11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Cirurgias plásticas que devem ser evitadas durante o verão

Cirurgia plástica no verão: como se cuidar

Descubra quais as contraindicações de cirurgia plástica no verão

As questões que cercam o tema da cirurgia plástica no verão não são exatamente técnicas. Na prática, não existe um motivo exato para deixar de fazer qualquer procedimento nas épocas mais quentes do ano. A preocupação aqui está no pós-operatório. Neste quesito, é mais do que importante redobrarmos nossos cuidados e prestarmos atenção em detalhes específicos.

Apesar de ser uma época muito procurada por conta das férias escolares e do trabalho, da impressão de que a dor seja menor no calor e da alta procura por viagens na praia, a cirurgia plástica no verão deve ter atenção recobrada. Separamos alguns pontos que devem ser levados em consideração antes da escolha da cirurgia. Tire suas dúvidas a seguir:

Porque evitar cirurgia plástica no verão

O principal motivo é, com certeza, os cuidados com o pós-operatório. O primeiro ponto é a profunda contraindicação da exposição solar. É imprescindível fugir do sol! Nesta época, nosso corpo está mais suscetível à inchaços e vasodilatações, o que pode prejudicar uma rápida recuperação, por exemplo. Além disso, se expor ao sol após a cirurgia plástica pode causar manchas na pele e prejudicar a cicatrização. Ah, e nunca esqueça do protetor solar!

Outra questão a ser levada em consideração é que, mesmo sem tomar sol diretamente, o calor pode causar muitos incômodos que seriam evitados caso o procedimento fosse realizado em épocas mais frias. Normalmente, o pós-operatório necessita a utilização de faixas, cintas modeladoras ou sutiãs cirúrgicos durante todo o período de recuperação. O calor pode pegar um pouco mais forte nessas ações de fixação do procedimento.

É importante lembrar, também, que não é recomendado o banho de mar ou de piscina. Os produtos químicos e a água salgada, em conjunto com o calor, podem ser perigosos para as cicatrizes deixadas quando optamos por cirurgia plástica no verão. A dica é seguir as indicações do profissional à risca e se certificar que não irá se expor à riscos desnecessários que estraguem seus esforços.

A segurança vem primeiro

Como pudermos ver, o problema na realização da cirurgia plástica no verão não está direcionado ao procedimento em si, mas em quais são as suas possibilidades de lidar com as indicações do pós-operatório. O segredo está em pensar no que quer fazer com muita antecedência para que todo o cronograma a ser seguido do pré-operatório às semanas após a cirurgia seja feito com segurança e por completo.

Planejamento é a chave para uma ótima experiência com qualquer procedimento cirúrgico. É preciso lidar com muitos detalhes e ações que dependem da sua disponibilidade e compreensão. No inverno ou no verão! Lembre-se de que este é um investimento muitas vezes irreversível, para a vida inteira e, ao mesmo tempo, tem tudo para dar certo. Planeje-se e tenha confiança na equipe médica escolhida.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).

Deixe aqui seu comentário

*