11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Mastopexia, cuidados essenciais pós-operatório

Mastopexia: o que se atentar depois da cirurgia

Conheça as medidas que você deverá tomar durante a recuperação da mastopexia

 

Você está satisfeita com o volume dos seus seios, mas acha que eles sofreram muito com a ação da gravidade e ficaram um tanto caídos? Ou, quem sabe, você passou por um grande emagrecimento e seus seios ficaram flácidos, como se tivessem esvaziado?

 

Muitas pessoas imaginam que colocar uma prótese de silicone seria o ideal para esses casos, mas isso não é verdade. A prótese sozinha poderia até mesmo acentuar o problema. Na verdade, quando a paciente se queixa de flacidez nos seios, a melhor opção é a cirurgia plástica mastopexia, também conhecida como “lifting de mama”.

 

Essa cirurgia tem como meta fazer o reposicionamento da aréola e do tecido mamário, removendo o excesso de pele e remodelando o contorno do seio. Dependendo do caso, pode ser necessário remover o excesso de tecido adiposo ou tecido glandular. A cirurgia dura de 2 a 3 horas e necessita de 12 horas de internação.

 

Mas dá para colocar prótese de silicone na mastopexia?

Se for necessário, sim, é possível associar a colocação de uma prótese mamária, destinada a aumentar ou a moldar os seios, a uma mastopexia, que vai tratar da flacidez das mamas. Porém, apenas a prótese não é capaz de resolver o problema das mamas caídas, sendo possível até mesmo que ela piore ainda mais o problema.

 

Cuidados no pós-operatório da mastopexia

O pós-operatório de uma mastopexia não costuma ser muito dolorido, mas é necessário que a paciente siga à rica todas as recomendações do cirurgião plástico para que a cicatrização ocorra da melhor maneira possível.

Embora as pacientes não costumem sentir muita dor, pode haver sim um desconforto nos primeiros dias, afinal trata-se de uma cirurgia. Nesse período, podem ser utilizados analgésicos simples prescritos pelo médico.

 

A paciente vai sair da sala de cirurgia com um curativo nos seios, que deverá ser utilizado por 24 horas. Depois desse período, o curativo será substituído por fitas de micropore em cima das cicatrizes, e essas fitas serão utilizadas por um período mais longo. O micropore é fundamental para que a cicatrização ocorra conforme o esperado, resultando em uma linha fina e clara.

Além do micropore, a paciente também deverá fazer uso de um sutiã pós-cirúrgico religiosamente por 30 dias. Esse modelo de sutiã oferece uma sustentação mais adequada para quem fez uma mastopexia, contribuindo para a acomodação dos tecidos em suas novas posições.

A paciente sairá da cirurgia com alguns pontos na região operada, mas eles são absorvidos pelo corpo, de forma que não é necessário retirá-los. O banho completo está liberado 24 horas após a cirurgia.

 

Dia a dia e atividades físicas depois da mastopexia

A alimentação depois da cirurgia pode ser normal, com preferência a alimentos leves que não sobrecarreguem o organismo. Durante 30 dias, é proibido fazer movimentos bruscos com os braços, erguer os braços em uma altura acima dos ombros, pegar peso ou deitar-se de lado ou de bruços, pois esses movimentos podem causar o rompimento dos pontos ou prejudicar a cicatrização.

 

A paciente deverá evitar qualquer tipo de esforço nos primeiros 15 dias, incluindo as atividades físicas. Os treinos na academia envolvendo musculação só podem ser retomados depois de 30 dias, e somente com a liberação do cirurgião plástico. A exposição ao sol deve ser evitada até a liberação médica, evitando que surjam manchas permanentes na região.

 

O que esperar dos resultados

Logo depois da cirurgia, seus seios ainda não estarão com o formato definitivo, sendo necessário aguardar pelo menos 3 meses para ter uma ideia melhor do que como eles vão ficar. Nesse início da recuperação, é normal que eles se apresentem inchados, com manchas arroxeadas e assimétricos.

 

Como são as cicatrizes da mastopexia

A mastopexia é uma cirurgia que deixa cicatrizes, as quais podem ser em formato de T, L, I ou periareolar – variando conforme o volume dos seios e a flacidez apresentada, que influenciam na escolha da técnica cirúrgica e no tipo de incisão.

Nos primeiros 30 dias depois da cirurgia, as cicatrizes costumam ser bem discretas. Entretanto, entre o segundo mês e o primeiro ano, elas ficam mais grossas e mais avermelhadas, se destacando mais na pele da paciente. Esse processo é normal, e você vai observar que as cicatrizes tendem a ficar mais claras a partir de 12 meses, até atingir o resultado final.

 

É importante considerar que algumas pacientes têm tendência a apresentar cicatrização hipertrófica ou queloide, independente das habilidades do cirurgião plástico. Nesses casos, as cicatrizes ficam mais grossas e inestéticas.

Apesar de ser um problema que ninguém deseja em uma cirurgia plástica, existem tratamentos para melhorar o aspecto dessas cicatrizes, e seu médico poderá indicar a época adequada para recorrer a esses procedimentos.

 

Gravidez depois da mastopexia

O resultado da mastopexia pode ser mantido mesmo depois de uma gestação, desde que a gestante não ganhe peso em excesso e suas mamas não registrem um aumento de volume muito grande.

Caso a paciente tenha feito uma redução muito acentuada no volume das mamas, a amamentação poderá ser dificultada, dependendo também da técnica cirúrgica utilizada. Dessa forma, no mundo ideal seria mais recomendado ter todos os filhos desejados antes de se submeter à mastopexia.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).