Menu

Lifting com fios absorvíveis: o que eles podem fazer por você?

Saiba como o lifting não cirúrgico ajuda a combater a flacidez facial de forma rápida e com uma recuperação bastante simples.

Você está se sentindo incomodada com a perda de firmeza da pele do rosto? De fato, a flacidez facial é um dos sinais mais evidentes do envelhecimento. Se esse é o seu caso e você não gostaria de fazer uma cirurgia, você precisa conhecer o lifting com fios absorvíveis.

Antigamente, a única solução para levantar os tecidos do rosto e acabar com o aspecto de cansaço que ela traz era o lifting facial ou ritidoplastia, uma cirurgia plástica com o objetivo de reposicionar a pele e os músculos dessa região.

Hoje em dia, porém, existem técnicas não cirúrgicas que ajudam a combater a flacidez e conferir uma aparência mais jovem, que corresponda melhor à forma como nos sentimos internamente.

Conheça o lifting com fios absorvíveis

Também chamado de fios Silhouette, sutura Silhouette e fios de sustentação, o lifting com fios absorvíveis é um procedimento estético realizado com a inserção na pele de filamentos que apresentam pequenos cones ao longo de seu comprimento.

Como o próprio nome da técnica indica, esses fios são produzidos com um material absorvível pelo organismo, chamado ácido polilático. Em função dessa característica, ele é bem aceito pelo corpo e raramente causa reações adversas.

Ao serem inseridos na pele, os cones promovem a fixação da pele ao tecido subcutâneo, gerando um efeito de tração que “puxa” os tecidos para cima. Dessa forma, é possível observar de imediato o efeito de lifting e o combate à flacidez.

O rejuvenescimento promovido por essa técnica é potencializado pelo fato de que o ácido polilático funciona como um bioestimulante do colágeno, ou seja, ele estimula a atividade dos fibroblastos, as células que produzem a proteína responsável pela sustentação da pele.

Assim, além do efeito de lifting imediato, os fios absorvíveis ainda proporcionam uma melhora gradual na pele, dando mais firmeza e elasticidade progressivamente, o que permite a obtenção de resultados mais naturais.

fios Silhouette

Quem pode fazer esse procedimento estético

O lifting com fios absorvíveis é uma técnica recomendada para homens e mulheres que tenham certo grau de flacidez facial, geralmente a partir dos 30 anos, e que gostariam de combater esse sinal do envelhecimento sem recorrer necessariamente a uma cirurgia plástica.

Contudo, esse tratamento não é indicado para pessoas com a pele muito fina ou muito grossa, face obesa ou um grau de flacidez muito elevado. Neste último caso, a cirurgia de lifting facial pode ser uma escolha mais recomendada.

Como é a sessão para colocar os fios absorvíveis

O lifting com fios absorvíveis pode ser feito na clínica, pois utiliza apenas anestesia local, sem necessidade de sedação – ou seja, o paciente fique acordado o tempo todo, mas não sente dor.

Com a pele anestesiada, cirurgião plástico usa uma microcânula para fazer pequenos orifícios, de modo a permitir a inserção de uma agulha fina para a colocação dos fios. Quando a agulha é retirada, já ocorre o efeito de tração do tecido.

Costuma-se inserir de 4 a 8 fios de ácido polilático, mas a quantidade depende do grau de flacidez de cada pessoa. Em geral, eles são utilizados para levantar os tecidos na região do bigode chinês, no contorno da mandíbula, ao redor da sobrancelha e no pescoço.

Como as agulhas são bastante finas, os orifícios tendem a se fechar logo após a sua remoção, evitando sangramentos extensos.

Cuidados durante a recuperação

A recuperação do lifting com fios absorvíveis é bem mais simples do que o pós-operatório da ritidoplastia, mas ainda assim é necessário seguir alguns cuidados.

Como em qualquer tratamento estético envolvendo agulhas, pode haver um pouco de vermelhidão e inchaço nos primeiros dias. Além disso, caso as agulhas atinjam algum vasinho, podem surgir pequenos hematomas na região.

Para que estes sinais desapareçam mais rapidamente, recomenda-se fazer compressas geladas nas primeiras 24 a 48 horas e dormir de barriga para cima, mantendo a cabeça mais elevada em cerca de 30 graus nas primeiras três semanas.

Além disso, deve-se evitar se expor ao sol e utilizar protetor solar FPS 30 ou superior enquanto houver inchaço e hematomas, de modo a evitar a formação de manchas permanentes.

No primeiro mês, recomenda-se não fazer limpeza de pele, massagens faciais e cirurgias dentárias nem praticar esportes de contato físico, pois a pressão pode deslocar os fios, causando dores ou prejuízos aos resultados.

mulher de perfil com a mão no atrás da cabeça

Leia mais – Tendências de cirurgia plástica para 2019: veja o que vai bombar!

Como são os resultados

Embora o efeito de tração seja imediato, o grau máximo da melhora da flacidez ocorre em até 60 dias – período necessário para a produção e a maturação do colágeno. Assim, ocorre uma mudança progressiva e natural.

Por serem inseridos no tecido subcutâneo, os fios não são visíveis e não podem ser percebidos com o toque. Porém, é possível ter uma sensação de “repuxamento” nas primeiras semanas, por consequência da tração.

Assim como acontece com outros procedimentos estéticos, o lifting com fios absorvíveis tem efeito temporário. Afinal, como o próprio nome da técnica indica, os fios de ácido polilático são absorvidos pelo organismo, degradando-se em cerca de 12 a 18 meses.

Dessa forma, é necessário fazer uma nova sessão depois desse período para manter o efeito de lifting. Contudo, o colágeno que foi produzido pela estimulação dos fibroblastos continua presente, ajudando a combater a flacidez e outros sinais do envelhecimento.

Para saber mais sobre os procedimentos estéticos e cirurgias plásticas indicadas para combater o envelhecimento, agende uma avaliação presencial com a Dra. Luciana Pepino e descubra quais opções são as mais recomendadas para você.

  • 68
    Shares

Autor do Conteúdo


Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Helder M. Ribeiro disse:

    Bom dia. Gostaria de faze uma avaliação,mas teria que ter uma noçao de custo pra ver se cabe no meu orçamento e o tempo disponível,

    • Dra. Luciana Pepino disse:

      Olá, Helder! Tudo bem?

      Para definir os valores é necessário que você passe por uma avaliação pessoalmente, somente assim poderei opinar sobre qual a melhor indicação para você. Após a primeira avaliação é possível definirmos valores e formas de pagamento.
      Não podemos divulgar valores em sites ou redes sociais. Este tipo de divulgação é expressamente proibido pelo Conselho Federal de Medicina e pelo Regimento Interno da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP)

      Entre em contato conosco, se quiser, para agendar sua primeira consulta. No link estão nossos telefones: https://goo.gl/nvCFzz

      Beijos!

  2. Criatiana da silva lima disse:

    eu tenho que fazer alguma coisa para resolver esse meu problema, é muito complicado por que eu acho que nao tem o que fazer com o meu problema, bom eu tenho umas 3 veias bem grandes na minha testa. Bem no meio e eu nao faço exercicio fisico, ja nasce com elas parece que é castigo faria qualquer coisa para tira-las por favor me ajudem?