11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como deixar a barba sem falhas

Como evitar, disfarçar ou tratar as falhas na barba.

Olhar-se no espelho e dar-se conta das falhas na barba é bastante incômodo e estressa qualquer homem que gosta de cuidar de sua beleza masculina. Não importa o tipo de barba nem sua cor, isso pode acontecer com qualquer um. Para tentar ver uma solução para o caso, é preciso descobrir a causa dessas falhas. Isso pode ter acontecido devido ao estresse e à ansiedade, por exemplo, ou o fator pode estar nos maus hábitos, na alimentação, em alguma outra doença ou na própria genética. A alopecia areata é o nome científico que se dá às falhas de formato circular da barba, onde os fios crescem e se desenvolvem menos. Se houver disfunções hormonais essa alteração também será visível no rosto. Em alguns casos, fungos abaixo da derme também podem criar micose na região e gerar as falhas em alguns pontos da barba. Se você já notou que está com falhas em sua barba, veja como pode livrar-se disso.

1. Cuide da barba como um todo

A primeira dica que damos é parar de aparar apenas algumas áreas da barba, pois isso faz com que outras áreas pareçam mais cheias. O ideal é cortá-las o mais curto possível, incluindo as laterais. Quem tem uma barba mais irregular pode criar a linha de barbear abaixo da região da bochecha a fim de passar uma impressão de barba cheia e diminuir as falhas. Se no seu caso as falhas têm o formato de redemoinhos, use um bom creme condicionador para acalmá-las. Quem apara a barba sozinho deve optar pelo uso de uma máquina ou tesoura ao invés das lâminas, pois isso evita que as falhas fiquem visíveis.

2. Se não sabe aparar, peça ajuda profissional

É comum alguns homens não levarem muito jeito para ajustar a barba do jeito esperado com o uso de uma lâmina. Nesse caso, o melhor a fazer é ir até um cabeleireiro ou barbeiro profissional que possa fazer esse trabalho para você. Se você ficar repetindo a mesma tentativa várias vezes e, em todas elas, cortar a barba de forma desigual, isso vai acabar piorando as falhas, uma vez que haverá um crescimento desregulado dos pelos e você terá que esperar ela se uniformizar para poder reparar o erro depois.

3. Use cremes

Jamais use sabão ou qualquer outro produto inadequado para fazer a barba. O creme de barbear foi criado especialmente para essa função e vai fazer com que as lâminas deslizem sobre seu rosto sem causar nenhum dano. Porém, se você usa outros produtos, isso pode acabar acontecendo com o tempo. Para barbas mais cheias, o ideal é recorrer ao uso de cremes e vitaminas de crescimento, que estão à venda em mercados e drogarias. Além disso, é importante tratar a oleosidade que acaba bloqueando o crescimento dos folículos dos pelos.

4. Disfarce as falhas

Isso pode ser feito com o secador. Se sua barba for de tamanho médio ou grande o uso do secador pode aumentar o volume, principalmente em áreas onde os pelos são mais finos. Usando um pente ou escova para barba, você também pode pentear as áreas mais cheias sobre as mais finas, se isso for possível. Lembramos que sempre que for lavar as barbas, nunca use água muito quente para não estimular a proliferação de bactérias e piorar ainda mais o quadro. Use um xampu para dar mais volume e esfregue-a suavemente. Para secar, use toalha de microfibra e não esfregue a toalha no rosto com força.

5. Transplante existe?

Sim, existe essa alternativa no mercado. Se você estiver em um estágio avançado e estiver com muitas falhas evidentes e aparentemente sem solução, você pode preferir recorrer a um transplante de barba, que é uma opção, mas os custos podem ser superiores a 3 mil reais. Antes de tomar qualquer atitude mais agressiva, o ideal é consultar um dermatologista, pois há medicamentos que podem reverter as falhas.

 

CTA Assine o BLOG Dra Luciana Pepino 2
Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).