Menu

5 principais dúvidas sobre lipoaspiração

Veja as cinco principais dúvidas sobre a lipoaspiração

A lipoaspiração é um tipo de cirurgia plástica muito popular em todo o mundo. Com ela é possível retirar a gordura localizada de algumas regiões do corpo e ficar com um contorno mais esguio e suave. Por isso, é procurada por homens e mulheres que desejam aperfeiçoar suas aparências.

Porém, como toda cirurgia plástica, a lipoaspiração vem cercada de questões. Muitos boatos se espalham até mesmo para quem nunca fez nenhum procedimento do tipo e, às vezes, os pacientes que querem fazer a cirurgia ficam hesitantes e acabam não procurando um médico para tirar suas dúvidas.

Pensando nisso, hoje solucionaremos 5 das principais dúvidas que as pessoas costumam ter sobre lipoaspiração!

Em quais regiões do corpo posso fazer uma lipoaspiração?

A lipoaspiração pode ser feita, a princípio, em qualquer parte do corpo que tenha gordura localizada. As partes mais comuns são as coxas, o abdômen, as costas, os braços, o pescoço e as pernas.

Mas só é possível descobrir se você pode fazer a lipoaspiração na região em que deseja após passar por uma avaliação médica.

O cirurgião plástico pedirá uma série de exames que comprovem que você está em bom estado de saúde para passar pelo procedimento e também dirá se a lipoaspiração é a melhor escolha para o seu caso.

A lipoaspiração pode ser associada a outras cirurgias?

A lipoaspiração pode ser associada a outras cirurgias, desde que siga algumas medidas. Não existe um número máximo de procedimentos cirúrgicos que podem ser realizados de uma só vez, mas é necessário ter bom senso.

Afinal, cirurgias muito longas aumentam os riscos para o paciente. Tanto a cirurgia quanto a anestesia têm seus efeitos no metabolismo e na fisiologia do corpo, então não é recomendado que a cirurgia se estenda muito.

Dependendo da região em que for feita, a lipoaspiração pode ser acompanhada da mamoplastia de aumento (colocação de prótese de silicone), da abdominoplastia (retirada do excesso de pele do abdômen) ou da lipoescultura (utilização da gordura retirada na lipoaspiração para modelar outras partes do corpo), por exemplo.

É possível afinar a cintura com a lipoaspiração?

Isso depende de como seu corpo era antes da cirurgia. Mesmo fazendo uma lipoaspiração na região do abdômen, não é possível garantir que sua cintura ficará fina após o procedimento, porque isso depende de muitos fatores.

Existe um limite do peso corporal da paciente que pode ser retirado na lipoaspiração – 5 a 7% – e, em alguns casos, isso será o necessário para que a cintura fique mais fina.

Mas uma cintura fina tem mais a ver com a constituição corporal – estrutura óssea, disposição dos músculos e distribuição de gordura – do que com a quantidade de gordura em si.

É importante manter as expectativas realistas quanto à lipoaspiração. Ela não é um método de emagrecimento, e sim uma maneira de diminuir a gordura localizada.

Qual a influência da drenagem linfática após a operação?

A drenagem linfática é sempre recomendada para o período pós-operatório, na lipoaspiração e em outros tipos de cirurgias plásticas. Depois do procedimento, a passagem de líquidos através das paredes dos vasos sanguíneos é maior, causando inchaço e desconforto. A drenagem linfática acelera a eliminação desses líquidos.

Por isso, fazer drenagem linfática auxilia na diminuição do inchaço, alivia o desconforto e remove os hematomas aos poucos, além de ajudar a diminuir as dores da paciente. Ela pode ser realizada a partir do terceiro dia após a cirurgia.

Quando poderei fazer exercícios físicos?

Muitas pacientes ficam ansiosas para voltar à ativa depois da lipoaspiração, especialmente para voltar a fazer atividade física. Porém, sabemos que o esforço excessivo depois de um procedimento como esse pode comprometer a recuperação e a saúde.

O recomendado é que a paciente fique pelo menos quatro semanas em repouso – seis para exercícios que envolvem levantamento de peso.

Esse prazo deve ser respeitado para garantir que a recuperação seja mais confortável, mais rápida e menos dolorida. O cirurgião plástico é o único que pode determinar se a paciente já está apta para voltar a fazer exercícios.

Mas isso não quer dizer que caminhadas leves estejam proibidas. Elas, inclusive, ajudam a diminuir o inchaço e estimulam o sistema circulatório. Ficar em repouso não quer dizer ficar parada o tempo todo.

Essas foram algumas dúvidas comuns que as pessoas têm sobre a lipoaspiração. Se você tiver alguma outra pergunta, não se envergonhe e converse com um médico. O cirurgião plástico deve ser seu melhor amigo nesse momento!

Para saber mais sobre lipoaspiração, venha conhecer o procedimento realizado pela Dra. Luciana Pepino!

Quer saber como aperfeiçoar sua abdômen com Abdominoplastia? Baixa agora nosso e-book gratuitamente

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).