11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Silicone pode dar estrias? Veja o que fazer para preveni-las!

silicone pode dar estrias

A prótese de mama é uma das cirurgias mais procuradas pelas brasileiras, tanto para aumentar o tamanho dos seios quanto para corrigir alguma flacidez. No entanto, o assunto ainda levanta diversas dúvidas em quem planeja passar pela cirurgia, e uma delas é se o silicone pode dar estrias.

Para ajudar você a entender melhor essa questão, explicamos um pouco mais sobre o que são as estrias e como é possível prevenir seu aparecimento após a colocação do silicone. Gostou do assunto? Então continue a leitura.

O que são estrias?

As estrias são reações que surgem em nossa pele quando ela estica de forma exagerada, fazendo com que as fibras elásticas se rompam. Esse tipo de reação pode ser notada em alguns momentos da vida, como durante a adolescência, na gravidez, ou quando o indivíduo tem um grande aumento de peso. Existem 4 tipos diferentes de estrias:

  • vermelhas: são estrias na fase inicial, que podem apresentar colorações avermelhadas ou arroxeadas;
  • brancas: são estrias antigas, que só podem ser amenizadas com tratamentos estéticos;
  • atróficas: são fundas na pele;
  • hipertróficas: têm contornos e são visíveis na pele.

Podem surgir após a colocação do silicone?

Sim. Quando a prótese de silicone é colocada, ela causa uma distensão de todos os tecidos mamários, inclusive da pele. Essa distensão pode romper as camadas mais profundas do tecido, originando as estrias. Isso ocorre com mais frequência em casos em que a prótese é muito grande para o corpo da paciente.

No entanto, é possível prevenir que o problema aconteça tomando alguns cuidados na escolha da prótese e no pós-operatório. A seguir, listamos algumas dicas.

Capriche na hidratação

O principal cuidado para a prevenção de estrias é caprichar na hidratação da pele para garantir uma melhor elasticidade dos tecidos. Esse cuidado deve começar antes da cirurgia e continuar no pós-operatório. Utilize cremes hidratantes e óleos umectantes e não teste produtos novos, para evitar reações alérgicas.

Escolha uma prótese adequada

Outra forma de evitar estrias na região e conversar com seu cirurgião para escolher a melhor prótese para seu biotipo. Tamanhos muito exagerados apresentam mais riscos de rompimento da pele e, consequentemente, de desenvolvimento de estrias.

Beba bastante água

Uma boa ingestão de água também é fundamental para hidratar a pele e melhorar a elasticidade, preparando seu corpo para aceitar a prótese sem rompimentos. O ideal é consumir, pelo menos, 2 litros por dia. E você pode apostar também em sucos de frutas.

Utilize protetor solar

Os raios ultravioleta são responsáveis pela destruição das células de colágeno da pele, o que pode aumentar o risco de surgimento de estrias. Por isso, sempre que for se expor à radiação solar, é importante aplicar um filtro UV para proteger a cútis e evitar o problema.

A colocação da prótese de silicone pode dar estrias, no entanto, adotar os cuidados essenciais com a pele e escolher um bom profissional fazem toda a diferença para prevenir o problema. Na hora de planejar sua cirurgia, pesquise bastante sobre o cirurgião escolhido e procure referências com pessoas que já passaram pelo procedimento.

Gostou das dicas? Então compartilhe esse post com seus amigos.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).