Mamoplastia Redutora

Cirurgia estética mamária de redução

Indicada para a redução de mamas muito grandes.

A MAMOPLASTIA REDUTORA DEIXA CICATRIZES NO PÓS-OPERATÓRIO?

Podem ser em formato de “T” invertido ou em “L”. Vai depender do tamanho e grau de flacidez de cada mama. Porém qualquer cicatriz passará por diferentes fases:
a) PERÍODO IMEDIATO: Vai até o 30º dia. Apresenta-se pouco visível e algumas apresentam uma reação discreta aos pontos ou ao curativo.
b) PERÍODO MEDIATO: Vai do primeiro ao 12º mês. Neste período acontece um espessamento normal da cicatriz, e mudança na tonalidade da sua cor. Pode passar do “vermelho”para o “marrom” mas, aos poucos, vai clareando.
c) PERÍODO TARDIO: Vai de 1 ano a 1 ano e meio. A cicatriz tornar-se mais clara e menos consistente atingindo, assim, o seu aspecto definitivo. A avaliação do resultado definitivo da cicatriz das mamas deverá ser feita após este período.

ALGUMAS PACIENTES FICAM COM CICATRIZES BEM VISÍVEIS APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA. POR QUE ISSO ACONTECE?

Certas pacientes apresentam uma tendência à cicatrização hipertrófica ou queloide. Pessoas de pele clara têm menor probabilidade de sofrer desta complicação cicatricial. Porém existem diversas opções para a prevenção e o tratamento destas cicatrizes que serão prescritos no seu devido tempo de cicatrização.

EXISTE CORREÇÃO PARA ESTAS CICATRIZES GROSSAS?

Existem recursos clínicos e cirúrgicos nos permitem prevenir e melhorar cicatrizes inestéticas, na época adequada. Porém não se deve confundir o “período mediato” da cicatrização normal (do 30º dia até o 12º mês) com uma complicação cicatricial.

COMO FICARÃO AS NOVAS MAMAS, EM RELAÇÃO AO TAMANHO E CONSISTÊNCIA APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA?

As mamas terão seu volume reduzido, entretanto, o resultado final dependerá das características iniciais desta mama (tipo de pele, presença de estrias, constituição gordurosa ou glandular do tecido mamário…) e passarão por vários períodos evolutivos:
a) PERÍODO IMEDIATO: Vai do primeiro ao 30º dia. As mamas já apresentam um aspecto bem melhorado, sua forma estará aquém do resultado planejado. Nenhuma mama ficará “perfeita” no pós-operatório nesta fase.
b) PERÍODO MEDIATO: Vai do 30º dia até o 8º mês. A mama estará mais próxima da forma definitiva. É comum alguma insensibilidade ou hipersensibilidade do mamilo.
c) PERÍODO TARDIO: Vai do 8º ao 18º mês. Período que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade). Espera-se sempre uma acomodação da mama (chamamos de báscula) e o grau de elasticidade da pele das mamas tem grande importância no resultado final.

QUANDO ATINGIREI O RESULTADO DEFINITIVO APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA?

Entre o 12º e 18º mês

NO CASO DE UMA GRAVIDEZ, O RESULTADO DA MAMOPLASTIA REDUTORA PERMANECERÁ OU SERÁ PREJUDICADO?

O resultado, poderá ser preservado, desde que não haja um aumento de peso excessivo na nova gestação, nem um aumento excessivo das mamas. Também dependerá do grau de elasticidade desta pele. Quanto à lactação e amamentação, poderá ser prejudicada se a redução da mama na cirurgia tiver sido muito acentuada, ou dependendo da técnica utilizada.

O PÓS-OPERATÓRIO DA MAMOPLASTIA REDUTORA DÓI?

Geralmente não, mas sempre deve ser evitada a movimentação excessiva dos braços e esforços.

QUAIS OS RISCOS DA MAMOPLASTIA REDUTORA?

Raramente a plástica mamária tem complicações sérias, mas intercorrências inerentes a qualquer procedimento cirúrgico podem acontecer como hematomas, seromas, infecção, necrose de pele e de aréola, deiscência de pontos…

QUAL A ANESTESIA USADA NA CIRURGIA DE MAMOPLASTIA REDUTORA?

Local com sedação assistida ou anestesia geral

QUANTO TEMPO DURA A CIRURGIA DE MAMOPLASTIA REDUTORA?

Depende do tipo e tamanho de cada mama. Em média 2 a 3 horas.

QUAL O PERÍODO DE INTERNAÇÃO PARA A CIRURGIA DE MAMOPLASTIA REDUTORA?

12 horas.

SÃO USADOS CURATIVOS APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA?

Sim. Curativos adaptados a cada tipo de mama que são retirados após 24hs, e uma microporagem da cicatriz que permanecerá por mais tempo, além do soutien adequado para o pós-operatório por 30 dias.

SÃO USADOS DRENOS APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA?

