11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Depilação a laser: quem não pode fazer?

Dicas para ver antes da depilação a laser

Entenda quais são as contraindicações da depilação a laser e como funciona a técnica

Para quem sonha em eliminar os pelos indesejáveis de qualquer região específica do corpo, a depilação a laser é o procedimento mais conhecido e indicado. 

Diversas partes do corpo podem ser depiladas – indo de axilas, perna e barba, até virilha e regiões íntimas -, eliminando os pelos definitivamente. 

No início, é necessário realizar entre 4 e 6 sessões para que todos os pelos sejam removidos e, depois disso, uma sessão anual é preciso para a manutenção. 

A eliminação por completo dos pelos acontece a partir de um aparelho a laser que emite ondas que atingem o exato local onde os pelos nascem. Com o calor gerado no momento, danifica a microrregião para fazer com que os pelos não cresçam ali. 

O passo a passo é resumido na retirada dos pelos por um creme depilatório na primeira sessão e a aplicação do laser. Nas próximas sessões a manutenção já começa a ser realizada sem a necessidade do creme depilatório no início.

Benefícios da depilação a laser

As vantagens de investir na depilação a laser são diversas e podem abranger vários aspectos. Este tipo de procedimento não é cancerígeno, não mancha a pele e pode atingir seu propósito em qualquer espessura de pelos. 

Além disso, a aplicação promove a ativação do colágeno da região, ajudando o rejuvenescimento cutâneo, não tendo contraindicação relacionada à idade dos pacientes.

A duração é considerada um dos principais motivos e benefícios da depilação a laser. Após a realização de todas as sessões, é possível que um pelo demore 5 anos para nascer novamente, aparecendo na pele novamente mais finos e claros do que antes. 

O procedimento também garante que a pele na região da aplicação se mantenha lisa, sem pelos encravados e macia.

Existem contraindicações para o procedimento?

Quando a depilação a laser não é indicada?

 

Apesar de ser um procedimento seguro, com diminuição de dor gradual conforme as sessões acontecem e com duração de 5 anos após o tratamento completo, há algumas contraindicações da depilação a laser

A não indicação de uso do laser passa pelas pessoas com diabetes não controlada, hipertensão, epilepsia ou vitiligo. Quem tem pelos muito claros ou brancos corre o risco de os resultados não serem tão satisfatórios, por exemplo.

Algumas doenças de pele como a psoríase ou o câncer, pessoas que tomaram remédios fotossensibilizantes nos últimos seis meses antes do procedimento ou que possuem feridas abertas, hematomas e cortes não podem expor a região aos lasers deste tipo de aparelho. 

Não é recomendado também que o método da depilação a laser seja realizado próximo aos olhos, nas áreas com mucosas ou de cartilagem, ok? 

Converse com o profissional que irá aplicar o laser e siga as orientações e recomendações dadas por ele.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).