(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
dicas de tratamentos eficazes para corrigir a barba falhada

Métodos mais eficazes para corrigir a barba falhada

Soluções para corrigir a barba falhada vão desde opções menos invasivas, como revisão de hábitos e medicamentos, até a opção cirúrgica. Saiba mais a seguir!

Muitos homens têm como objetivo corrigir a barba falhada devido à ascensão de um estilo no qual a barba adquire grande importância na identidade e estética masculina.

Antes de saber como corrigir a barba falhada é importante buscar ajuda profissional para compreender quais os motivos que levaram a falta de crescimento de pelos nesse local.

Entender as causas da barba falhada é fundamental para definição de um tratamento mais acertado e com melhores chances de sucesso.

5 métodos para corrigir a barba falhada

Em geral, os tratamentos para corrigir a barba falhada têm início com abordagens menos invasivas antes de optar por opções mais eficazes, mas também mais complexas, como a cirúrgica. Entenda a seguir!

1. Hábitos

Pode não parecer, mas a revisão dos hábitos é sim um passo para melhorar o aspecto da barba, especialmente quando as falhas estão associadas com:

  • déficit nutricional, demandando uma revisão dos hábitos alimentares;
  • aumento do estresse, buscando atividades relaxantes e prática física regular;
  • falta de higiene, adotando uma rotina de limpeza da barba mais completa.

Portanto, a mudança de hábitos pode sim contribuir para ter uma barba mais preenchida quando as falhas são causadas por esses fatores mais transitórios.

2. Medicamentos

Os medicamentos também podem ser usados para corrigir a barba falhada, no entanto, é preciso ficar atento e não acreditar em soluções milagrosas.

Nos casos de barba falhada em decorrência de foliculite, uma infecção que acomete os folículos pilosos, o tratamento medicamentoso pode incluir o uso de antibióticos e antifúngicos.

Além disso, existem as formulações específicas para fortalecimento e crescimento capilar, sendo que a orientação especializada é fundamental para um produto mais adequado às suas necessidades.

3. Laser

homem se questionando sobre métodos para corrigir a barba falhada

O tratamento a laser já é usado em diferentes tipos de queda de cabelo, como a alopecia androgenética e alopecia areata.

O laser também pode ser usado para corrigir a barba falhada, principalmente quando associado com medicamentos específicos.

O laser promove uma elevação localizada da temperatura, estimulando a circulação sanguínea e a oxigenação no local tratado, melhorando a chegada de nutrientes e também potencializando o efeito de fármacos usados.

4. Mesoterapia capilar

A masoterapia também é usada em casos de queda de cabelo e, cada vez mais, tem sido usada para corrigir a barba falhada.

A masoterapia consiste na aplicação de microinjeções com substâncias ativas como vitaminas, medicamentos, coquetéis de aminoácidos e outros diretamente no local tratado.

O tratamento pode ser associado às sessões de laser com o objetivo é estimular o crescimento da barba.

5. Implante capilar

Por fim, o paciente também pode recorrer ao implante capilar para corrigir a barba falhada de forma mais definitiva, sendo indicado para quadros mais graves e nos quais outras abordagens não apresentaram resultados satisfatórios. São duas as técnicas viáveis:

  • FUE: consiste na extração das unidades foliculares individualmente da área doadora e transferência para área receptora;
  • FUT: consiste na extração de uma faixa de cabelo, normalmente da parte detrás da cabeça, e remoção dos folículos para transferência à área receptora.

A definição entre as técnicas FUE ou FUT depende diretamente das demandas do caso, como o quão falhada é a barba e o quão preenchida o paciente anseie que ela fique.

A escolha de qual o tratamento para corrigir a barba falhada depende diretamente de uma avaliação especializada garantindo resultados mais satisfatórios.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.