Geralmente não. Mas nos casos de reduções importantes do volume podemos lançar mão deles para evitarmos hematomas e seromas (acúmulo de sangue e líquidos)

OS PONTOS SÃO RETIRADOS APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA?

Não. Eles são dados apenas internamente e serão absorvidos.

APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA, QUANDO PODEREI TOMAR BANHO COMPLETO?

Após 24hs.

APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA QUANDO PODEREI RETORNAR A ACADEMIA?

Após 30 dias, com recomendações.

DEVO FAZER DRENAGENS LINFÁTICAS APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA?

Sim. Liberamos iniciar as drenagens linfáticas na primeira semana para auxiliar na redução do inchaço e remodelação das cicatrizes.

 

Clique aqui e envie-nos suas dúvidas.

Desejando agendar uma consulta, basta clicar no link “Agende sua consulta” ou ligue agora para (11) 3285-6412 ou 3285-3514.

A) RECOMENDAÇÕES PRÉ-OPERATÓRIAS APÓS A MAMOPLASTIA REDUTORA:

Em caso de gripe ou indisposição, avise-nos o quanto antes.
Comparecer ao hospital para internação em jejum de 8hs, inclusive de água, obedecendo ao horário estabelecido.
Evite bebidas alcoólicas, drogas ou refeições muito pesadas na véspera da cirurgia.
Programe-se para um repouso relativo de 15 dias.

B) RECOMENDAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS DA MAMOPLASTIA REDUTORA:

Evitar esforços nos 15 primeiros dias.
Usar o soutien cirúrgico por 30 dias.
Por 30 dias é proibido: movimentos bruscos com os braços, pegar peso, deitar de lado ou de bruços e elevar os braços acima da linha dos ombros.
Não se exponha ao sol nem retorne as atividades físicas sem liberação médica
Evite as atividades físicas por no mínimo 15 dias.
Alimentação normal
Suas mamas ainda não estarão com o formato definitivo, por isso aguarde o tempo de no mínimo 3 meses para esta melhor definição.

Cirurgia estética mamária de redução

Saiba como é realizada a mamoplastia redutora e quais os cuidados do pré e pós-operatório!

A mamoplastia redutora é um procedimento cirúrgico indicado para reduzir mamas muito volumosas, estando associada a questões estéticas, mas também de saúde da paciente.

Para realização da mamoplastia redutora é importante procurar um cirurgião plástico de confiança e buscar informações completas sobre o procedimento e pós-operatório. Saiba mais a seguir.

Quando a mamoplastia redutora é indicada?

A cirurgia de redução das mamas é indicada quando os seios muito grandes prejudicam o bem-estar, a saúde e a autoestima da paciente, podendo ocasionar uma série de problemas físicos e psicológicos devido ao tamanho excessivo.

O peso do tecido mamário pode causar dores nas costas, ombros e pescoço, desconforto, feridas nos ombros devido às alças dos sutiãs e má postura, resultando em problemas graves na coluna.

Dessa forma, o procedimento pode ser realizado tanto para atender fins estéticos quanto problemas de saúde da paciente.

Como funciona o procedimento?

Inicialmente, a consulta pré-operatória é indicada para alinhar às expectativas da paciente com os resultados realistas que podem ser obtidos com o procedimento. Essa instrução será dada pelo cirurgião plástico responsável.

Também serão solicitados exames clínicos para verificar se a paciente está saudável e apta a realizar a cirurgia. A mamoplastia redutora pode durar entre 2 ou 3 horas, de acordo com o tamanho das mamas, exigindo um período de 12 horas de internação.

Para iniciar o procedimento, será administrada a anestesia que pode ser peridural, geral ou local com sedação. Em seguida será feita a incisão que pode ser em formato de “T” invertido, areolar ou em “L”, dependendo do tamanho e grau de flacidez de cada mama.

Durante a mamoplastia, o cirurgião plástico realizará a remoção do excesso de gordura, pele e tecido glandular que sejam sobressalentes, obtendo seios mais proporcionais ao corpo da mulher.

Quando necessário, pode ser realizada a redução da aréola ou mesmo a remoção e transplante do mamilo e aréola para a parte superior das mamas. O tecido mamário é reduzido, levantado e modelado, visando obter um resultado natural e simétrico.

Antes de realizar o fechamento das incisões, o profissional faz a reestruturação e reposicionamento das mamas. Por fim, as incisões são fechadas nas camadas profundas do tecido mamário, melhorando a sustentação dos seios.

No geral, a cirurgia não apresenta complicações sérias, no entanto, podem ocorrer algumas condições inerentes de qualquer procedimento cirúrgico, como hematomas, seromas, infecção, necrose de pele e de aréola e deiscência de pontos.

Os exames realizados anteriormente, a execução correta do procedimento e os devidos cuidados no pós-operatório minimizam as chances de que problemas ocorram durante ou após a cirurgia.

