Tratamentos para combater a celulite

Tratamentos para combater a celulite

Fique por dentro dos métodos estéticos que podem ajudar a amenizar os temíveis furinhos

Celulite. É só falar essa palavra que muitas mulheres sentem vontade de subir pelas paredes. Ainda mais nesse período do ano, onde todo mundo deixa a preguiça do inverno de lado e começa a se matricular nas academias com um novo projeto de boa forma para o verão. Há quem não ligue para os furinhos recorrentes nas pernas e nos quadris, mas há quem não pense duas vezes em buscar tratamentos contra eles. Sem contar que as mulheres possuem graus diferentes de celulite que pedem tratamentos específicos para cada um.

A celulite pode aparecer por causa da genética, dos hormônios, da má circulação e, claro, da ausência de uma dieta balanceada e de exercícios físicos. Há quem só vê a celulite na hora de apertar a pele, por ter os furinhos quase imperceptíveis, mas há quem tenha graus mais profundos e visíveis, que podem até doer por causa da formação de caroços. Dessa forma, cada pessoa precisa identificar qual tipo possui para iniciar um tratamento adequado que vai desde mudanças na rotina – para que ela seja mais saudável – até métodos estéticos.

Qual método escolher?

Um desses tratamentos estéticos para combater a celulite é a drenagem linfática, recomendada para todos os graus dela. A massagem elimina líquidos que se acumulam nos tecidos, como acontece no abdome depois da lipoaspiração, por exemplo. Esse procedimento estético tem como objetivo estimular a circulação sanguínea e melhorar o aspecto da pele. Por ocorrer à eliminação de nódulos de gordura, isso ajuda a diminuir a celulite. Além disso, esse procedimento é eficaz contra varizes, sem contar que ajuda na desintoxicação do organismo e deixa a pele limpa.

Outro método bastante buscado para combater a celulite é a carboxiterapia, realizada com injeção de gás carbônico na parte subcutânea da pele. Além de ser um meio para eliminar a gordura localizada, o método também trata celulite e estrias. Um dos pontos positivos é que a carboxiterapia não deixa cicatrizes, não tem contraindicações e ajuda a devolver a saúde da pele. Contudo, ele é mais invasivo em comparação à drenagem linfática e as sessões podem ser mais longas por causa do grau da celulite.

Muitas mulheres perguntam se os cremes ajudam a combater a celulite, mas eles servem para complementar o tratamento. Daí entra em cena a necessidade de se ter uma alimentação saudável para que os resultados sejam mais completos. Os exercícios físicos também entram em cena para ajudar a melhorar a celulite. E por que não a autoestima?

Alimentos gordurosos, doces e carboidratos precisam ser consumidos com moderação. A celulite tende a piorar com o passar do tempo se não receber o tratamento adequado. Consulte um médico antes de embarcar em qualquer tratamento que prometa resultados imediatos.

Conheça os Procedimentos em: Procedimentos Estéticos

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).