Menu

Hidrolipo x mini lipo x lipoaspiração: qual é o procedimento mais adequado para o que você procura?

Remover o excesso de gordura em um procedimento rápido com anestesia local pode parecer uma excelente ideia, mas a hidrolipo não é recomendada para todos os casos

Eliminar a gordura localizada e ter uma silhueta mais harmônica: esse é o sonho de muita gente que procura a lipoaspiração. Porém, assim que começam a pesquisar sobre o assunto, essas pessoas logo descobrem nomes como hidrolipo e mini lipo, mas qual é a diferença?

De fato, esses procedimentos têm essa mesma função de eliminar o excesso de tecido adiposo de determinadas áreas do corpo por meio da sucção feita com o auxílio de cânulas. Contudo, eles apresentam algumas divergências em sua técnica e indicações.

instrumentos médicos

Princípios básicos da mini lipo, da hidrolipo e da lipoaspiração

Essas três cirurgias plásticas são feitas de forma parecida. Depois da marcação pré-cirúrgica, é feita a anestesia para garantir o conforto do paciente, a qual pode ser geral ou local, com ou sem sedação venosa.

Em seguida, é injetada uma mistura de adrenalina e soro fisiológico estéril na camada de gordura para estimular o aumento de tamanho e o rompimento dos adipócitos, além de promover a vasoconstrição e reduzir o sangramento e o trauma local.

Pode-se utilizar também o aparelho de ultrassom para emitir ondas que ajudam a romper a membrana dos adipócitos, deixando a gordura mais líquida e mais fácil de ser removida.

Na sequência, por meio de incisões menores do que 1 cm, é inserida a cânula, um pequeno tubo oco que ajuda a desprender o excesso de gordura com movimentos de vaivém.

Depois, o excesso de gordura naquela região específica do corpo é removido com auxílio de seringas ou um aparelho de vácuo. Caso se tratasse de uma cirurgia de lipoescultura, o tecido adiposo seria tratado e reinserido no paciente nas áreas que se deseja aumentar.

Diferenças entre mini lipo, hidrolipo e lipoaspiração

O primeiro ponto que precisamos esclarecer para entender as diferenças entre essas cirurgias é que a mini lipo e a hidrolipo correspondem ao mesmo procedimento, que também pode ser chamado de lipo light, lipo fracionada e HPLA (hidrolipoclasia aspirativa).

A principal diferença entre esse procedimento e a lipoaspiração é que a hidrolipo utiliza anestesia local, enquanto a lipoaspiração é feita com anestesia geral.

Em consequência, a lipoaspiração deve ser feita apenas em hospital, enquanto a hidrolipo pode ser feita em clínicas ou consultórios, desde que sem sedação venosa – ou seja, o paciente ficará acordado e acompanhará todo o procedimento.

Embora a dor esteja bloqueada, muitas pessoas sentem bastante desconforto e ansiedade ao perceber a movimentação da cânula. Por isso, muitas vezes opta-se pela hidrolipo com anestesia local e sedação venosa, que deve ser feita também em ambiente hospitalar.

Por utilizarem tipos de anestesia diferentes, essas cirurgias também vão divergir sobre suas indicações, conforme veremos a seguir.

Você também pode gostar de: Curiosidades sobre mini lipo!

O anestésico local limita a extensão da cirurgia

Embora a hidrolipo pareça mais prática por poder ser feita em consultório ou clínica, ela apresenta uma limitação muito importante: o anestésico local é mais tóxico do que o anestésico geral, por isso ele deve ser utilizado quantidades menores.

Em consequência, a hidrolipo ou mini lipo só pode ser feita em pequenos depósitos de gordura, de forma a não ultrapassar o limite seguro de anestésico em relação ao peso corporal. Por isso, combinar diversas áreas no mesmo procedimento pode se tornar perigoso.

A lipoaspiração, por sua vez, pode ser feita no corpo todo e em grandes depósitos de gordura, pois o anestésico geral pode ser aplicado em uma quantidade maior sem oferecer riscos tão elevados quanto o anestésico local.

Indicações da hidrolipo

Devido às suas características, a hidrolipo é recomendada para pacientes que desejam remover o excesso de gordura em regiões pequenas, como axilas, papada, culotes, joelhos, monte de Vênus, flancos etc.

Não é uma boa ideia fazer várias hidrolipos pelo corpo mesmo que em ocasiões diferentes, pois isso aumentaria as chances de infecções, já que o organismo será exposto ao meio externo mais de uma vez.

A combinação de mais de uma área no mesmo procedimento eleva os riscos de toxicidade causada pelo anestésico local, de forma que somente o cirurgião plástico poderá avaliar a segurança do procedimento.

 

 

Assim, o mais indicado é que a hidrolipo seja feita por pacientes que não pretendem fazer outros procedimentos invasivos com anestesia local na mesma oportunidade.

Essa cirurgia não se trata de um método de emagrecimento, mas sim de uma técnica para a melhoria dos contornos corporais. Portanto, a hidrolipo é indicada apenas para pacientes que estejam em uma faixa de peso saudável ou pouco acima dela.

Os melhores resultados são obtidos por pessoas com a pele firme e elástica, com pouca ou nenhuma flacidez, bom estado de saúde, que sigam uma dieta equilibrada e uma rotina de exercícios físicos e que tenham expectativas reais quanto ao procedimento.

Indicações da lipoaspiração

Como você já deve imaginar, a lipoaspiração é a cirurgia clássica para eliminar a gordura localizada em várias regiões do corpo ao mesmo tempo, as quais podem ser bem mais extensas do que aquelas tratadas na hidrolipo.

Não existe uma regra sobre a quantidade máxima de tecido adiposo a ser retirado, mas, em geral, não se aspira mais de 40% do corpo do paciente e a gordura retirada deve representar menos de 7% do peso corporal.

Dessa forma, a lipoaspiração também não é um método de emagrecimento, mas sim uma forma de redefinir os contornos e proporcionar formas mais harmônicas a um paciente que já esteja com o peso ideal ou pouco acima dele.

Assim como a hidrolipo, a lipoaspiração também oferece melhores resultados a pacientes com a pele firme e elástica e a saúde em dia, que sejam adeptos de uma dieta equilibrada e pratiquem exercícios físicos.

É importante reforçar que os dois procedimentos são igualmente seguros, desde que sejam seguidas todas as recomendações de higiene e os cuidados com a saúde do paciente, começando pelo uso do anestésico.

Por isso, se você pretende fazer uma dessas cirurgias, é essencial procurar um cirurgião plástico de confiança, como a Dra. Luciana Pepino, e esclarecer todas as suas dúvidas agendando sua consulta. Assim, você ficará mais bonita e manterá sua saúde!