Pálpebras mais jovens com a Blefaroplastia

Rejuvenescer é um desejo tão antigo da Humanidade quanto o espelho, e para fazer as pazes com ele o que não faltam são soluções inovadoras e cada vez mais duradouras quando o assunto são procedimentos estéticos. Um deles é a Blefaroplastia, que levanta as pálpebras e elimina as bolsas de gordura que se acumulam com a idade deixando o rosto com o aspecto naturalmente jovem. Esse, aliás, é um dos aspectos pelos quais a técnica ganha cada vez mais a preferência de homens e mulheres: como não mexe na fisionomia, o resultado é incrivelmente rejuvenescedor e autêntico, sem descaracterizar o indivíduo.

Procedimento é rápido e relativamente simples

Apesar de ser uma cirurgia como outra qualquer, ela é menos invasiva e mais rápida. Recomendada para quem tem bolsas de gordura na parte inferior dos olhos, pálpebras caídas por excesso de pele (pseudoptose palpebral) ou flacidez muscular (ptose), bolinhas de colesterol (xantelasmas) ou rugas, a Blefaroplastia dura entre 40 e 90 minutos e normalmente é feita apenas com sedação, mas também pode ser realizada com anestesia geral. Ela é relativamente simples, uma vez que o excesso de pele é marcado com lápis e removido com bisturi, sendo depois cauterizado e dados pontos absorvíveis ou apenas colocados adesivos cirúrgicos. A rapidez do procedimento permite que ele seja associado a outros, como lifting facial e rinoplastia (correção do nariz) na mesma cirurgia.

Resultados começam a aparecer em uma semana

Outra vantagem da Blefaroplastia é que uma semana depois da cirurgia, que sempre deve ser feita em uma clínica de cirurgia plástica confiável,  já é possível ver diferença na fisionomia, que fica mais visível depois de três meses, quando o inchaço desaparece por completo, e atinge o resultado máximo em um ano. No entanto, é preciso ter em mente que o procedimento rejuvenesce, mas não para o processo de envelhecimento da pele, ou seja, quanto mais flácida a pele estiver, mais rapidamente ela voltará a cair. Os resultados são tanto melhores quanto mais firme ela estiver. Além disso, como em toda cirurgia plástica, alguns cuidados devem ser observados antes e depois do procedimento, afinal deles depende boa parte dos resultados. Um mês antes da cirurgia devem ser evitados medicamentos que sejam anticoagulantes, como a aspirina, por exemplo, o que ajuda a prevenir a possibilidade de hemorragias. E também como em qualquer outro procedimento cirúrgico, quem fuma deve parar totalmente com o tabagismo com pelo menos 30 dias de antecedência.

Cuidados no pós-operatório são essenciais

Mas é preciso ter em mente que tudo não acaba na hora em que você sai do centro cirúrgico. O pós-operatório é tão importante quanto o pré, e grande parte dele também só depende de você. A cicatrização costuma ser rápida, já que a cicatriz fica bem na dobra da pálpebra superior que desaparece completamente com os olhos abertos, mas ela pode ser prejudicada por fatores como o tabagismo, que prejudica a microcirculação, e a falta de repouso, que deve levar uma semana. É recomendado ainda o uso de óculos escuros e higienização apenas com água e sabonete neutro, compressas de água gelada para redução do inchaço, dormir de barriga para cima por suas semanas e evitar o uso de lentes de contato por cerca de dez dias. Nada que não valha a pena o resultado final.

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
WhatsApp Clique aqui e fale conosco via WhatsApp