(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
diferença entre alectomia e rinoplastia

O que é alectomia e quais as diferenças para uma rinoplastia?

Entenda quais as diferenças entre a alectomia e a rinoplastia e em quais casos cada cirurgia plástica é mais indicada.

Os procedimentos estéticos no nariz, como rinomodelação, alectomia, septoplastia e rinoplastia são muito comuns devido à centralidade do nariz na estética facial e também à importância de seu bom funcionamento.

Por conta das diversas possibilidades, entretanto, é fundamental que a paciente conheça as particularidades de cada técnica antes de selecionar aquela que melhor atende suas necessidades. Saiba mais a seguir!

O que é alectomia?

Um procedimento menos conhecido, mas que é uma opção satisfatória para parte significativa das insatisfações estéticas com o nariz é a alectomia.

A alectomia é a técnica cirúrgica para redução das asas nasais, quando apenas essa correção estética é suficiente para atender as demandas da paciente.

Uma forma de avaliar se a redução das asas nasais é a técnica mais indicada é considerar se a largura da base do nariz é semelhante à distância entre os cantos internos dos olhos.

Apesar dessa medida usada como referência, é indispensável que haja uma avaliação personalizada que considere e respeite as características individuais e étnicas da paciente.

A partir da avaliação especializada do cirurgião plástico será possível definir se a técnica mais indicada é a alectomia ou a rinoplastia.

Quais as diferenças entre alectomia e rinoplastia?

mulher realizando procedimento de alectomia

A alectomia, diferente da rinomodelação, por exemplo, é uma cirurgia plástica e, portanto, demanda incisão cirúrgica. Apesar disso, trata-se de uma técnica significativamente menos invasiva do que a rinoplastia.

Entender as diferenças entre a alectomia e rinoplastia é fundamental para definir qual a abordagem mais apropriada. Veja a seguir: 

  • anestesia: em geral, a alectomia pode ser realizada com anestesia local, enquanto a rinoplastia demanda anestesia geral em boa parte dos casos;
  • incisão: a incisão da alectomia é feita apenas da base nasal, enquanto da rinoplastia costuma incluir a incisão na columela para expor as estruturas internas do nariz;
  • tempo de internação: devido à opção anestésica é comum que a paciente submetida à rinoplastia precise de um tempo maior de internação recebendo, por vezes, alta hospitalar no dia seguinte;
  • complexidade do procedimento: a alectomia é uma técnica mais simples que a rinoplastia, não promovendo alterações na estrutura interna do nariz;
  • alterações estéticas: por ser um refinamento da rinoplastia, a alectomia é mais restrita quanto às alterações estéticas viáveis, incluindo apenas a redução das asas nasais e não corrigindo insatisfações relacionadas à giba nasal, angulação da ponta, assimetrias e outras;
  • tempo de recuperação: por ser mais simples, a alectomia tem um tempo de recuperação menor, com evolução mais rápida da cicatrização, o que também permite ver os resultados parciais e finais em menos tempo;
  • previsibilidade dos resultados: dada à alta complexidade da rinoplastia é mais difícil prever os resultados dessa cirurgia plástica, o que faz com que pacientes recorram à técnica de revisão posteriormente.

A escolha entre alectomia e rinoplastia depende, diretamente, da avaliação especializada.

Sempre que a alectomia for suficiente para atender as demandas estéticas da paciente, será preferível fazer a abordagem mais simples.

Entretanto, quando a paciente relata outras insatisfações estéticas para além do tamanho das asas nasais, será preferível optar pela rinoplastia, atendendo todas essas demandas em uma única intervenção cirúrgica.

O cirurgião plástico é o mais apto a entender as insatisfações estéticas da paciente e suas expectativas com a cirurgia plástica de forma a recomendar a alectomia ou a rinoplastia de acordo com as particularidades do caso. 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.