Plástica na barriga: abdominoplastia pode ser a solução ideal

Adeus, barriga saliente! Conheça as indicações, as técnicas e os cuidados do pós-operatório da abdominoplastia e conquiste a silhueta que você sempre quis.

O abdômen tem tendência a acumular gordura e apresentar flacidez, o que prejudica a silhueta ao formar uma protuberância na região. Se esse problema te incomoda, talvez você tenha pensado em fazer uma plástica na barriga e gostaria de saber mais sobre o assunto.

Conhecida como abdominoplastia, essa cirurgia está entre as cinco mais realizadas no Brasil de acordo com o último relatório da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica. Ela ocupa o 4º lugar no ranking, atrás apenas da mamoplastia de aumento, lipoaspiração e blefaroplastia.

Apesar da popularidade, esse é um procedimento cirúrgico e, portanto, devem ser observados diversos cuidados para que seja possível obter os resultados desejados com toda a segurança. Vamos saber mais sobre a abdominoplastia?

Plástica na barriga: conheça as indicações

A abdominoplastia tem como objetivo reduzir o volume da barriga, tornando a silhueta mais harmônica ao proporcionar um perfil mais liso, deixar os músculos mais tonificados, combater o excesso de gordura e remover a pele excedente que caracteriza a flacidez.

Dessa forma, podemos entender que a plástica na barriga não é um procedimento indicado para quem deseja emagrecer, pois ela visa à remodelação do contorno dessa parte do corpo, e não à perda de peso.

Muitas vezes, mesmo seguindo uma dieta saudável e praticando atividades físicas regulares, a barriga permanece mais protuberante do que o desejado, seja pelo excesso de gordura ou pela flacidez dos tecidos muscular e cutâneo.

Nesse caso, a abdominoplastia pode ser a solução ideal para corrigir a estética dessa região, que pode apresentar uma saliência mesmo em pessoas consideradas magras. Dessa forma, a plástica na barriga é indicada principalmente para:

  • Pessoas que passaram por uma perda de peso rápida e intensa;
  • Mulheres que tiveram filhos e querem recuperar a antiga silhueta;
  • Pessoas cuja barriga se tornou mais protuberante com o passar dos anos;
  • Pessoas que não conseguiram eliminar a barriga mesmo com dieta e exercícios.
plástica na barriga
fonte: pinterest

Veja mais – Abdominoplastia após a gravidez: tem alguma contraindicação?

Como é feita a abdominoplastia

A plástica na barriga é sempre realizada no hospital, pois ela requer anestesia peridural ou ráqui associada com sedação intravenosa, de modo que o paciente durma durante o procedimento, ou anestesia geral, dependendo da ocasião.

Em geral, é feita uma incisão no púbis, que vai de um quadril ou outro, e uma incisão em sentido vertical, que começa a partir da primeira incisão e faz o contorno do umbigo. Isso permite que a pele seja levantada para dar acesso aos músculos abdominais.

Em seguida, o cirurgião dará pontos nos músculos que estão mais separados e distendidos, de modo a reposicioná-los e corrigir a flacidez, promovendo um abdômen mais tonificado. A pele é então baixada novamente, passando por cima do umbigo.

Para que o umbigo possa aparecer novamente, é feita uma abertura ao seu redor – por isso, a abdominoplastia conserva o umbigo original do paciente. Depois, é feita a remoção do excesso de gordura (lipoaspiração) e de pele, de modo a corrigir a flacidez.

Por fim, é colocado um dreno para evitar o acúmulo de líquidos e são feitas as suturas e curativos. A cirurgia leva de 2 a 3 horas e o período de internação é de cerca de 24 horas.

Tipos de plástica na barriga

A técnica descrita acima corresponde ao que chamamos de abdominoplastia clássica, mas há outros tipos de plástica na barriga, com indicações diferentes. Conheça:

  • Abdominoplastia clássica: indicada para pessoas com bastante pele excedente e grande afastamento dos músculos abdominais. A cirurgia corrige essas duas imperfeições;
  • Abdominoplastia extensa: é mais procurada depois da gestação. Além das imperfeições da cirurgia clássica, ela corrige aquelas localizadas nas laterais, quadris e lombar, o que exige uma incisão maior;
  • Miniabdominoplastia: trabalha apenas o “pé da barriga”, removendo o excesso de pele e gordura apenas na região abaixo do umbigo. A cicatriz é menor do que na abdominoplastia clássica, mas maior do que na cesárea;
  • Lipoabdominoplastia: é a associação da lipoaspiração com a abdominoplastia, recomendada quando o paciente tem um excesso de gordura significativo na região da barriga.

Como é a recuperação da abdominoplastia

Como toda cirurgia, a plástica na barriga pode causar alguns desconfortos, que são mais intensos nos primeiros três dias, mas o paciente não deve sentir dores fortes. Porém, para que tudo corra bem, é necessário seguir alguns cuidados:

  • Repouso: antes mesmo de fazer a cirurgia, programe-se para fazer repouso domiciliar de duas semanas, afastando-se de suas atividades do dia a dia;
  • Curativos: devem ser retirados em 24 horas, quando será permitido tomar banho completo;
  • Alimentação: dar preferência a alimentos mais leves e ricos em fibras, que contribuam para o bom funcionamento do intestino. Evite alimentos que provocam gases;
  • Esforços: devem ser evitados por 15 a 30 dias. Não levante nenhum peso por 30 dias. Os exercícios físicos devem ser retomados gradualmente e com autorização médica;
  • Cinta compressora: é um cuidado fundamental para dar suporte aos tecidos em suas novas posições e facilitar a cicatrização. Deve ser usada por pelo menos 30 dias ou conforme a orientação médica;
  • Drenagem linfática: recomenda-se fazer sessões a partir do quarto dia para ajudar na eliminação dos líquidos excedentes, evitando a formação do seroma (acúmulo de líquido na região da cicatriz);
  • Pontos: os pontos do umbigo são retirados em cerca de 15 dias; nas outras incisões, os pontos não precisam ser retirados.
plástica na barriga

Como fica a cicatriz da abdominoplastia

Assim como em outras cirurgias, a aparência final da cicatriz de plástica na barriga demora alguns meses para ser atingida. Nos primeiros 30 dias, ela costuma ser discreta e fina, tornando-se mais escura e espessa do 2º ao 12º mês.

A cicatriz se tornará gradualmente mais clara e fina entre 12 a 18 meses depois, e só então poderá ser avaliada. Saiba mais sobre a cicatriz de abdominoplastia.

Se você sofre com a barriga saliente e gostaria de saber mais sobre esse procedimento, entre em contato com a clínica para agendar sua consulta com a Dra. Luciana Pepino e descobrir todas as opções de cirurgias plásticas.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp