo mesmo com uma alimentação adequada e uma rotina de exercícios e para quem tem excesso de gordura nessa região devido predisposição genética.

Assim, a lipo viabiliza a retirada do tecido adiposo atuando para um contorno corporal mais definido. Ela pode ser realizada sozinha ou associada a outras técnicas.

Como é realizada a lipoaspiração nas coxas?

O primeiro passo para que o paciente seja eletivo à realização de uma lipoaspiração é estar com o quadro de saúde adequado e, preferencialmente, dentro do peso.

Dependendo da extensão e da técnica empregada a duração da lipoaspiração nas coxas pode variar entre uma e cinco horas, além de poder usar anestesia geral ou local com sedação de acordo com a preferência do especialista.

Após o paciente sedado o médico realiza as incisões. Elas costumam ser feitas na face interna da coxa, face externa ou nos quadris. Também é possível que o cirurgião opte em fazê-las em outros locais de acordo com as especificidades do procedimento.

Em geral, elas são pequenas e ficam escondidas nas dobras do corpo, reduzindo a visibilidade após a cicatrização.

Solução tumescente

A etapa seguinte na técnica é o uso de uma solução tumescente. Destaca-se que se trata de uma técnica específica, podendo ser essa ou não a opção do cirurgião.

Caso a técnica tumescente seja empregada é injetado um líquido composto por solução salina, lidocaína e epinefrina por meio de uma cânula que auxilia no entorpecimento da área, controla a perda sanguínea e ajuda na remoção da gordura.

Retirada da gordura

Em seguida o cirurgião insere a cânula de lipoaspiração na camada de gordura que fica abaixo da epiderme e da derme e acima do músculo.

Os movimentos realizados ajudam a soltar e separar a gordura das estruturas adjacentes e viabiliza a sucção por meio de um aspirador cirúrgico.

Quando alcançado o resultado desejado, as incisões são suturadas e o paciente aguarda os efeitos anestésicos passarem para que seja feita a avaliação pós-operatória e ele possa receber alta hospitalar.

Como é o pós-operatório da lipo nas coxas?

Imagem focada na perna de uma mulher sentada no chão

O pós-operatório da lipoaspiração nas coxas costuma ser tranquilo, mas deve ser realizado com cautela, visto que se trata de uma técnica invasiva e que deixa o corpo bastante sensível.

Uma das principais recomendações é o uso de malha compressiva entre 2 e 6 semanas após a realização da cirurgia. Ela ajuda no processo de cicatrização, reduz o inchaço e melhora a modelação do corpo.

Destaca-se que os cuidados pós-operatórios são semelhantes ao de outros procedimentos e incluem:

  • evitar o tabaco e álcool no pós-operatório;
  • beber bastante água;
  • realizar o repouso indicado pelo médico;
  • ter uma alimentação balanceada e saudável;
  • usar apenas os medicamentos indicados pelo especialista;
  • realizar sessões de drenagem linfática;
  • não retornar as atividades físicas antes de 30 dias.

Com os cuidados adequados os resultados podem ser vistos cerca de seis meses depois do procedimento quando a cicatrização já estará avançada e a definição corporal não será interferida pelo inchaço.

Quais os resultados alcançados com o procedimento?

A retomada da rotina cerca de uma semana após a técnica é possível, mas a melhor aparência da região poderá ser vista entre 4 e 6 semanas depois da cirurgia quando ocorre a redução do edema.

Apesar de eliminar a gordura localizada da região das coxas, a lipoaspiração não evita o ganho de peso e a formação de um novo acúmulo de gordura na área se não houver os cuidados adequados com alimentação e exercícios.

Destaca-se ainda que os resultados da lipoaspiração estão bastante associados aos cuidados adequados no pós-operatório, evitando a formação de varizes, depressões na pele ou até complicações mais graves, como trombose, hemorragia, infecções e necrose.

Apesar de ter a recuperação mais tranquila do que uma lipo ampla, a lipoaspiração nas coxas exige os mesmo cuidados para que os resultados sejam satisfatórios.

A recomendação é buscar por um cirurgião plástico de confiança e conversar com o especialista previamente sobre como a lipoaspiração é realizada e os cuidados pré e pós-operatórios para evitar complicações.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).