11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira das 8h às 21h
Sábados das 10h às 14h

Sono da beleza: entenda a importância de dormir bem

Mulher deitada importância do sono

Importância do sono está relacionada à saúde, mas também à manutenção de uma pele saudável e jovial

Apesar de ser um tema muito abordado quando o foco é saúde, muitas pessoas desconhecem a importância do sono para a estética.

Sabe quando se fala em “sono da beleza”? É exatamente isso que boas noites de sono fazem por você. A seguir conheça os benefícios do sono e quantas horas dormir de acordo com a idade!

Qual a importância do sono?

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Liverpool revelou que pessoas que dormem poucas horas por dia são consideradas menos atraentes. Isso se deve ao semblante cansado e apático e às olheiras.

Inicialmente, é preciso saber que o sono é fundamental à saúde e altera, inclusive, o humor. Mas essas não são as únicas questões que explicam a importância do sono.

Os hormônios do crescimento (GH) responsáveis pela renovação das células mortas do corpo são sintetizados durante o sono, portanto, a noite de sono garante que as células se renovem, descansem, reparem e reequilibrem os danos do dia a dia, como efeitos do sol, vento e poluição.

A melatonina também está entre os hormônios produzidos à noite e ela combate os radicais livres, prevenindo o envelhecimento da pele. No entanto, esse hormônio que regula o ciclo do sono e faz com que ele tenha qualidade é produzido quando dormimos durante a noite.

Dessa forma, o “sono da beleza” não tem o mesmo efeito para pessoas que trocam o dia pela noite ou que ficam acordadas madrugada adentro.

Portanto, a importância do sono está diretamente relacionada ao equilíbrio hormonal que garante mais saúde, bem-estar e beleza.

4 benefícios de dormir bem

Ao dormir bem é possível obter diversos benefícios estéticos que podem somar-se aos bons hábitos de vida e cuidados diários com a pele para minimizar o envelhecimento cutâneo. Conheça quais são eles a seguir!

1. Menos rugas

Durante as noites de sono o organismo produz o colágeno essencial à pele, minimizando a flacidez. Ao dormir menos de 5 horas por dia, a paciente dobra as chances de ter linhas de expressão.

Ao dormir bem a pele mantém-se hidratada, o que evita o surgimento dessas marcas precocemente.

2. Uma tez mais brilhante

Um dos motivos que fazem com que ao dormir mal você fique com a pele pálida, abatida e sem vida é devido ao fluxo sanguíneo na face, que melhora em estágios mais profundos do sono.

Quando dormimos bem, esse maior fluxo sanguíneo garante uma tez com um brilho saudável, portanto, se ela estiver sem luminosidade é um indicativo de sono insuficiente.

3. Redução das olheiras

As olheiras estão entre os principais indícios de noites mal dormidas e da importância do sono. Caso elas estejam mais frequentes, invista em mais tempo de descanso e verifique a qualidade do seu descanso.

Uma forma de amenizar as olheiras é hidratar a face durante o dia e manter a cabeça elevada.

Importância do sono

4. Aparência mais saudável

Saúde e beleza andam juntas e o sono é uma das principais provas disso. Se o sono é insuficiente, a pessoa pode ter os cantos da boca caídos, com uma expressão triste, além de uma mudança nas feições deixando-as mais severas e apáticas.

Outras marcas que podem surgir em decorrência das noites mal dormidas incluem:

  • vermelhidão e inchaço nos olhos;
  • pálpebras caídas;
  • pele mais pálida;
  • feições exaustas.

Portanto, a importância do sono é imensa no que se refere à saúde, mas também para manutenção de uma pele mais jovial, renovada, hidratada e com menos marcas de expressão.

Quantas horas dormir por noite?

Muitas pessoas têm dúvidas sobre quantas horas devem dormir. Pensando nisso, a National Sleep Foundation, nos Estados Unidos, realizou um estudo para identificar a quantidade de horas necessárias de sono de acordo com a idade. Confira:

  • recém-nascido de 0 a 3 meses: 14 a 17 horas por dia;
  • bebês de 4 a 11 meses: 12 a 15 horas por dia;
  • primeira infância de 1 a 2 anos: 11 a 14 horas por dia;
  • idade pré-escolar de 3 a 5 anos: 10 a 13 horas por dia;
  • idade escolar de 6 a 13 anos: 9 a 11 horas por dia;
  • adolescência de 14 a 17 anos: 8 a 10 horas por dia;
  • jovens adultos de 18 a 25 anos: 7 a 9 horas por dia;
  • adultos de 26 a 64 anos: 7 a 9 horas por dia;
  • idosos a partir de 65 anos: 7 a 8 horas por dia.

Muitas pessoas afirmam que não conseguem dormir mais horas por noite, mesmo tendo um sono insuficiente, como de 4, 5 ou mesmo 6 horas. Nesses casos é fundamental buscar ajuda médica, pois não é saudável não ter sonos reparadores.

Para dormir melhor é recomendado não fazer refeições pesadas no período noturno, não realizar atividades estimulantes perto do horário de dormir (como exercícios físicos) e evitar a exposição a telas (celular e TV) cerca de uma hora antes de deitar.

Lembre-se sempre de associar às boas noites de sono com outros cuidados e procedimentos estéticos com a pele e a saúde!

 

Agende agora a sua consulta!

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).