11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Tratamentos para aliar ao uso do Botox

Melhores tratamentos com botox

Tratamento com Botox pode ser aliado a outros procedimentos para potencializar o rejuvenescimento facial

O tratamento com Botox, realizado com a aplicação de toxina botulínica, é o procedimento estético não cirúrgico mais realizado no Brasil devido aos benefícios para combater o envelhecimento facial, resultando em melhora da autoestima e satisfação pessoal.

Com mais pessoas interessadas em promover o rejuvenescimento e retardar os efeitos do tempo na face, o Botox, aliado a outros procedimentos estéticos, pode atender pacientes de diferentes idades e gêneros.

Quais os resultados com o tratamento com Botox?

Antes de conhecer quais técnicas podem ser realizadas para potencializar os efeitos do Botox no rosto é importante conhecer quais são os resultados desse tratamento.

A aplicação de toxina botulínica provoca uma paralisia temporária e parcial nos músculos nos quais é aplicada. O que ocorre é a interrupção das sinapses neuromusculares, impedindo que o músculo contraia.

Esses movimentos são involuntários, como ao falar, mastigar, concentrar-se, entre outras expressões faciais cotidianas.

Portanto, o tratamento com Botox tem como objetivo reduzir a movimentação dos músculos da face e minimizar as linhas de expressão resultantes desses movimentos frequentes.

Com a aplicação correta por um cirurgião plástico, a aplicação de Botox não torna a face congelada ou artificial, apenas suaviza as expressões.

4 tratamentos para aliar ao Botox

Apesar dos excelentes resultados do Botox para combater o envelhecimento facial, melhorando a autoestima e satisfação pessoal das pacientes, alguns tratamentos podem ser associados para potencializar os efeitos de rejuvenescimento. Conheça os principais a seguir!

1. Aplicação de ácido hialurônico

A aplicação de ácido hialurônico está entre os principais procedimentos que complementam o tratamento com Botox, sendo que muitas pacientes até confundem a utilidade de cada método.

Enquanto o Botox é indicado para amenizar a formação das rugas dinâmicas causadas pelas linhas de expressão, o ácido hialurônico é recomendado principalmente para tratar sulcos faciais e a perda do tônus muscular.

O uso mais comum do ácido hialurônico é para amenização do sulco nasogeniano, conhecido popularmente como bigode chinês e que causa muita insatisfação às pacientes devido resultar em um rosto com aspecto cansado e envelhecido.

Além disso, o tratamento contribui para aumento do volume e desenho labial e melhora do contorno facial.

2. Peeling

O peeling é um tratamento estético facial recomendado para amenizar os sinais de envelhecimento da pele como manchas, cicatrizes, acnes e cravos, flacidez e até mesmo rugas.

Esse procedimento pode ser realizado com diferentes produtos, o que influencia a profundidade do tratamento na derme.

Em geral, a técnica causa uma microdermoabrasão, ou seja, uma lesão controlada que vai promover a renovação celular e eliminar as marcas indesejadas previamente presentes.

Devido ser conduzido com produtos químicos, como os ácidos, o peeling deve ser realizado após a indicação de um especialista e conduzido por um profissional apto, como cirurgião plástico ou dermatologista.

Mulher realizando tratamento com botox

3. Laser fracionado de CO2

O laser fracionado de CO2 está entre os tratamentos com laser ablativo, ou seja, que causa uma lesão local promovida pelo aquecimento da região causando a destruição das células velhas e incentivo à renovação celular.

Esse procedimento de rejuvenescimento facial pode ser associado ao tratamento com Botox por promover a amenização de sinais do envelhecimento cutâneo como a flacidez e a formação de rugas.

O laser fracionado de CO2 também pode ser usado para uniformizar a cor da pele, reduzir os poros abertos que favorecem inflamações cutâneas, atenuar cicatrizes acneicas e tratar estrias e outras marcas na pele.

4. Microagulhamento

O microagulhamento também é um tratamento complementar ao Botox devido ao estímulo à produção de colágeno.

Nessa técnica, também chamada de Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), o especialista utiliza um rolo com múltiplas agulhas que causam uma lesão localizada iniciando um processo de cicatrização da pele.

Durante a cicatrização ocorre a renovação celular, com aumento da produção de colágeno na região tratada, o que melhora o aspecto da pele de forma geral e combate os efeitos do envelhecimento.

O microagulhamento promove uma série de benefícios estéticos à paciente que melhora sua autoestima e satisfação, como:

  • amenização de rugas;
  • atenuação de cicatrizes, cicatrizes de acne e estrias;
  • uniformização do tom da pele, com tratamento de melasmas;
  • redução dos poros abertos.

Portanto, a técnica promove o rejuvenescimento facial, mas também pode ser usada em outras áreas do corpo mais expostas aos efeitos do envelhecimento, como pescoço, colo e mãos.

Assim como a recomendação da aplicação da toxina botulínica, as técnicas complementares ao tratamento com Botox devem ser indicadas por um cirurgião plástico após avaliar as insatisfações da paciente.

Destaca-se que é preciso respeitar um intervalo entre os procedimentos para que uma prática não interfira nos resultados da outra. Por exemplo, o microagulhamento pode ser feito cerca de duas semanas após a aplicação com Botox.

Converse com um cirurgião plástico de confiança e conheça outras técnicas de combate ao envelhecimento facial que podem ser indicadas para o seu caso.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).