11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Como eliminar poros dilatados

pele com poros dilatados

Conheça as alternativas que estão à sua disposição para suavizar esse problema

 

Quem tem os poros dilatados precisa conviver diariamente com uma pele pouco uniforme, uma aparência mais gordurosa e aquele eterno brilho inconveniente, que deixa um aspecto de pessoa acabada e que não teve tempo de se arrumar depois de sair de um dia muito exaustivo de trabalho, mesmo que ela tenha acabado de tomar banho.

Apesar de não ser um problema de saúde grave, os poros dilatados representam um desconforto estético importante para muitas pessoas – e eles também favorecem o surgimento da acne, que pode deixar manchas e cicatrizes esteticamente desagradáveis.

Se você convive com poros dilatados, saiba que existe uma série de tratamentos para aliviar esse problema. As técnicas oferecem resultados muito bons, deixando a pele mais fina e mais uniforme, diminuindo a produção de óleo e reduzindo o tamanho dos poros.

 

Como surgem os poros dilatados

Apesar de poder aparecer no inverno, a dilatação dos poros é um problema mais comum no verão devido à maior produção de suor em resposta ao aumento da temperatura.

Além disso, assim como as rugas e as manchas, os poros dilatados são um sinal do envelhecimento, principalmente aquele que é resultado dos danos causados pelo sol.

No caso do fotoenvelhecimento, a radiação solar causa danos que se acumulam no DNA das células e, em consequência, as “paredes” dos poros se enfraquecem, dando à pele um ar mais cansado e envelhecido.

 

Ainda, a dilatação dos poros pode acontecer por causa do excesso de produção de sebo nas peles oleosas, nas quais as glândulas sebáceas têm sua atividade exacerbada. O acúmulo de resíduos como células mortas, sujidades e poluição também contribui para o problema.

Por fim, a diminuição na produção de colágeno e a quebra das moléculas dessa substância também ajudam a agravar a dilatação dos poros, pois a pele perde a firmeza e a estrutura originais conforme a pessoa envelhece.

 

Cuidados diários para evitar os poros dilatados

Algumas medidas que você pode tomar para evitar o surgimento dos poros dilatados são hábitos simples, como lavar o rosto duas vezes ao dia com água fria e sabonete que contenha ácido salicílico, ácido glicólico, melaleuca ou hamamélis.

Deve-se cuidar, porém, para não exagerar na limpeza facial, pois um rosto lavado em excesso pode apresentar um efeito rebote e aumentar ainda mais a produção de sebo para compensar o ressecamento causado pelo sabonete.

É importante também utilizar maquiagem livre de óleo, com substâncias que tenham o poder de absorver o brilho da pele oleosa.

Por fim, é imprescindível investi em um bom filtro solar com FPS de no mínimo 30, o qual deve ser utilizado diariamente mesmo no inverno. Para não agravar o problema da oleosidade, o filtro solar deve ser em gel, sérum ou gel-creme oil-free.

 

 

Caso você já sofra com isso, conheça os tratamentos disponíveis para poros dilatados:

 

Cremes específicos à base de ácidos

Uma das medidas para combater os polos dilatados é a aplicação de cremes próprios para esse problema, que costumam ser à base de ácido retinoico e hidroxiácidos.

Esses produtos costumam ser prescritos para uso diário, provocando uma descamação suave que promove o refinamento dos poros.

Por deixar a pele mais fina e mais sensível, o uso do filtro solar diariamente continua sendo indispensável.

 

Peelings químicos

Os peelings químicos feitos com ácido retinoico a 5%, sempre realizados em clínicas ou consultórios, oferecem resultados muito bons para os poros dilatados. Em geral, é necessário fazer uma sessão semanal durante quatro a seis semanas.

Microdermoabração ou peeling de cristal

Assim como os peelings químicos, a microdermoabrasão ou peeling de cristal também apresenta bons resultados para esse problema. Esse tratamento consiste no uso de pequenos cristais que fazem uma esfoliação leve na pele.

O aparelho também conta com um sistema a vácuo que aspira o óleo e as células mortas que podem entupir os poros, de forma a prevenir a acne.

 

Luz pulsada

O tratamento com a luz pulsada é recomendado quando o paciente apresenta polos dilatados e uma condição chamada de telangiectasia, que são microvasos e manchas na pele.

A luz pulsada é capaz de reduzir o número de glândulas sebáceas e diminuir o diâmetro do poro, além de tratar esses vasinhos e manchas.

É necessário usar protetor solar com muita assiduidade e evitar a exposição ao sol nos primeiros dez dias, senão os poros podem se dilatar novamente. O tratamento costuma ser feito uma vez por mês, e os resultados aparecem gradualmente.

 

Laser de CO2 fracionado

Para os casos mais graves, quando existem também cicatrizes de acne ou as alternativas anteriores não surtiram muito efeito, pode ser mais interessante usar o laser de CO2 fracionado, que penetra mais profundamente na pele e favorece a renovação celular.

Esse procedimento também é indicado para quem apresenta sinais de fotoenvelhecimento (envelhecimento causado pelo sol) associado aos poros dilatados.

 

Isotretinoína

Dependendo do caso, o médico pode receitar a isotretinoína, um antibiótico utilizado por via oral que é indicado para o tratamento de acne grave.

Esse medicamento diminui a atividade e o tamanho das glândulas sebáceas, reduzindo a produção de óleo pela pele. O tratamento costuma apresentar resultados entre 8 a 16 semanas de uso.

 

Esse medicamento só pode ser comprado com receita médica e não deve ser utilizado por gestantes ou mulheres que pretendem engravidar durante o tratamento, pois ele pode causar alterações muito graves no feto, incluindo defeitos na face, no coração e no sistema nervoso. O medicamento também não deve ser utilizado por lactantes.

Se você está sofrendo com a dilatação dos poros, procure seu médico dermatologista ou cirurgião plástico de confiança para fazer uma avaliação presencial e descobri quais tratamentos são mais indicados para o seu caso. Conheça mais sobre outros tipos de peeling e procedimentos estéticos da Dra Luciana Pepino.

 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).