Passo a passo para recuperar sua autoestima

Mulher vaidosa passando batom

Autoestima depende de fatores físicos e emocionais: saiba como conciliá-los aqui!

Muitas pessoas buscam como recuperar a autoestima depois de passar por experiências negativas que abalam a confiança e o amor-próprio.

O primeiro passo é saber quando se trata de uma situação momentânea e quando já é algo mais sério e que exige auxílio profissional, como no caso de ansiedade e depressão.

A seguir apresentamos dicas importantes para recuperar a autoestima e superar uma fase ruim!

Como recuperar a autoestima em 8 passos

Diversos fatores podem abalar a autoestima como descontentamento com o corpo, término de um relacionamento, insatisfação com a vida profissional, entre outras.

Confira os exercícios que podem reverter a situação:

1. Busque sua independência

É comum que a baixa autoestima e o sentimento de insegurança quanto às próprias capacidades estejam relacionados a uma sensação de “aprisionamento” que pode estar relacionada ao trabalho, relacionamento, família ou mesmo filhos.

O primeiro passo, portanto, é superar essa dependência de algo que te prive daquilo que você busca, pode ser no aspecto financeiro, emocional ou mesmo em organização do tempo.

Um exemplo são os filhos dependentes das mães que dificultam que elas voltem a se verem como mulheres. Nesse caso, promova a independência em prol de todos os envolvidos, pois os pequenos também precisam de certo grau de autonomia.

2. Dedique tempo a você mesma

O autocuidado é parte importante de estimar-se e sentir-se bem consigo mesma. Para isso é importante desenvolver uma rotina de cuidados na qual você tenha tempo para si.

Uma das melhores práticas nesse sentido é tirar um tempo para cuidados com a pele e a saúde. Além de sentir-se bonita devido à rotina de beleza, também poderá desfrutar de um momento só seu.

Essa rotina pode ser antes de dormir e na hora que acorda, por exemplo, reservando um período diário para não se descuidar e sentir-se mais vaidosa.

3. Faça atividades físicas

As atividades físicas são importantes à autoestima por diferentes razões, como para manter-se no peso ideal, ficar mais saudável e sentir prazer com as endorfinas liberadas durante o exercício.

Caso o tempo esteja escasso não é preciso ter uma rotina de exercícios todos os dias, mesmo que seja para malhar em casa, mas pelo menos três vezes por semana esse cuidado é importante.

Outro benefício é que as atividades ajudam a reduzir a ansiedade, melhoram a qualidade do sono e aumentam a disposição.

Também destaca-se que não precisa ser uma atividade aeróbica, como corrida ou bicicleta, podendo ser opções mais tranquilas, como yoga ou pilates.

4. Encontre um hobby

Um hobby, ou passatempo, é alguma atividade que você tem prazer em fazer, sendo uma identificação muito pessoal.

Algumas pessoas gostam de dançar, pintar, cantar, ler, fazer jardinagem, entre outras opções.

O importante é encontrar algo que você gosta e te proporciona prazer ao realizar essa atividade em momentos livres.

Mulher feliz em carro conversível

5. Desenvolva inteligência emocional

Inteligência emocional consiste em lidar racionalmente com as emoções de forma que algumas situações não desencadeiam instabilidades.

Uma situação comum é que quando a mulher está sofrendo de baixa autoestima, por exemplo, ela fica mais sensível a comentários. É importante saber equilibrar o quanto às opiniões alheias podem ser construtivas e lidar melhor com as pessoas e situações.

A inteligência emocional ajuda a ficar menos suscetível em algumas situações, reduzindo a ansiedade, insegurança e infelicidade em momentos de cobrança, críticas ou pressão.

6. Mantenha amizades saudáveis

Uma rede de amizades é importante em todas as idades, mas é relevante que essas pessoas agreguem a sua vida, melhorando a sociabilidade e mesmo a autoestima.

Algumas pessoas negativas ou tóxicas nos ambiente nos quais vivemos podem dificultar a recuperação da autoestima, sendo importante afastá-las e concentrar-se em boas companhias e em você mesma.

7. Realize procedimentos estéticos se desejar

É muito comum que a baixa autoestima esteja relacionada com a aparência. Muitas mulheres, mesmo insatisfeitas, têm receio de recorrer a procedimentos estéticos ou cirurgias plásticas.

No entanto, se você achar que um procedimento dessa natureza pode fazer com que você se sinta mais feliz, confiante e bonita não deve limitar-se pela opinião alheia.

Algumas cirurgias plásticas estão muito associadas à autoestima feminina, como mamoplastia de aumento, lipoaspiração e abdominoplastia.

8. Mantenha-se física e emocionalmente saudável

Para recuperar a autoestima é preciso focar em dois processos, os físicos e os emocionais.

O primeiro está relacionado a uma vida mais saudável, com alimentação adequada, evitando vícios prejudiciais como o cigarro. O outro é sobre um estado emocional mais consistente e positivo.

Portanto, as dicas de como recuperar a autoestima envolve diferentes aspectos da vida, sendo fundamental a mulher entender o que está limitando o amor-próprio e atuar em diferentes aspectos para recuperá-lo e manter-se satisfeita e feliz consigo mesma.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp