Entenda a diferença entre toxina botulínica e preenchimento

Lábios de mulher

Preenchimento labial definitivo é possível, mas exige profissional experiente e qualificado

Muitas mulheres desejam ter lábios mais volumosos e harmônicos com a face, e almejam um preenchimento labial definitivo. No entanto, não é incomum que o interesse pelo procedimento levante dúvidas sobre as indicações da toxina botulínica e do preenchimento.

Devido às diferenças entre essas técnicas de rejuvenescimento facial é importante que a paciente conheça como funciona e as indicações de cada uma delas antes de optar por um ou outra.

A seguir saiba quais as indicações dos procedimentos e qual a técnica recomendada para fazer o preenchimento labial definitivo.

Como é o tratamento com toxina botulínica?

O tratamento com toxina botulínica é o popularmente conhecido como Botox e é recomendado para amenizar e prevenir rugas faciais.

Ela age como um bloqueador neuromuscular, de forma a impedir a transmissão de estímulos dos neurônios para os músculos, o que bloqueia, parcial ou totalmente, a contração muscular.

Um dos principais responsáveis pela formação de rugas na face é a atividade muscular, relacionada aos movimentos faciais que são repetidos diariamente.

Ao impedir esses movimentos, a toxina botulínica ajuda na amenização de rugas dinâmicas, como os pés de galinha, e também previne o surgimento de novas marcas que possam causar o envelhecimento e enrugamento da face.

Como é feito o preenchimento facial?

O preenchimento facial, na verdade, pode ser entendido como diferentes tratamentos. A maior parte dos procedimentos deste tipo utiliza o ácido hialurônico.

Essa substância é produzida pelo próprio organismo e têm os níveis reduzidos após os 30 anos. Os tratamentos usando o ácido hialurônico são indicados para preencher sulcos faciais, como o nasogeniano (bigode chinês).

O produto ainda é recomendado para melhora do contorno facial, preenchimento labial e outros objetivos. No entanto, a substância é absorvida pelo organismo, fazendo com que os resultados não sejam definitivos.

Entre os preenchimentos faciais com ácido hialurônico estão técnicas como o MD Codes e o preenchimento tradicional.

Outra substância usada nos tratamentos faciais é o ácido polilático, usado tanto no tratamento de fios de sutura silhouette como no Sculptra.

A lipoenxertia, uma técnica de preenchimento usando gordura autógena, também é uma indicação quando o objetivo é melhorar o volume de uma região corporal como o contorno da face ou o aumento dos lábios.

Entre 40% e 50% da gordura usada no tratamento é reabsorvida pelo organismo, de forma que são necessários cerca de três meses para ver os resultados definitivos do procedimento.

Outra opção de preenchimento labial é a bioplastia. Realizada com polimetilmetacrilato (PMMA), conhecido também como metacril, a substância tem autorização de uso pela ANVISA, mas exige cuidado.

Mulher jovem com lábios preenchidos

Como é realizado o preenchimento labial definitivo?

Entre as opções de preenchimento para os lábios estão às técnicas de lipoenxertia e a bioplastia.

Apesar dos receios referentes ao uso do PMMA, a substância é segura quando utilizada em baixas dosagens e o procedimento realizado por um cirurgião plástico experiente e de confiança.

Destaca-se que o preenchimento labial também pode ser realizado utilizando ácido hialurônico, no entanto, os resultados não são definitivos, sendo necessário fazer novas aplicações a cada dois anos, em média.

Quais as diferenças entre Botox e preenchimento?

Uma vez que consistem em tratamentos distintos, o que faz com que a toxina botulínica e o preenchimento sejam frequentemente confundidos? Algumas semelhanças entre as técnicas, como:

  • consistir em um tratamento para amenizar rugas e marcas de envelhecimento facial, ainda que as indicações sejam distintas;
  • ser um procedimento realizado na clínica médica, com uso de uma agulha para aplicação subcutânea;
  • ter efeito temporário, como é o caso da maior parte dos preenchimentos e também do Botox.

Assim, são várias as semelhanças entre os tratamentos, mas eles diferem no aspecto mais importante, a forma como a substância age no organismo e os objetivos da aplicação.

A toxina botulínica é indicada para amenizar e prevenir rugas dinâmicas, que são aquelas que surgem dos movimentos faciais. Isso se deve ao efeito da substância, que promove o bloqueio dos movimentos.

O ácido hialurônico e outras substâncias usadas no preenchimento facial são indicados para dar mais volume e tratar sulcos faciais, como o bigode chinês.

A substância age atraindo moléculas de água que fazem o preenchimento dos espaços entre as células, promovendo um melhor volume no local de aplicação.

Podem ser usadas ainda técnicas de preenchimento como a lipoenxertia e a bioplastia, que são definitivas e devem ser realizadas com máximo profissionalismo devido à dificuldade de reversão.

Se o objetivo é um preenchimento labial definitivo essas duas técnicas de preenchimento são as mais recomendadas.

Portanto, para definir entre o preenchimento facial e a aplicação de toxina botulínica é fundamental conversar com um cirurgião plástico de confiança e avaliar as recomendações de cada técnica.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp