11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

É possível eliminar a queloide?

Como lidar com queloide pós cirurgia

Entenda o que é a queloide e se existem maneiras de eliminá-las da cicatriz

Por definição da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a queloide é um “crescimento anormal de tecido cicatricial que se forma no local de um traumatismo, corte ou cirurgia de pele […] É uma alteração benigna, portanto sem risco para a saúde, na qual ocorre uma perda dos mecanismos de controle que normalmente regulam o equilíbrio do reparo e regeneração de tecidos.” 

Ainda de acordo com a SBD, a estimativa é que as queloides ocorram em 5 a 15% das feridas cirúrgicas.

Entretanto, este crescimento anormal é bastante comum no pós-operatório, podendo ter uma frequência 15 vezes maior em peles mais pigmentadas. A ideia média mais comum para o aparecimento da queloide é entre 10 e 30 anos de idade. 

Apesar de serem feridas benignas, este tecido cicatricial incomoda homens e mulheres por terem características visuais como grande espessura, endurecimento e cor avermelhada no local da cicatriz, tornando-a mais evidente.

A seguir, incluímos algumas das principais informações sobre a queloide, como ela acontece, como prevenir e tratá-las da melhor maneira. Olha só!

Entendendo a queloide

Este tipo de condição pode estar relacionado com algumas causas além da má cicatrização de um corte realizado por uma cirurgia plástica. 

De acnes, queimaduras, tatuagens, feridas traumáticas e pequenos arranhões a locais de vacinação e furos na orelha, as queloides podem ocorrer após qualquer tipo de ferimento na pele. 

Ainda existem alguns fatores de risco que podem estar relacionados com uma maior possibilidade de aparecimento da queloide

É sabido que a composição da pele de afro-americanos, asiáticos e hispânicos são mais propícias para o aparecimento, assim como é observado um maior número de crescimento anormal de tecido cicatricial em mulheres e jovens de até 30 anos. 

É possível eliminar queloide?

Como eliminar a queloide

 

Sim, é possível tanto eliminar queloide, quanto amenizar a aparência de uma má cicatrização de corte que ficará quase imperceptível. Existem alguns tratamentos já estabelecidos na área médica que farão a diferença nos aspectos visuais da queloide

Cremes e pomadas com ativos corticoides, por exemplo, podem auxiliar muito na redução da extensão e altura, assim como em estimular uma coloração mais uniforme. Lembrando sempre de respeitar as orientações médicas, ok?

Injeção local de corticóide, luz pulsada e laser de CO2, criocirurgia, cirurgia de reparo de cicatriz e betaterapia são exemplos de tratamentos médicos mais conhecidos. 

No caso da cirurgia de reparo de cicatriz, por exemplo, é a opção considerada mais extrema para a eliminação da queloide. Isso porque o profissional seleciona a área lesionada e, por meio de pontos internos, estimula o organismo do paciente a iniciar um novo processo de cicatrização da região, favorecendo a remoção do crescimento anormal da cicatriz anterior.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).