11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Formatos de seios: conheça os tipos e suas características!

formatos de seios

Os formatos de seios diferem e dependem das características individuais das pessoas. Eles podem ser grandes, pequenos, firmes ou flácidos, juntos ou separados e essas diferenças não devem ser motivo de incômodos ou insatisfações com o próprio corpo.

Mas, quando isso ocorre, é possível contornar os problemas utilizando sutiãs que valorizam os seios. Para os casos mais graves, como os que prejudicam a saúde alterando a postura corporal e provocando dores na coluna, a cirurgia para os seios pode ser uma grande aliada.

Neste artigo, você vai conhecer os tipos e formatos de seios mais comuns, bem como as suas principais características e saber como resolver eventuais incômodos que eles podem provocar. Continue a leitura para saber mais!

Seio flácido

Os seios flácidos são um dos motivos de maior queixa das mulheres. A principal característica é a aréola que fica abaixo da dobra inferior dos seios ou na mesma linha. Isso pode ser provocado por diversos fatores, como idade, perda da elasticidade natural da pele, aumento das mamas na gravidez, alterações hormonais, ganho ou perda de peso corporal.

Algumas alternativas, como exercícios para fortalecer a musculatura, uso de cremes para firmar a pele ou procedimentos estéticos, como a radiofrequência, podem ajudar a melhorar esse problema.

Para os casos mais graves ou que não apresentam melhoras com esses tratamentos, é possível corrigir essa condição com a mastopexia (ou lifting). Trata-se de uma cirurgia plástica utilizada para remodelar os seios e reposicionar a aréola e o tecido mamário, por meio da remoção do excesso de pele.

Seio com formato de pêssego

O seio com formato de pêssego, também conhecido como delgado, tem um formato mais comprido do que largo, com os mamilos apontando para baixo. Isso pode fazer com que pareça não ser muito firme, gerando desconforto em algumas mulheres.

Para valorizar esse tipo de seio, os sutiãs estruturados e com bojo podem ser uma ótima opção, já que proporcionam volume e firmeza, levantando as mamas.

Seio redondo

Normalmente, o tipo redondo, que se caracteriza por seio cheio, na mesma proporção. Embora seja considerado como padrão de formato perfeito, algumas mulheres podem sentir-se insatisfeitas quando o tamanho das mamas é pequeno.

Os sutiãs estruturados e com bojo ajudam a contornar o problema, já que proporcionam mais volume. Há também a possibilidade de resolver o problema de maneira mais efetiva, por meio da colocação de prótese de silicone.

Espaçado

Também chamados de “separados” ou “laterais”, os seios espaçados têm como principal característica um espaço maior entre eles. Um modelo de sutiã que pode ajudar a valorizar esse formato é o “plunge”. Ele tem um decote profundo que forma um V ou U entre os seios. Há também os que apresentam fechamento e conseguem valorizar esse tipo de mama.

Tipo leste-oeste

Esse tipo de seio é o que mais gera reclamações. Sua principal característica é o apontamento dos mamilos para lados opostos. Muitas vezes, os seios grandes, com um tamanho um pouco maior que o normal, geram muito desconforto. Além disso, há um espaço entre eles, aumentando a distância entre os mamilos.

A preocupação de pessoas que apresentam seios do tipo leste-oeste é evitar que os mamilos se destaquem para que não seja possível identificar o direcionamento para lados opostos. A melhor forma de fazer isso é utilizar um sutiã mais grosso, de modo a cobrir essa área.

Também é importante optar por modelos triangulares, pois ajudam a centralizar as mamas, deixando-as mais uniformes. Já as mulheres insatisfeitas por terem seios grandes podem se submeter à mamoplastia redutora. Trata-se de uma cirurgia que diminui os desconfortos provocados pela “gigantomastia” e melhora a qualidade de vida.

Como vimos, há diversos formatos de seios e mesmo aqueles que são considerados “perfeitos” podem gerar insatisfações. Para contornar esses problemas, há vários modelos de sutiãs no mercado. Já para os casos que afetam a saúde emocional ou física, a cirurgia plástica oferecida por clínicas especializadas, pode fazer muita diferença na qualidade de vida.

Gostou deste artigo? Caso queira entender melhor o seu tipo de seio ou redesenhá-lo, entre em contato conosco!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).