Conheça as melhores técnicas para controlar a ansiedade

Mulher sentada olhando pela janela, com expressão triste

Diversos hábitos de vida mais saudáveis podem ajudar no controle da ansiedade, insegurança e estresse. Conheça quais são eles!

Você sente que está cada vez mais ansiosa? Seja com questões pessoais, familiares, profissionais, econômicas, sociais ou outras, o cenário tem provocado aumento desse sentimento entre pessoas de todas as idades, sendo fundamental conhecer técnicas para controlar ansiedade.

De acordo com um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), entre 2010 e 2016 houve um aumento de 110% na demanda por fármacos para controlar ansiedade, passando de 17.197 para 36.179  unidades no Brasil.

A ansiedade, seja clínica ou esporádica, tem impactos negativos na qualidade de vida da população e pode resultar em quadros como:

  • insônia;
  • dificuldade de concentração;
  • compulsão alimentar;
  • hábito de roer as unhas;
  • medo e apreensão;
  • mal-estar e desconforto;
  • insegurança;
  • sensação ruim.

Portanto, a ansiedade afeta tanto a saúde quanto estética dos pacientes, o que por sua vez também resulta em mais um motivo para insatisfação.

8 dicas para controlar a ansiedade

Devido aos diversos fatores negativos associados a esse problema é essencial conhecer técnicas que ajudem a controlar ansiedade. Além disso, adotar bons hábitos evita o uso dos fármacos, deixando esse recurso apenas para casos mais graves associados a outros transtornos.

Conheça a seguir 8 dicas para te ajudar a controlar a ansiedade e melhorar sua qualidade de vida!

1. Pratique exercícios físicos

A prática de atividades físicas está entre as formas mais comuns de controlar a ansiedade, pois ajuda na produção de serotonina, substância responsável pelo prazer.

Realizar 30 minutos de exercício como a caminhada três vezes por semana já é suficiente para auxiliar no controle da ansiedade. Um aspecto positivo é que além de benefícios físicos, essa atividade proporciona ganhos mentais, pois o momento do exercício pode ser destinado a uma espécie de meditação e reflexão.

2. Alimente-se bem

Uma alimentação saudável é uma das bases para a qualidade de vida e auxilia a controlar ansiedade. Se você sofre com esse problema evite o consumo de bebidas alcoólicas que podem desencadear quadros depressivos associados e também alimentos estimulantes, como café.

Uma dica é aumentar o consumo de alimentos ricos em triptofano, que consiste em um aminoácido precursor da serotonina. Alguns alimentos que contém a substância são banana e chocolate.

3. Tenha boas noites de sono

Sem dúvida falar é mais fácil do que fazer, certo? Mas ainda que a insônia seja um dos sintomas associados à ansiedade, existem algumas técnicas que podem ser desenvolvidas com  o objetivo de aumentar a qualidade do sono, como:

  • evitar a exposição a telas, como computador, celular e TV uma hora antes de dormir;
  • não consumir alimentos pesados a noite, como massas;
  • fazer exercícios respiratórios ou alongamento antes de deitar;
  • beber um chá calmante, como o de camomila antes de dormir.

Mesmo com uma tendência à insônia, esses hábitos ajudam a melhorar a qualidade do sono, refletindo em mais disposição durante o dia seguinte.

4. Reduza o estresse diário

Outra dica que está no rol do “nem sempre é possível”, mas quando for, pratique! Diversos fatores podem estar associados com a elevação do estresse diário que por consequência eleva a ansiedade, como estar sempre atrasada, ter uma rotina muito corrida, ser desorganizada, não ter tempo para você etc.

Algumas opções para reduzir esse estresse de todos os dias é praticar ioga, que ajuda a controlar a mente e o corpo, fazer acupuntura ou meditação por exemplo.

Existem situações no dia a dia que desencadearão o estresse, mas o indicado é que elas sejam a exceção e não a regra, tudo bem?

5. Seja organizado

Como acabamos de falar a desorganização aumenta o estresse e a ansiedade. Uma pessoa desorganizada não consegue encontrar o que precisa em casa e no trabalho, não tem controle da própria rotina, entre outras situações.

A organização deve ser refletida em uma rotina mais próxima do que você considera satisfatório e também no ambiente, evitando o acúmulo de objetos sem necessidade e bagunça.

6. Faça exercícios respiratórios

Controlar a respiração permite reduzir as reações do sistema nervoso autônomo, aumentando a calma. Para fazer exercícios respiratórios basta inspirar lentamente pelo nariz, com a boca fechada até que o abdômen e não o peito fique estufado. Depois expire lentamente pela boca.

O benefício é que esse tipo de exercício pode ser feito durante qualquer momento do dia, então, quando sentir que a ansiedade está chegando, faça esse controle da respiração.

7. Adote um estilo de vida tranquilo

Você será mais feliz e menos ansiosa se equilibrar suas crenças com a sua prática, adotando um estilo de vida congruente entre o que você acredita e o que você faz.

Uma vida cercada de ações que não te agradam, pessoas que você não confia e afazeres nos quais você não acredita vão apenas aumentar sua ansiedade na expectativa de que algo mude.

Um dia a dia mais tranquilo, com tarefas prazerosas e pessoas que você realmente se importa são receitas importantes para controlar ansiedade e melhorar a saúde mental.

8. Tenha autoconfiança

A autoconfiança e autoconhecimento são dois passos importantes para controlar sentimentos negativos, como a ansiedade. Acredite mais nas suas escolhas e ações e busque compreender o que você quer para a sua vida, adotando as atitudes necessárias para alcançar esse objetivo.

Sentir-se bem e feliz consigo mesma é um passo importante e ser uma boa companhia para si mesma é fundamental nesse processo.

Portanto, por mais que nem sempre seja possível excluir totalmente as situações que causam insegurança, estresse e ansiedade, pode-se adotar um estilo de vida que te ajude a lidar melhor com essas situações. Controlar ansiedade é um passo em direção a ser mais feliz!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Lu disse:

    Muito interessante!

WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp