Menu

Prótese mamária? Descubra por que chegou a hora de dar atenção a ela!

colocou-protese-mamaria-descubra-por-que-chegou-a-hora-de-dar-atencao-a-ela

A cirurgia de colocação de silicone é hoje a mais realizada no Brasil e, em números no ranking mundial, fica atrás somente dos Estados Unidos

Muitas mulheres que se submetem a ela permanecem sem saber da importância de se fazer um acompanhamento adequado, mesmo após anos do primeiro procedimento e acabam procurando o cirurgião plástico somente quando surge algum problema.

Para que isso não aconteça, separamos aqui alguns motivos pelos quais você precisa voltar ao seu cirurgião plástico para fazer o “check up”.

Terei mesmo que trocar minha prótese mamária?

Infelizmente ainda não existem próteses capazes de durar a vida toda. Com isso, a indicação hoje é que a prótese seja trocada em no máximo 15 anos, sendo que esse tempo pode variar de mulher para mulher.

É importante saber que a pessoa mais capacitada para avaliar o seu tempo específico é o cirurgião plástico e, a substituição em data correta, é imprescindível para reduzir as chances de complicações da primeira cirurgia.

Destacamos abaixo algumas das quais você e seu cirurgião devem ficar atentos, principalmente em se tratando de prótese mamária de longa data.

Minhas mamas estão enrugadas, é normal? Após a colocação do silicone, o organismo apresenta uma reação na tentativa de isolá-lo, neste processo ocorre a formação de uma cápsula ao redor da prótese.

Com o tempo a paciente pode naturalmente desenvolver algum grau de flacidez de pele, ou perda de peso — muito comum após a amamentação — levando ao aparecimento do RIPPLING, que  consiste no surgimento de dobras e ondulações da pele, decorrentes da visualização mais fácil dos contornos da prótese.

Essa complicação ocorre principalmente em mulheres magras, com pele fina e mais flácida, ou em prótese mamária de muitos anos, a qual queremos chamar sua atenção.

O tratamento para o RIPPLING pode ser realizado retirando uma quantidade de gordura de outra região e transferindo para as mamas, na tentativa de aumentar o tecido subcutâneo (enxerto de gordura).

Este procedimento, chamado de lipofilling, é o mais utilizado para correção da região que apresenta o enrugamento. No entanto, não está descartada a troca da prótese por outra, colocada agora no plano submuscular e, em alguns casos, recomenda-se a troca do modelo da prótese.

Veja também: Levantar os seios: veja 07 dicas para evitar o caimento.

médica prótese mamária

Descubra o que é contratura capsular

Toda paciente desenvolve uma cápsula ao redor da prótese mamária. Essa cápsula é uma resposta do organismo ao objeto externo que foi implantado na paciente.

Em alguns casos, pode haver um crescimento anormal da cápsula e um enrijecimento da mesma, podendo causar alteração no formato da prótese e dor. Esse processo pode ocorrer tanto em uma mama quanto nas duas.

Neste caso, o tratamento se restringe à troca da prótese e você precisará ser submetida a outra cirurgia, além da remoção do tecido endurecido (capsula endurecida), permitindo que o corpo efetue a formação de uma nova cápsula e sadia.

Qualquer mulher que colocou prótese está sujeita a desenvolver essa complicação e por isso é de extrema importância que você consulte seu cirurgião regularmente, evitando procurá-lo somente em estágios avançados.

Independente do caso, você deve ter o acompanhamento regular como a melhor opção. Seu médico estará sempre atento às alterações que por vezes nem você mesma nota e poderá indicar quanto tempo você ainda pode ficar com esta prótese.

Você também pode gostar de – Mamas tuberosas: Saiba como corrigir essa malformação.

Como deve ser meu acompanhamento?

Muitas mulheres acabam não fazendo o acompanhamento justamente por não saberem como ele deve ser realizado. Não há, no entanto, nenhum segredo.

Ele deve ser feito através de consultas periódicas estipuladas pelo seu médico sendo o tempo entre elas, em geral, maior que um ano.

Você deve realizar alguns exames de imagem como ultrassonografia ou mamografia, que serão prescritos pelo cirurgião. Se após realizá-los ainda houver alguma dúvida quanto ao estado de suas próteses, será solicitada uma ressonância magnética.

Durante a consulta, não tenha medo de perguntar sobre os próximos passos do seu acompanhamento e a importância em fazê-lo. É essencial que você saia da consulta bem orientada quanto a isso.

Confira também: Como as próteses de mama são realizadas no músculo?

Afinal, como é a cirurgia de substituição da prótese mamária?

A cirurgia de substituição é bem parecida com o primeiro procedimento realizado e, por mais que muitas mulheres fiquem receosas quanto a ela, você não deve temê-la.

Vou ganhar novas cicatrizes?

Provavelmente não. Esta segunda cirurgia pode ser realizada utilizando-se do local onde foi feita a incisão da primeira, evitando novas cicatrizes e garantindo uma estética agradável, como no primeiro procedimento.

Embora isso seja feito na grande maioria das mulheres, por vezes não é possível substituir o silicone utilizando a cicatriz antiga. Assim, você precisa conversar com seu cirurgião antes e conhecer as melhores opções para o seu caso.

Esperamos ter te ajudado a notar a importância de fazer o acompanhamento da sua prótese mamária.

Não perca mais tempo e agende uma consulta com a Dra. Luciana Pepino, especialista que poderá realizar uma avaliação, especialmente se você já fez uma cirurgia plástica e deseja prosseguir com o acompanhamento.

  • 7
    Shares