Os benefícios do Pilates para o corpo e a mente

Mulher deitada no chão fazendo exercício de pilates para a perna.

Fortalecimento muscular, aumento da capacidade respiratória, desenvolvimento da atenção e controle das emoções: descubra como o Pilates pode melhorar sua qualidade de vida!

Muitas vezes visto apenas como uma técnica de alongamento, o Pilates tem muitas outras vantagens a oferecer para o desenvolvimento do corpo e a manutenção da saúde. Além disso, os benefícios do Pilates incluem o relaxamento e o combate ao estresse do dia a dia.

Esta atividade pode ser considerada um sistema com mais de 500 tipos de exercícios que trabalham os músculos, especialmente os abdominais, e promovem uma maior conexão entre o corpo e a mente.

As origens desta prática datam da Primeira Guerra Mundial, quando seu criador, o alemão Joseph Pilates, foi preso em um campo de concentração na Ilha de Man, pertencente ao Reino Unido.

Durante esse tempo, ele desenvolveu um conjunto de exercícios com o objetivo de manter seu bem-estar físico e mental, o qual foi chamado de Contrologia. Mais tarde, porém, o método foi rebatizado com o sobrenome de seu criador.

Benefícios do Pilates: uma prática para todos

Ainda no campo de concentração, Joseph Pilates insistia para que todos os colegas praticassem a sequência, até mesmo aqueles com a saúde mais debilitada. Para isso, ele transformou as camas em aparelhos de exercícios com a ajuda de molas.

Esse conceito permanece até hoje e grande parte dos movimentos é feita na posição deitada, sempre respeitando os limites do corpo de cada praticante. Dessa forma, a prática é indicada a todas as pessoas, inclusive idosos, gestantes e pessoas com lesões articulares.

Em sua essência, o método segue seis princípios (concentração, controle, precisão, centralização, respiração e fluidez), e é a partir deles que surgem os benefícios do Pilates. Conheça os principais:

Aumento da flexibilidade

A ideia de que o Pilates inclui exercícios de alongamento não é errada, pois esses movimentos realmente são realizados. Assim, um dos seus benefícios é justamente o aumento da flexibilidade de diversos grupos musculares, ajudando a prevenir lesões.

Fortalecimento dos músculos

A prática também envolve muitos exercícios que trabalham todos os grupos musculares do corpo, mas com mais ênfase na musculatura do core, ou seja, os músculos da região abdominal que estabilizam a coluna e conferem o equilíbrio.

Diferente da musculação, que trabalha principalmente os músculos superficiais, o Pilates dá mais ênfase aos músculos profundos. Assim, embora o praticante não fique “bombado”, seus músculos ficam mais tonificados e resistentes.

Melhora da postura e alívio das dores nas costas

Como reflexo do fortalecimento dos músculos do core, um dos benefícios do Pilates é a melhora na postura – e isso é potencializado pelo fato de que a execução dos movimentos demanda que o praticante adote uma postura adequada durante as atividades.

Assim, com o trabalho do core, os ombros, o cervical e lombar ganham mais sustentação, o que contribui para o alívio e a prevenção das dores, com destaque para a lombalgia.

Fortalecimento do assoalho pélvico

Outro grupo muscular que ganha destaque é o assoalho pélvico, que, entre outras funções, é responsável pela continência da urina e das fezes. Além disso, esses músculos participam do prazer feminino e são muito exigidos durante a gestação e o parto.

Com a ativação dessa musculatura durante a prática, os benefícios do Pilates se mostram ainda mais interessantes para as mulheres, especialmente para aquelas que planejam engravidar ou já estão esperando um bebê.

Mulher em academia com mãos apoiada no chão e pés na bola, exercício de pilates.

Desenvolvimento da consciência corporal

No Pilates, os exercícios são feitos com poucas repetições e devem ser executados em baixa velocidade, permitindo que os praticantes os façam de forma consciente, buscando atingir a excelência dos movimentos.

Com isso, os alunos desenvolvem o autoconhecimento do corpo e da mente, ativam regiões que nunca haviam sido percebidas e aprendem a ter um domínio maior sobre todo o seu funcionamento global.

Combate à osteoporose

A osteoporose é uma doença que atinge as pessoas mais velhas, principalmente as mulheres depois da menopausa. Além da ingestão de cálcio e do estímulo da vitamina D, uma das formas de preveni-la é com a prática de exercícios ao longo de toda a vida.

Porém, com a redução da mobilidade na terceira idade, os exercícios podem ficar um tanto limitados. Além disso, os idosos sofrem com a perda do equilíbrio, ficando mais sujeitos a quedas – e aqueles que já têm osteoporose ou osteopenia correm ainda mais risco de fraturas.

Como o Pilates é uma atividade de baixo impacto, ele é uma excelente solução para ganhar massa e força muscular, o que combate a perda de massa óssea. Ainda, esse método melhora o equilíbrio, recupera a mobilidade e fortalece as articulações, prevenindo também as quedas.

Fortalecimento do sistema respiratório

A respiração é um dos princípios do Pilates, pois seus movimentos devem ser coordenados com a inspiração e a expiração – o que potencializa o fortalecimento dos músculos do core, pois isso exige sua contração durante a prática.

Ao seguir corretamente a técnica de respiração durante os exercícios, os praticantes aumentam a eficiência da expiração, melhorando sua capacidade pulmonar ao mesmo tempo em que estimulam a oxigenação dos tecidos.

Combate ao estresse e à ansiedade

Além das funções fisiológicas da respiração, o controle sobre a inspiração e a expiração ajuda o praticante de Pilates a desenvolver o foco e a concentração, tornando seus movimentos muito mais conscientes.

Assim, o Pilates também contribui para o combate à ansiedade e permite um maior controle sobre as emoções, pois ele trabalha a atenção plena durante a prática – uma habilidade que pode ser levada para o dia a dia.

Leia também: Dicas para combater o estresse.

Baixo risco de lesão

Por ser uma atividade de baixo impacto sobre as articulações e que não visa à exaustão dos alunos, o Pilates oferece um baixo risco de lesão, sendo inclusive indicado para pessoas com problemas de coluna.

Porém, antes de iniciar um novo método de exercício, é sempre necessário consultar seu médico para ter certeza de que ele é indicado para você, combinado?

Você já conhecia esses benefícios do Pilates? Compartilhe sua experiência com a gente nos comentários!

Agende agora a sua consulta!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp