11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Mitos e verdades sobre o uso do sutiã

Uso do sutiã

Movimentos destacam benefícios de não usar sutiã e aumentam as possibilidades para as mulheres

Atualmente, as mulheres têm confrontado diversas imposições estéticas e sociais que não se sabe como surgiu, só sabemos que é assim. Entre os movimentos recentes destacam-se aqueles que divulgam os benefícios de não usar sutiã.

Por muitos anos não usar sutiã era considerado uma afronta e que mulher já não ouviu falar que ganhar o primeiro sutiã é um marco na adolescência.

Apesar dessas construções tradicionais de que o sutiã é necessário para todas as mulheres, recentemente iniciativas individuais e coletivas combatem essa ideia. Saiba mais!

Quais os principais mitos e verdades sobre o uso do sutiã?

O uso do sutiã é envolto em diversos mitos que tentam reforçar a ideia de que é necessário usar o acessório ou os seios ficaram feios, flácidos e caídos.

A seguir apresentamos alguns dos principais mitos e verdades sobre o sutiã para esclarecer um pouco mais sobre esse universo nebuloso.

Não usar sutiã faz os seios caírem – mito

Um dos principais mitos sobre sutiã que fazem muitas mulheres usarem o acessório é a afirmação de que se não utilizá-lo os seios vão cair.

No entanto, os efeitos da gravidade independem do uso ou não do sutiã, de forma que uma mulher que usa e outra que não usa sofrerão igualmente os efeitos da gravidade com seios mais caídos com o avançar a idade.

Dormir com sutiã é melhor – mito

Muitas mulheres usam o sutiã o tempo todo, inclusive para dormir, acreditando que essa escolha trará benefícios estéticos, como manter os seios mais firmes. No entanto, esse mito não se sustenta.

Destaca-se que dormir de sutiã também não prejudica os seios, apesar de não gerar nenhum benefício. Dessa forma, a escolha por usá-los ou não para dormir deve ser baseada, exclusivamente, no conforto ou desconforto que a mulher sente com o uso do acessório durante a noite.

Sutiã com bojo causa câncer – mito

Esse mito um pouco mais preocupante também não se sustenta e é baseado na difusão de notícias equivocadas ainda na década de 1990.

Acreditava-se que o sutiã prejudicada a circulação do sistema linfático favorecendo o acúmulo de toxinas nos tecidos corporais da região, o que poderia levar ao desenvolvimento de câncer futuramente.

No entanto, nenhuma pesquisa científica comprovou que essa informação seja verídica, sendo considerada, portanto, mais um dos mitos do uso de sutiã.

O que importa é a alça e não o bojo – verdade

No momento de escolher o sutiã muitas mulheres focam na qualidade da alça, o que é acertado visto que elas são responsáveis por cerca de 90% do suporte proporcionado.

Portanto, não é possível afirmar que sutiã com ou sem bojo seja melhor, da mesma forma que não é o arame e nem as bolhas os fatores decisivos para a qualidade do sutiã.

Destaca-se que uma das recomendações é optar por alças mais largas, pois como elas sustentam parte significativa do peso das mamas, se forem finas podem machucar os ombros.

Não usar o acessório faz mal – mito

Nenhum estudo indica que não usar sutiã faz mal, independente das características físicas da paciente.

É importante ressaltar, no entanto, que o acessório é mais indicado para mulheres com mamas volumosas, pois ajuda a dar sustentação para coluna vertebral.

No entanto, a escolha é pessoal e mesmo usando o sutiã pode ser indicado que a mulher faça uma mamoplastia redutora por problemas na coluna em decorrência do peso dos seios.

Principais mitos sobre o sutiã

Sutiãs não influenciam na flacidez dos seios – verdade

Uma pesquisa indicou que o uso de sutiã poderia favorecer a flacidez dos seios uma vez que reduzia o esforço da musculatura da região. No entanto, divergências no próprio estudo levaram a refutação dessa ideia.

Dessa forma, atualmente, a comunidade científica não indica que o uso ou a falta do uso do sutiã tenham relação com a flacidez das mamas.

O que ocorre, independente do uso do sutiã, é a perda natural do tônus muscular e do colágeno e elastina da pele com o passar dos anos que resulta na maior flacidez para todas as pessoas.

3 benefícios de não usar sutiã

Com diversos mitos sobre o sutiã sendo descobertos, atualmente se difunde os benefícios de não usar sutiã. De fato, muitas mulheres veem vantagens nesta opção. Entenda melhor a seguir!

1. Conforto

Entre os benefícios de não usar sutiã destaca-se o conforto, pois o uso do acessório apertado é motivo de incômodo físico para muitas mulheres.

Esse desconforto é visível principalmente ao tirar o sutiã, momento que proporciona certo alívio e, muitas vezes, tornam visíveis as marcas deixadas pela peça.

2. Liberdade de escolha

Entre as vantagens dos movimentos que destacam o não uso do sutiã está especialmente a liberdade de escolha das mulheres que podem ou não aderir ao acessório conforme desejo e vontade individual.

Alguns anos atrás o não uso do sutiã era considerado uma afronta, limitando as possibilidades. No entanto, atualmente a mulher pode usá-lo em determinadas ocasiões e não em outras, diminuindo as imposições e padrões de beleza vigentes.

Portanto, trata-se de uma conquista no sentido de que cada pessoa pode verificar o que é mais confortável para ela.

3. Nenhuma consequência estética

Como visto, entre os benefícios de não usar sutiã destaca-se que essa opção não gera nenhuma consequência estética à paciente que não terá os seios mais flácidos, caídos ou menores por conta dessa opção.

Caso realmente deseje uma alteração estética nos seios a mulher pode optar pela cirurgia plástica dos seios.

A mamoplastia de aumento permite inserir um volume adicional, caso o tamanho gere desconforto. A redução das mamas é indicada principalmente quando o peso mamário causa problemas de saúde e também há como opção a mastopexia, que consiste na remoção da flacidez das mamas.

Portanto, os benefícios de não usar sutiã devem ser avaliados pela mulher que vai escolher se prefere ou não usar a peça.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).