Inchaço No Corpo: O Que Fazer Para Acabar Com Esse Problema

Pernas pesadas no fim do dia? Barriga saliente mesmo sem ter comido nada demais? Descubra como evitar o inchaço no corpo e não deixe este mal fazer parte do seu dia a dia

Acordar de manhã cedo e notar o rosto e os dedos das mãos um pouco entumecidos ou sentir um enorme incômodo nos pés ao final de um dia de trabalho: essas e outras situações similares indicam o inchaço no corpo que atinge tantas pessoas diariamente ao longo da vida.

Porém, as mulheres em especial possuem uma maior propensão a sofrer com esse problema devido à retenção de líquido ao longo da vida. Por isso, é preciso que você fique atenta às causas do inchaço e às dicas sobre como evitar esse mal-estar.

Como surge o inchaço?

O inchaço no corpo – também conhecido como edema – é uma sensação incômoda resultante do acúmulo excessivo de líquido nos tecidos. De acordo com os profissionais da saúde, ele é bastante comum e pode ser resultado de diversos fatores.

Longas horas em pé ou sentada no escritório ou no avião, questões nutricionais como uma dieta com excesso de sódio, ciclos hormonais, gravidez e até doenças que envolvam os rins, coração e fígado: tudo isso pode favorecer o acúmulo de líquido no tecido.

Devido a essa possibilidade de estarem relacionados a uma doença, é importante ficar atenta a edemas que acometem o corpo todo (rosto, mãos e pés inchados) ou que sejam acompanhados por sintomas como falta de ar e dores intensas. Em caso de dúvida, sempre consulte seu médico.

Contudo, na maior parte das vezes o inchaço é resultado de alguns hábitos. Conheça algumas dicas para evitar esse problema:

1. Beba mais água

Um dos primeiros passos para evitar o inchaço no corpo é simplesmente beber mais água. Quando bem hidratado, o corpo consegue manter a circulação sanguínea equilibrada, evitando a retenção de líquidos e melhorando o funcionamento dos órgãos e processos.

É comum que ao longo do dia, em uma rotina conturbada e intensa, nos esqueçamos desse elemento essencial. E os resultados dessa desidratação podem ser a fadiga, dores de cabeça e, claro, pés inchados e até prisão de ventre.

Procure beber mais água para chegar ao final do dia sem se sentir tão abatida e cansada, sofrendo com os incômodos do inchaço no corpo. Isso permite manter a quantidade de eletrólitos e hormônios, melhorando seu ânimo.

2. Evite alimentos que pioram o inchaço

Mudanças de hábitos são muito difíceis para qualquer pessoa, mas necessárias para uma vida plena e saudável. No caso da retenção de líquidos, a mudança de hábito inclui evitar alimentos que possam acarretar o acúmulo de água pelo corpo.

É recomendável que pessoas com histórico de edema evitem refeições repletas de sódio, açúcar e carboidratos refinados. Isso significa fugir de refrigerantes, enlatados e alimentos processados. Para as amantes de sushi, isso quer dizer não exagerar no molho shoyu.

Além disso, também é indicado reduzir ao máximo a ingestão de álcool. Essa substância em excesso pode gerar inchaço no abdômen e pernas. Por isso, é importante restringir a cerveja gelada e outras bebidas a alguns fins de semana – e tentar não beber em todos eles.

Essas dicas alimentares são o início de toda uma mudança de hábitos. Pode ser complicado desapegar de tantas delícias e resistir às tentações do dia a dia, mas isso vai ajudar a evitar o inchaço no corpo e melhorar sua qualidade de vida em geral. Confira duas receitas de suco emagrecedor que são um sucesso!

3. Faça massagens como a drenagem linfática

Uma ótima dica para reduzir o inchaço é fazer sessões de drenagem linfática. Esse tipo de massagem ajuda a eliminar os edemas porque reativa a circulação linfática, que é estimulada pelo movimento.

Essa reativação permite que o líquido acumulado e toxinas dos tecidos sejam drenados de volta para os vasos e filtrados pelos rins. Isso promove a redução do inchaço e oferece um alívio considerável em áreas com edemas recorrentes, como os membros inferiores.  

Além de reduzir o edema e a sensação de pernas pesadas, a drenagem linfática ajuda a combater a celulite e proporciona um relaxamento após um dia de trabalho.

4. Abrace a prática de atividades físicas

Mais uma mudança de hábito para a lista. Apesar de o estilo de vida moderno favorecer o sedentarismo, não podemos esquecer que o corpo precisa se movimentar. A prática de atividades físicas ajuda a perda de peso e é essencial para evitar o acúmulo de líquidos.

Algumas pessoas não gostam da academia. Porém, às vezes, tudo o que o organismo precisa é uma caminhada de meia hora por dia ou corridas duas ou três vezes por semana para reativar a circulação sanguínea. Após um dia inteiro sentada no trabalho, isso pode até melhorar seu ânimo.

Procure a atividade que mais combina com você e com seu condicionamento físico. Essa mudança de hábito pode ajudar não só a prevenir o inchaço, mas também melhora a saúde física e mental, tornando seu dia mais leve. Veja sete exercícios de ioga para fazer em casa.

5. Consuma alimentos que favorecem a hidratação

Outro passo importante é enriquecer a dieta com alimentos que evitam o inchaço no corpo e abrir espaço para uma diversidade de comidas que facilitam a circulação sanguínea e a eliminação de toxinas e, consequentemente, evitam os edemas.

Procure adicionar na sua dieta alimentos como melancia, morango, banana, melão, laranja e pepino. Essas opções, além de deliciosas, são ricas em água. Ou seja, hidratam e promovem um funcionamento melhor dos rins devido às suas propriedades diuréticas.

Também é recomendável beber determinados chás naturais, como o chá verde, erva-doce e cavalinha. São opções que ajudam o organismo a eliminar toxinas e melhoram o funcionamento dos rins e estômago.

Tente também optar por alimentos ricos em fibras como pães integrais, acelga, rúcula, tomates e cereais integrais. As fibras ajudam a melhorar o funcionamento do intestino, reduzindo o inchaço no abdômen e diminuindo o desconforto na região.

O inchaço no corpo pode ser um mal incômodo e até doloroso, mas ele não precisa fazer parte do seu dia a dia. Com essas dicas simples, empenho e dedicação, as mudanças de hábito vão afastar esse desconforto e tornar a sua vida mais saudável.

Deixe nos comentários o que você achou das nossas dicas e marque sua avaliação com a Dra. Luciana Pepino!

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).