Como é a recuperação da mamoplastia?

Normalmente, o pós-operatório da mamoplastia redutora não é dolorido, entretanto, devem ser evitados movimentos excessivos nesse momento. Após a realização do procedimento, a paciente deve ficar de observação por 12 horas, sendo que um banho completo deve esperar, ao menos, 24 horas.

Após esse período os curativos usados para dar sustentação aos seios e reduzir as chances de problemas de infecção na incisão devem ser retirados. Entretanto, uma microporagem da cicatriz deve ser mantida por mais tempo e também o sutiã pós-cirúrgico que deve ser usado por 30 dias.

Em geral, mas nem sempre, o cirurgião dispensa o uso de drenos na recuperação da mamoplastia. O recurso pode ser usado em casos de grandes reduções do volume visando evitar hematomas e seromas (acúmulo de sangue e líquidos).

Na primeira semana após o procedimento, é indicado realizar sessões de drenagem linfática para auxiliar na redução do inchaço e remodelação das cicatrizes. Outras recomendações incluem:

  • evitar esforço físico nos 15 primeiros dias;
  • não retomar atividades como academia sem autorização médica, principalmente no primeiro mês;
  • usar o sutiã cirúrgico por 30 dias após a realização do procedimento;
  • evitar movimentos bruscos com os braços, deitar de lado ou de bruços e elevar os braços acima da linha dos ombros por, ao menos, 30 dias;
  • reduzir a exposição solar durante a recuperação e usar protetor;
  • ter uma alimentação normal, mas balanceada;

O cirurgião plástico passará uma série de cuidados a serem tomados após a cirurgia, sendo que o cumprimento deles garante uma melhor recuperação e resultados mais satisfatórios.

Quais resultados esperar da cirurgia?

Os resultados definitivos podem ser observados entre 12 e 18 meses após o procedimento. As mamas terão o volume reduzido, entretanto, o resultado final dependerá das características iniciais, como tipo de pele, presença de estrias, constituição gordurosa ou glandular do tecido mamário. Em todos os casos a recuperação depende de algumas etapas:

  • período imediato: considerado do primeiro ao 30º dia, sendo que as mamas já apresentam um aspecto melhor, mas ainda distante dos resultados finais esperados pela paciente;
  • período mediato: inclui do 2º ao 8º mês, quando a mama estará mais próxima da forma definitiva, mas é comum que se observe uma insensibilidade ou hipersensibilidade do mamilo;
  • período tardio: ocorre do 8º ao 18º mês, que é quando a mama atinge o aspecto definitivo no que diz respeito a cicatriz, forma, consistência, volume e sensibilidade. Os resultados dependem da acomodação da mama e da elasticidade da pele.

No fechamento da incisão da mamoplastia redutora são usados pontos internos que são absorvidos pelo organismo. A cicatrização, assim como a recuperação, envolve diferentes fases:

  • período imediato: fase que vai até o 30º dia e pode apresentar uma leve reação aos pontos ou ao curativo;
  • período mediato: do 2º ao 12º mês é o período no qual há um espessamento normal da cicatriz e mudança na cor, podendo ir do vermelho para o marrom e, posteriormente, clareando;
  • período tardio: ocorre entre o 12º e 18º mês, com a cicatriz tornando-se mais clara e menos consistente e obtendo o aspecto definitivo.

Qualquer avaliação definitiva da cicatriz deve ser realizada após esse período. Em alguns casos, a paciente possui uma predisposição à cicatrização hipertrófica ou ao queloide.

Esses processos só podem ser verificados após o período tardio e, nesses casos, podem ser indicados tratamentos para amenizar a aparência da cicatriz, pois existem recursos clínicos e cirúrgicos que podem ser utilizados.

Os resultados da mamoplastia redutora são permanentes, entretanto, situações como uma gestação ou ganho excessivo de peso podem provocar alterações, dependendo, em grande medida, da elasticidade da pele.

Em geral, em gestações nas quais a gestante não ganha muito peso, não há alterações significativas nas mamas. A lactação e amamentação, por sua vez, podem ser influenciadas pelo grau de intervenção e técnica que foi realizada.

A mamoplastia redutora é um procedimento seguro e, em alguns casos, necessário para a qualidade de vida da paciente. Entretanto, é importante que se verifique a especialização do cirurgião plástico responsável visando resultados mais satisfatórios.

Ainda com dúvidas sobre Mamoplastia Redutora?

Entre em contato conosco que responderemos todas as suas perguntas.

Agende sua consulta ou ligue agora para (11) 3285-6412 ou 3285-3514.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
Quanto Custa uma cirurgia para Mamoplastia Redutora?
Confira quanto custa Mamoplastia Redutora na Clínica da Dra. Luciana Pepino, entre outras Cirurgias Plásticas e Tratamentos Estéticos.
Dúvidas?
Fale diretamente com a Dra. Luciana sobre Cirurgia de Mamoplastia Redutora.
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp