Cirurgia plástica no pós-parto: a partir de quando a mulher pode realizar?

Mulher no pós-gravidez

Realização da cirurgia plástica no pós-parto depende de saúde da paciente e cuidados na recuperação!

O pós-parto é um momento complexo na vida da mulher, pois ela está se dedicando à maternidade ao mesmo tempo em que precisa cuidar do corpo e da mente, além de  lidar com as mudanças físicas ocasionadas por hormônios.

As transformações da gravidez, que incluem o ganho entre 9 e 20 kg, em média, e aumento da atividade hormonal, como com a progesterona e relaxina, resultam em um pós-parto com excesso de pele, flacidez e desconfortos com a aparência.

A seguir conheça quais opções de cirurgia plástica pós-parto nesses casos e também quanto tempo esperar para submeter-se a um procedimento, visando mais tranquilidade e satisfação posterior.

Quanto tempo esperar para realizar cirurgias depois da gravidez?

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) recomenda que as cirurgias plásticas pós-parto sejam realizadas um ano após o fim da amamentação.

Após esse período a mulher já terá estabelecido um peso padrão, sendo que o inchaço e a retenção de líquidos comuns da gestação já estarão menores, o que influencia na indicação da própria cirurgia.

Também é importante avaliar o período de espera de acordo com o procedimento, pois algumas técnicas envolvem mais a região que já foi operada previamente do que outras.

Outro aspecto importante é quanto ao desejo de associar técnicas, buscando alterações estéticas mais amplas. O ideal é conversar com um cirurgião plástico de confiança para fazer um planejamento que respeite seus limites físicos e emocionais.

Quando o desejo da paciente é ter uma nova gestação futuramente, o especialista pode recomendar aguardar para fazer uma intervenção cirúrgica, visto que outra gravidez poderá comprometer os resultados alcançados.

Quais as cirurgias plásticas mais realizadas no pós-parto?

Alguns procedimentos são mais comuns entre as mulheres após uma gestação. Em geral, a preferência delas é por cuidar da flacidez e excesso de pele abdominal e dos seios, que podem estar flácidos após a amamentação.

Por essas razões, três cirurgias plásticas pós-parto são as mais realizadas, sendo importante conhecer as indicações e como funciona cada uma delas.

Mamoplastia

O desejo pela mamoplastia é mais comum em mulheres que amamentaram e tiveram consequências estéticas em decorrência disso, seja com a flacidez e caimento dos seios, recomendando uma mastopexia, como perda de volume, na qual a mamoplastia de aumento é indicada.

Também é possível associar os dois procedimentos para fazer a remoção do excesso de pele e recuperação do volume mamário por meio da prótese.

Para essa técnica a recomendação é realmente aguardar entre um e dois anos após o fim da amamentação, pois é um período no qual as glândulas mamárias podem manter-se ativas e causar inchaço na mama, “escondendo” o tamanho real.

A avaliação do quadro de saúde também é um aspecto importante e que depende de uma análise individualizada. Por ser um procedimento com diversas restrições pós-cirúrgicas, esses aspectos também devem ser considerados pela paciente.

Mãe segurando bebê em cirurgia plástica pós parto

Lipoaspiração

Outro procedimento cirúrgico muito buscado pelas mulheres no pós-parto é a lipoaspiração. O objetivo dessa técnica é a remoção de depósitos de gordura e não o emagrecimento.

Devido ao inchaço comum do pós-parto, a recomendação é seguir o prazo de um ano após a amamentação para que a retenção de líquidos já tenha se normalizado.

A lipoaspiração permite a remoção de gordura localizada de diferentes regiões como os flancos, abdômen, coxas, glúteos, braços e outros.

A recomendação é que a retirada de gordura varie entre 5 e 7% do peso ideal da paciente de acordo com o índice de massa corporal (IMC) dela.

Apesar de o pós-operatório da lipoaspiração ser relativamente tranquilo, é importante que a paciente não faça força nas primeiras semanas, faça as sessões de drenagem linfática e possa fazer o repouso adequado.

Abdominoplastia

A abdominoplastia é a cirurgia plástica que visa à remoção do excesso de pele e flacidez que ficam após a gravidez. Em alguns casos também é possível fazer a retirada de estrias junto com a pele, oferecendo um resultado mais satisfatório.

Essa cirurgia plástica pós-parto é recomendada quando a gravidez resultou na musculatura abdominal afastada (diástase) e excesso de pele.

A existência de pele sobressalente é mais comum entre as mulheres que ganharam muito peso durante a gestação, que estavam acima do peso inicialmente, que tiveram gestação múltipla ou quando a paciente não realizava nenhuma atividade física previamente.

Quais os principais cuidados com a plástica pós-parto?

O principal aspecto que merece atenção da paciente e da equipe médica é o intervalo de tempo entre o final da amamentação e realização da cirurgia plástica.

Caso opte por fazer um procedimento estético antes do recomendado, a paciente pode estar inchada, em transição de peso ou com hormônios desregulados, alterando os parâmetros observados pelo cirurgião plástico o que pode comprometer os resultados do procedimento.

Outro aspecto importante é que esses três procedimentos mais buscados pelas mulheres no pós-parto exigem um repouso total de cerca de 7 dias e cerca de 30 dias sem pegar peso, o que inclui a criança.

Esse é um dos motivos pelos quais é recomendado um intervalo entre o parto e a cirurgia plástica. Além disso, a mulher deve avaliar se terá ajuda nesse período, não precisando fazer esforços que podem comprometer a recuperação e os resultados.

É fundamental realizar a cirurgia plástica pós-parto com um cirurgião plástico de confiança e após minuciosa investigação do estado de saúde da paciente e também da viabilidade logística de fazer um bom pós-operatório da cirurgia plástica.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp