11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Magreza não é sinônimo de saúde

Magreza não é sinônimo de saúde. Ter corpo e mente bem cuidados são o diferencial.

Veja como corpo e saúde se relacionam entre si

Os estereótipos são criados naturalmente pela sociedade, variando entre as diversas culturas presentes em todos os países. 

O conceito de estereótipo nada mais é do que uma ideia ou modelo de imagem que são atribuídas às pessoas ou determinados grupos sociais, mas que funcionam sem qualquer fundamentação teórica e de maneira preconceituosa. 

Esse modo de pensar tende a se agravar quando falamos sobre corpo e saúde ou gênero e raça, por exemplo.

Estereótipos são rótulos e pré-conceitos que generalizam e simplificam questões complexas. A mídia e a internet têm contribuindo muito para a criação dessas concepções em escala global, tendo o corpo e a saúde como um de seus principais modos de atuação. Entenda a seguir como esses conceitos estão equivocados e podem prejudicar nossa visão de mundo.

Magreza e sobrepeso

Nossos corpos possuem configurações ósseas e de formatos que estão diretamente relacionados à genética. Assim como algumas pessoas são mais altas que as outras, cada pessoa nasce com uma predisposição para certos tipos de peso corporal e aparência física.

Ser magro não significa que você está com a sua saúde em dia, assim como estar com sobrepeso não está relacionado a má saúde ou funcionamento do organismo.

Pessoas magras que não se alimentam corretamente e não realizam atividades físicas, além de manter hábitos danosos à saúde, estão muito mais propensos a terem problemas como anemia, má circulação sanguínea e até diabetes!

Embora seja muito importante lembrarmos que sobrepeso não é obesidade (muito prejudicial à saúde) já começamos a perceber que corpo e saúde não estão relacionados entre si.

Hábitos, corpo e saúde

Alimentação, exercício físico e hábitos diários são os principais fatores de uma boa saúde e bom funcionamento do organismo. Se você fuma, não se alimenta direito, deixa de praticar atividades físicas e não dorme regularmente, não importa qual é a sua aparência ou peso corporal, as chances da sua saúde estar prejudicada são grandes.

Os padrões de beleza atuais podem te mandar mensagens opostas ao que foi exposto até agora, mas não se sinta mal se você acreditou nisso sua vida inteira.

A dica aqui é se desvincular dos conceitos de estereótipos sobre corpo e saúde absorvidos até aqui e procurar entender com um pouco mais de propriedade e pesquisa sobre esse assunto.

Tudo é questão de equilíbrio

Sabe aquele famoso ditado: nem 8 nem 800? Isso pode ser levado em muitos âmbitos da vida. O mais importante aqui é realizar uma manutenção regular da sua saúde e estar atento ao seu percentual específico de gordura corporal, massa muscular, quantidade de água e peso dos ossos.

Corpo e saúde são questões intrínsecas que precisam ser acompanhadas de perto quando se pretende ser uma pessoa saudável e satisfeita consigo mesma. Faça exames de rotina, visite um endocrinologista e esteja atento aos sinais que seu corpo te manda, se conhecer é o primeiro passo para uma vida com saúde independentemente do peso que está na balança.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).