11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Próteses de silicone grandes podem causar problemas nas costas

Prótese de silicone grande pode gerar problemas nas costas?

Entenda quais fatores podem desencadear problemas nas costas após a mamoplastia de aumento e como a escolha do silicone interfere nesses resultados.

A mamoplastia de aumento é uma das cirurgias plásticas mais realizadas entre as mulheres. A colocação da prótese de silicone está associada ao aumento da autoestima, satisfação pessoal e bem estar das pacientes.

No entanto, após o pós-operatório algumas pacientes podem começar a sentir alterações na postura desencadeando problemas nas costas. 

Independentemente do volume do silicone mamário, a paciente em geral identifica alterações nos padrões de postura, que são mais imediatas e perceptíveis, e alterações estruturais no corpo, que são menos evidentes. Entenda melhor a seguir!

Por que o silicone pode causar problemas nas costas?

As alterações causadas pelo silicone que podem desencadear problemas nas costas ocorrem devido a diferentes fatores, no entanto, a maior parte das pacientes não relata tais problemas.

Dessa forma, a colocação de silicone nas mamas não é um determinante para desenvolver problemas nas costas, sendo que diferentes fatores precisam ser avaliados conjuntamente. Entenda os principais motivos a seguir!

Sobrepeso das mamas

O aumento do peso da mama pode fazer com que a paciente jogue os ombros para frente, contraindo o trapézio e curvando a coluna em formato de C (cifose). 

Trata-se de uma postura defensiva do corpo para minimizar os desconfortos, no entanto, pode gerar um desequilíbrio postural que quando não tratado pode gerar quadros mais complicados como de cervicalgias e lombalgias e, no longo prazo, hérnia de disco.

O problema é mais comum em pacientes que colocaram próteses de silicone com tamanho maior do que o indicado para a estrutura corporal. 

Modificações estruturais

Após a mamoplastia de aumento a paciente encontra-se com um porte físico novo. As mudanças posturais levam a modificações estruturais no tronco que não são visíveis, mas podem causar problemas nas costas no longo prazo.

Essas alterações são mais comuns em pacientes nas quais a prótese de silicone são inseridas embaixo do músculo torácico.

Fatores psicológicos

Por mais que a paciente almeje os resultados da mamoplastia de aumento, após a operação fatores psicológicos e emocionais podem causar um estranhamento que também se manifesta na postura.

Muitas mulheres têm dificuldade para assumir as mudanças estéticas no corpo e curvam-se como uma resposta emocional na tentativa de esconder o novo volume mamário.

Assimetrias

Também ocorre de pacientes identificarem assimetrias nas mamas, com uma maior do que a outra. Esse problema, geralmente, está associado à escoliose, um desvio lateral da coluna, e não problemas na prótese em si.

Normalmente, esse quadro já estava instalado antes da mamoplastia de aumento, mas torna-se mais evidente após a colocação da prótese de silicone e aumento dos seios. 

Como evitar problemas nas costas após a mamoplastia de aumento?

Muitas dessas questões relacionadas aos problemas nas costas após a mamoplastia de aumento não podem ser previstas antes da operação. Mas algumas condutas minimizam as chances de doenças lombares e cervicais e problemas na coluna como um todo.

  • pré-operatório: é importante avisar ao cirurgião plástico antes da mamoplastia de aumento caso tenha alguma alteração prévia na coluna, como hérnia de disco, escoliose, lombalgia e outras;
  • tamanho da prótese de silicone: o volume da prótese deve ser escolhido com base na estrutura física da paciente, sendo importante respeitar a orientação médica para evitar problemas posturais posteriormente;
  • RPG e fisioterapia: a realização de sessões de RPG e fisioterapia após a recuperação da mamoplastia de aumento ajuda a corrigir pequenos desvios posturais que poderiam desencadear problemas na coluna no longo prazo;
  • exercícios físicos: a prática regular de exercícios físicos, após a plena recuperação da cirurgia plástica, ajuda no fortalecimento da musculatura, ganho de massa magra, controle de peso e outros que ajudam na saúde, estrutura óssea e postura.

Portanto, apesar de existir sim o risco de a prótese de silicone, principalmente quando com volume é inadequado à estrutura corporal da paciente, causar problemas nas costas, existem diferentes medidas preventivas satisfatórias.

O ideal é conversar com o cirurgião plástico antes mesmo da cirurgia, com uma avaliação detalhada antes da colocação da prótese de silicone, evitando complicações posteriores.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Diomar Francisca Gomes disse:

    Tenho Diabetes tipo 2. Tenho 53 anos consigo colocar silicone

    • Dra. Luciana Pepino disse:

      Olá!
      Sinceramente, a Dra. Luciana só tem como responder te vendo e avaliando pessoalmente, uma vez que cada caso é um caso e que tem o seu diagnóstico. É impossível responder sobre o seu caso, especificamente, sem ela lhe ver e avaliar-lhe pessoalmente.
      Se desejar, será um prazer lhe atender numa consulta médica presencial. Veja como funciona nosso agendamento no (11) 3285-6412.
      Nosso site é http://www.lucianapepino.com.br.
      Atenciosamente,
      Concierge Dra. Luciana Pepino.