11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como manter os efeitos do Botox por mais tempo?

Manutenção dos efeitos do Botox depende de uma rotina adequada com cuidados contra o envelhecimento facial e cumprimento das recomendações médicas.

A aplicação de toxina botulínica é um dos tratamentos mais recomendados para amenizar e prevenir o envelhecimento facial. Devido aos bons efeitos do Botox, essa opção é indicada para pacientes de diferentes idades.

O uso estético da toxina botulínica, conhecida popularmente como Botox, promove uma paralisia temporária das transmissões neuromusculares, impedindo a contração do músculo que recebeu a substância.

A seguir saiba melhor quais cuidados podem ser adotados após um tratamento com Botox visando a manutenção dos efeitos por mais tempo.

5 cuidados para melhorar os efeitos do Botox

Os cuidados estéticos após a aplicação e nos meses posteriores ajudam na manutenção dos efeitos do Botox de forma que a paciente fique mais satisfeita com os resultados obtidos. Conheça 5 dicas para preservá-los a seguir!

Adotar cuidados faciais todos os dias

Mesmo com a adoção de um tratamento como o Botox é importante que a paciente esteja diariamente atenta aos cuidados com a face, prevenindo a intensificação dos sinais de envelhecimento de uma maneira geral.

Uma recomendação é fazer a rotina de limpeza, tonificação e hidratação. Isso garante que a pele mantenha-se saudável e jovial.

Usar protetor solar

O fotoenvelhecimento é um dos principais responsáveis pelo surgimento de rugas, manchas e outros sinais da idade, de forma que o uso diário do protetor solar é essencial.

Como o protetor solar reduz o impacto da radiação solar na pele, ele garante que os efeitos do Botox durem por mais tempo.

Indica-se ainda que o protetor solar seja usado em conjunto com um produto antioxidante, como a vitamina C, potencializando sua ação.

Veja dicas para a pós aplicação do botox

Reduzir a movimentação da face

O objetivo principal da toxina botulínica é impedir a formação de rugas dinâmicas, que são as que ocorrem em decorrência das expressões faciais cotidianas.

Dessa forma, uma forma de reduzi-las e tornar os efeitos do Botox mais duradouros é diminuindo as expressões faciais no dia a dia que fazem com que novas sinapses neuromusculares sejam criadas até que o resultado não seja mais perceptível.

Fazer reposição de colágeno

Uma alternativa para que os efeitos do Botox permaneçam por mais tempo é fazer a reposição de colágeno, caso essa indicação seja feita pelo cirurgião plástico responsável.

Os níveis de colágeno reduzem naturalmente no organismo após os 30 anos e como essa substância é essencial para elasticidade da pele, a reposição pode auxiliar na prevenção de rugas e linhas finas.

Seguir as recomendações médicas

Os melhores resultados em qualquer tratamento estético dependem de seguir corretamente as recomendações do médico, que faz avaliações personalizadas de acordo com o caso.

Inicialmente, é preciso seguir as indicações médicas quanto ao período posterior ao procedimento, como evitar massagens faciais, não deitar, não fazer exercícios extenuantes e não se expor ao sol logo após a técnica.

Considerando as particularidades da paciente e de suas demandas estéticas, o médico responsável também indicará os intervalos nos quais a aplicação de Botox deve ser refeita.

Em geral, esse intervalo é de 4 a 6 meses, de acordo com a resposta do organismo à toxina botulínica. Com a aplicação adequada por um profissional especializado, o organismo não se torna tolerante à substância, o que faria que o tratamento não entregasse mais o resultado desejado após alguns anos.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).