11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Dicas para diminuir o bigode chinês

O que é o bigode chinês e como lidar com ele

Entenda o que causa o bigode chinês e quais as melhores práticas para diminuí-lo

A expressão bigode chinês é utilizada pela população geral para dar nome ao que é conhecido pelos médicos como sulco nasogeniano. 

Este sulco nada mais é do que um tipo de ruga ocasionada pelo processo de envelhecimento natural da pele localizada ao redor da boca, indo do nariz ao canto dos lábios. 

Estes sinais de envelhecimento podem causar muito incômodo na população geral, sendo um motivo para a procura de profissionais da área estética e/ou cirúrgica.

O principal motivo de aparecimento do bigode chinês é a perda de elasticidade da pele que acontece naturalmente com o passar dos anos. O nível desta perda, contudo, é individual, fazendo com que algumas pessoas tenham mais problemas com este tipo de condição estética do que outras. 

A boa notícia é que existem uma série de ações tanto preventivas quanto de tratamento para este problema, assim como é possível entender como alguns hábitos específicos podem estimular o aparecimento do sulco nasogeniano.

Acompanhe as principais dicas e informações que separamos a seguir para que você consiga evitar ou eliminar as rugas faciais

Quais são as principais causas do bigode chinês?

Como dito anteriormente, a principal causa do bigode chinês é natural e está ligada ao processo orgânico de envelhecimento da face. Porém, este não é o único fator considerado o desencadeador do sulco nasogeniano. 

Diminuição na produção de colágeno, genética familiar que estimule o aparecimento da ruga facial, exposição ao sol sem proteção, poluição, hábito de fumar regularmente e alimentação inadequada são alguns dos fatores externos que prejudicam a região.

A idade mais comum para o início do aparecimento do bigode chinês é aos 30 anos, já que a partir dos 25 anos de idade a nossa produção de colágeno natural começa a diminuir 1% a cada ano. 

No caso das mulheres, a menopausa costuma acelerar esta condição. É estimado que as perdas de colágeno cheguem a quase 30% após esta fase da vida, significando uma pele com menos hidratação, firmeza e elasticidade naturais.

Melhores tratamentos

Dicas para amenizar bigode chinês

 

Os tratamentos indicados para o bigode chinês vão depender de alguns fatores principais. A intensidade da ruga, a necessidade de resultados imediatos e o acesso aos tratamentos mais atuais e tecnológicos. 

No caso dos tratamentos mais direcionados apenas à diminuição gradual do sulco, cremes que possuem ativos como ácido retinóico, ácido hialurônico e proxylane são exemplos de minimização das rugas faciais.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o tratamento de resultado mais imediato disponível no mercado é o preenchimento facial. Fora ele, procedimentos como peelings químicos e físicos, radiofrequência, infravermelho e ultrassom microfocado são considerados tratamentos de alta eficácia e resultados duradouros. 

Cada caso é um caso! Procure realizar consultas de análise com o profissional escolhido para a escolha da melhor opção para a intensidade do seu sulco nasogeniano, ok? 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).