Os cuidados na hora de se bronzear

Chega o verão e todo mundo quer ganhar uma corzinha na pele. Para os apressados de plantão, sempre há aquelas artimanhas para o bronzeado acontecer mais rápido, nem sempre seguras, mas que fazem valer a pena a exposição ao sol por conta dos resultados que aparecem de imediato. O que preocupa é que os cuidados com a pele nestes momentos são deixados de lado e, quem gosta de se bronzear, não mede esforços ao aderir receitas mirabolantes que agem em uma velocidade muito prejudicial à saúde.

Como por exemplo, se esquecer do uso do protetor solar. Saiba que ele não vai afetar seu bronzeado. Muito pelo contrário! Aplicado 30 minutos antes do banho de sol, ele garantirá sua proteção já que o bronzeamento é uma forma de “agressão” à pele. A melanina, a responsável pela tonalização da epiderme, só é ativada depois de um longo período em contato com o sol, por isso, nunca é demais renovar a aplicação do produto a cada duas horas ou após cada mergulho ou indício de transpiração.

Ter um bronzeado perfeito depende do tom de pele de cada pessoa. Quem é mais clara, produz menos melanina e isso quer dizer que, se as branquinhas não tomarem sol corretamente, ficarão que nem um pimentão no final do dia. A dica para quem se enquadra nesse caso é se bronzear de forma gradual, pois o estímulo da melanina acontece 48 horas depois do primeiro banho de sol. Sendo assim, desencane de ficar deitada por horas na areia ou na beira da piscina, pois a exposição solar também pode provocar queimaduras.

Os bronzeamentos artificiais tiveram seus dias de glória até serem relacionados ao aumento dos riscos do desenvolvimento de algum tipo de câncer de pele. As mulheres mais jovens são as que mais correm perigo com relação à exposição excessiva dentro das câmaras artificiais, que são proibidas no Brasil desde 2009. Nem sempre vale a pena correr contra o tempo para ter o bronzeado perfeito, não é? Se suas férias são curtas, os autobronzeadores são recomendados. Os efeitos aparecem devagar, mas garantem uma aparência saudável.

Muito se fala sobre o câncer de pele. Por ser uma doença silenciosa, aquele banho de sol que você tomava na infância, pode se refletir mais tarde no formato de lesões solares que são consequências do descuido de anos atrás. Mesmo que o objetivo seja ter um bronzeado lindo e de dar inveja, fuja do sol intenso e do boato de que o protetor solar com FPS acima de 50 te fará invencível diante do calor escaldante. Abuse dos bonés, chapéus e camisetas só para fortalecer a proteção. Aproveite o verão sem sustos!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).