Roupas indicadas pós cirurgia plástica

Mulher com roupas largas

Uso de vestimentas adequadas faz parte das indicações para o pós-operatório para uma melhor recuperação

As indicações para o pós-operatório da cirurgia plástica contribuem para uma recuperação mais saudável com redução das chances de complicações decorrentes de atividades inadequadas no período.

As roupas usadas após a cirurgia plástica fazer parte desse leque de cuidados que contribuem para uma recuperação melhor e em menos tempo.

A seguir apresentamos opções de vestimentas para algumas cirurgias plásticas e também quais roupas pós-cirúrgicas que devem ser usadas.

Quais roupas usar após procedimentos estéticos?

Você sabia que até mesmo para uma rinoplastia é preciso ter atenção à roupa que vai usar no pós-operatório? A recomendação nesses casos são camisas com botões na frente, pois assim há um menor risco de impacto com a região operada.

O mesmo vale para maior parte dos procedimentos estéticos. Destaca-se ainda que a roupa apropriada deve ser usada já para ir ao hospital no dia da cirurgia.

Afinal, nada pior do que terminar uma cirurgia plástica, com o corpo dolorido e com curativo, tentar colocar uma roupa inadequada.

Mamoplastia

A mamoplastia é uma cirurgia com diversas indicações para o pós-operatório que incluem repouso e o uso roupas adequadas para não pressionar a região operada ou exigir movimentos indevidos.

Um exemplo é que na recuperação da mamoplastia a paciente não deve levar os braços a uma altura acima dos ombros. Com isso, usar camisetas justas ou blusas colocadas pela cabeça pode ser difícil.

O mais indicado são vestimentas leves, de algodão e que fiquem mais largas e, principalmente, que possam ser colocadas e retiradas sem que seja necessário levantar o braço.

Apesar de não ter uma contraindicação quanto ao uso de calças, é importante atentar-se se elas são fáceis de vestir para não forçar a região do tórax nesse momento.

Lipoaspiração

A lipoaspiração é outra técnica que exige bastante atenção no pós-operatório para uma recuperação mais completa e sem complicações.

Apesar do uso da cinta modeladora que deverá ser usada o tempo todo após a cirurgia, sendo retirada apenas para o banho, não é indicado utilizar roupas apertadas por cima.

Uma calça jeans, por exemplo, tem um tecido seco e duro, que se ficar em contato com a região operada por causar irritação.

Opte por roupas mais leves e largas e dando prioridade aquelas que são mais fáceis de vestir para evitar esforços na região.

Abdominoplastia

As recomendações para o pós-operatório da abdominoplastia também são variadas devido à complexidade da cirurgia.

Após a retirada do excesso de pele da região abdominal, pode haver uma redução de medidas, mas isso não significa que já é possível usar qualquer roupa, tudo bem?

Evite qualquer tipo de peça que tenha fechos na região abdominal, como calças jeans, saias e outras.

As roupas também devem ser mais leves e larguinhas, incluindo as peças íntimas que devem ter as alças largas para evitar machucar a região operada.

Como escolher roupa pós-cirúrgica?

Cabides com várias roupas

É essencial que as pacientes submetidas à mamoplastia, lipoaspiração ou abdominoplastia utilizem as roupas pós-cirúrgicas corretas.

Destaca-se que no caso da cirurgia das mamas o item obrigatório é o sutiã cirúrgico e nas realizadas na região do abdômen, flancos ou glúteos é a cinta.

É importante lembrar que homens que façam uma cirurgia do tipo também devem usar a cinta compressora. Saiba a seguir como escolher esses produtos.

Sutiã

Inicialmente é preciso destacar que o sutiã pós-cirúrgico não deve ter aro ou rendas. Muitas mulheres tentam buscar uma opção mais charmosa, mas esse não deve ser o objetivo nesse momento.

O uso do sutiã é indispensável para obter melhores resultados com a mamoplastia e por essa razão é um item fundamental nos 30 primeiros dias.

A recomendação é optar por modelos com abertura frontal, pois eles são mais fáceis de vestir. Além disso, ele deve ter reforço na parte debaixo do busto e alças reguláveis.

Cinta modeladora

A cinta modeladora é recomendada após procedimentos como a lipoaspiração e abdominoplastia com o objetivo de reduzir a flacidez, inchaço, dar melhor suporte à região operada e melhorar a circulação sanguínea.

Devido aos amplos benefícios, deve ser escolhida uma cinta adequada ao procedimento realizado e de boa qualidade.

A recomendação é que a cinta não comprima demais a região, pois esse excesso pode comprometer os resultados alcançados.

No caso da abdominoplastia a cinta pode ser mais curta, enquanto na lipoaspiração, principalmente quando o procedimento inclui as coxas e glúteos, ela deve ser um pouco mais comprida.

Quais as demais indicações para o pós-operatório?

Além de atentar-se à vestimenta adequada, as indicações para os cuidados no pós-operatório da cirurgia plástica devem ser atendidas corretamente. Entre elas estão:

  • repouso nos dias seguintes a alta hospitalar;
  • retorno progressivo às atividades de acordo com a alta médica;
  • evitar tabaco e álcool nesse período;
  • alimentar-se com opções saudáveis e regularmente;
  • realizar as sessões de drenagem linfática, principalmente após abdominoplastia e lipoaspiração;
  • tomar apenas as medicações prescritas pelo médico responsável.

Todos esses cuidados ajudam a ter uma recuperação mais tranquila e rápida, evitando complicações que possam comprometer os resultados e a sua saúde.

Destaca-se ainda a importância de procurar um médico de confiança, independentemente do procedimento a ser realizado.

Ele deve conversar sobre a técnica e também fazer as indicações para o pós-operatório, incluindo esclarecendo dúvidas sobre as roupas adequadas.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).