(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
conheça as quatro fases da acne e seus respectivos tratamentos

Fases da acne e como cuidar

Descubra quais são as fases da acne e como cuidar de cada uma delas

As tão odiadas espinhas são uma das doenças de pele mais comuns e afetam pessoas de todas as idades. Você provavelmente já teve ou conhece alguém que sofre desse mal, mas você sabia que existes diferentes fases da acne?

Elas surgem devido a uma inflamação das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos, que acontecem devido a vários fatores como alterações hormonais, estresse, má alimentação e uso de alguns medicamentos.

Existem quatro estágios diferentes, de leve a grave, cada um deles com características e tratamentos diferentes. Confira quais são a seguir.

As fases da acne

Como já mencionamos, existem quatro fases da acne, que não são necessariamente progressivas. Isto é, para ter o tipo 4, não é necessário ter tido os tipos anteriores e vice-versa.

Separamos abaixo as características de cada um, quem são as pessoas mais sujeitas a ter e os cuidados necessários. Veja abaixo.

Acne de grau 1 

A acne de grau 1 também é conhecida por acne comedoniana e é o tipo mais comum. Ela apresenta apenas comedões, popularmente conhecidos por cravos. São aqueles pontos negros ou claros, sem pus.

Geralmente ficam localizados nas regiões da testa, do raiz, do queixo e das bochechas e podem surgir a partir dos nove anos, mas qualquer um pode apresentá-las, de adolescentes a pessoas na maturidade.

Pode ser tratada com sabonetes que tenham substâncias adstringentes e ceratolíticas, como também por peelings de cristal e ácidos retinóico e salicílico.

Acne de grau 2

mulher sofrendo com fases da acne

A segunda fase da acne é a denominada acne papulo pustulosa. Nesse caso, além dos cravos, existem pápulos, aqueles pontos vermelhos, além de pus. Podem ser uma evolução do tipo 1 não tratado.

Ela é mais comum em adolescentes e jovens adultos e, em algumas situações, pode ser dolorida.

O tratamento é o mesmo do grau 1, em conjunto com ativos com função anti-inflamatória, como o peróxido de benzoíla e antibióticos de uso oral. Incluem-se, ainda, o peeling Jessner e a luz azul.

Acne de grau 3

A terceira fase da acne é a acne nódulo cística, popularmente chamada de espinha interna. Elas aparecem como cistos e nódulos inflamados e costumam doer.

Os adolescentes e jovens adultos são os mais afetados por ela e o tratamento, além da higienização, do peróxido de benzoíla e dos antibióticos, pode exigir o uso de medicamentos orais à base de isotretinoína.

Em consultório, são usados peelings químicos, luz azul, bem como realizam-se desobstruções das lesões e até mesmo infiltrações com corticoide.

Acne de grau 4

Na acne de grau 4, os nódulos e os cistos inflamados costumam ficar muito próximos de si e até se juntam, formando uma grande lesão que, quando cicatrizada, deixam cicatrizes.

Diferentemente dos outros tipos, a maioria dos afetados por ela são adolescentes do sexo masculino. O tratamento é feito com medicamentos orais à base de isotretinoína. Os dermatologistas também realizam infiltrações nas lesões com corticoides e antibióticos, drenagem dos cistos e tratamento clínico.

Consulte um médico de dermatologista antes de iniciar qualquer tratamento e descubra com ele qual a fase da acne que você apresenta e quais as melhores alternativas para o seu caso específico.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.