11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Monte de Vênus: acabe com o desconforto! Descubra a solução

O excesso de gordura acima do púbis deixa você constrangida? Saiba que existe solução para esse problema

É muito comum presenciar rodas de conversa em que uma amiga revela que gostaria de modificar o formato do nariz, a outra comenta que já fez lipoaspiração na barriga e a terceira está com a cirurgia de aumento de mamas marcada.

Porém, é bem raro conversar abertamente sobre insatisfações relacionadas à região mais íntima, como o monte de Vênus, pois não nos sentimos muito confortáveis para discutir sobre isso com todo mundo.

Esse fato, contudo, não significa que a insatisfação deva ser deixada de lado. Pelo contrário: se sentir desconfortável em relação ao monte de Vênus traz uma série de transtornos emocionais para as mulheres, prejudicando as atividades do dia a dia e a vida sexual. Felizmente, existe solução para isso.

Pernas de uma Mulher de short branco em pé

O monte de Vênus afeta a autoestima de muitas mulheres e traz diversos transtornos.

Conhecendo o monte de Vênus

O monte de Vênus é a região localizada logo abaixo do abdômen e acima do clitóris, também denominado monte púbico. É a região onde crescem os pelos pubianos quando as meninas entram na adolescência.

Essa área é recoberta por uma camada de gordura que tem uma importante finalidade fisiológica: ela protege o osso pubiano dos traumas durante a relação sexual, evitando que os impactos causem algum tipo de dano na região.

Dependendo das características de cada mulher, o monte de Vênus pode ser mais ou menos proeminente. Nos casos em que ele é mais avantajado, as mulheres costumam se sentir bastante desconfortáveis.

Vale a pena citar também que, embora o problema seja mais comum em mulheres, os homens também podem se incomodar.

Nesse caso, o excesso de gordura pode fazer com que o órgão sexual masculino pareça menor, causando sérios transtornos de autoestima.

Imagem explicando a diferença da região intima com o monte de Vênus

O monte de Vênus também incomoda e afeta aos homens.

Indicações para a cirurgia de redução do monte de Vênus

O excesso de gordura acumulado na região do monte de Vênus pode ser resultado de uma herança genética ou então uma consequência do efeito sanfona, oscilação de peso, pela qual a região permanece aumentada.

Um monte de Vênus proeminente causa desconfortos à mulher na hora de usar roupas mais justas, como as roupas de academia, biquíni ou mesmo uma calça jeans mais apertada. Nessas ocasiões, as mulheres sentem como se estivessem atraindo todos os olhares ao redor.

Além disso, o monte de Vênus muito “gordinho” pode envergonhar a mulher durante as relações sexuais, deixando-a inibida diante do parceiro e insegura em relação à sua própria sexualidade, o que causa grandes transtornos emocionais e para a vida a dois.

Assim, quando existe a queixa por parte do paciente e o cirurgião plástico confirma a desproporção da região em relação ao restante do corpo, a cirurgia de redução do monte de Vênus pode ser indicada.

Mulher deitada com top e shorts branco

A cirurgia é indicada para quem tem queixas sobre o assunto, mediante avaliação do cirurgião plástico.

Cirurgia de redução do monte de Vênus

A cirurgia para reduzir o monte de Vênus pode ser realizada com uma lipoaspiração, que suga o excesso de gordura da região, ou com a lipoaspiração em conjunto com a ressecção do excesso de pele, se houver. A escolha pela melhor técnica dependerá de cada paciente e da avaliação do cirurgião plástico.

No caso da lipoaspiração, são feitas pequenas incisões por onde é inserida a cânula de sucção; dessa forma, as cicatrizes são discretas e ficam ocultas pelo biquíni.

Quando se faz também a resseção para remoção do excesso de pele, a cicatriz é semelhante à de uma cesárea, sendo disfarçada pela presença dos pelos.

Essa cirurgia costuma ser feita com anestesia local com sedação ou anestesia peridural, durando cerca de 60 minutos. A paciente geralmente recebe alta no mesmo dia.

Os pontos feitos nos casos de ressecção de pele são autoabsorvíveis, dispensando a retirada posterior.

Mulher com lenço cobrindo a região intima

A cirurgia para reduzir o monte de Vênus pode ser realizada de duas formas e será escolhida de acordo com cada paciente.

O que esperar do pós-operatório?

Em termos de dores, a redução do monte de Vênus costuma causar pouco incômodo, mas pode haver um desconforto nos primeiros dias, associado a um inchaço na região, que pode atingir também os grandes lábios.

Além disso, também podem aparecer manchas arroxeadas, que começam a regredir cerca de duas semanas depois da cirurgia.

A drenagem linfática na região poderá ser indicada pelo médico para reduzir o edema e remodelar as cicatrizes. Ainda, poderá haver necessidade de usar um modelador durante 30 dias, também para reduzir o inchaço.

As relações sexuais devem ser evitadas por 14 dias. Na retomada da vida sexual, a paciente poderá perceber uma diferença na sensibilidade, para mais ou para menos, que deve se normalizar em pouco tempo. Essa diferença não atinge os órgãos sexuais, apenas o monte de Vênus.

A volta ao trabalho costuma acontecer depois de 3 dias, enquanto as atividades físicas devem aguardar pelo menos 30 dias, conforme a liberação médica. Recomenda-se utilizar roupas íntimas de algodão para evitar qualquer tipo de irritação na pele já sensibilizada.

Mulher cobrindo a região intima com toalha

A cirurgia do monte de Vênus não costuma causar dores, mas pode haver um desconforto na região.

Resultado da cirurgia

Como em qualquer cirurgia plástica, o resultado não deve ser avaliado logo nos primeiros dias, pois a região estará inchada e possivelmente manchada. O resultado definitivo aparece depois de seis meses, embora dois meses depois da cirurgia já se possa ter uma ideia bastante consistente sobre a nova aparência do monte de Vênus.

***

Se você se identificou com este artigo e está incomodada, o primeiro passo é marcar uma avaliação com um cirurgião plástico de confiança que poderá analisar seu caso e indicar a melhor forma de tratamento. Chega de sofrer!

Você também pode gostar deCirurgia Íntima aumenta a autoestima das mulheres. Saiba por quê

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).