(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
saiba as possibilidades de desenvolver quelóide após realizar uma cirurgia plástica

Quelóides após cirurgia plástica: tratamentos disponíveis

Diversas opções de tratamento da quelóide após cirurgia plástica reduzem riscos de insatisfação estética permanente

Os queloides consistem no crescimento anormal do tecido cicatricial, ultrapassando os limites iniciais da cicatriz e pode ocorrer no pós-operatório da cirurgia plástica. Não é possível saber quem vai desenvolver queloides, mas eles são mais comuns em mulheres e pacientes com a pele mais pigmentada.

É fundamental informar o cirurgião plástico no pré-operatório caso já tenha identificado a tendência à formação de queloide, o que pode influenciar a escolha da técnica cirúrgica. O quelóide ocorre quando há uma produção aumentada de colágeno para o fechamento da cicatriz. Ele apresenta cor escurecida e tecido rígido.

Como tratar quelóides após a cirurgia plástica?

Os tratamentos para queloide podem ser indicados de forma preventiva para pacientes com tendência ao problema ou para reversão do quadro. O ideal é buscar auxílio do cirurgião plástico responsável assim que identificar alterações na cicatriz, o que aumenta as chances de tratar o queloide com alternativas menos invasivas.

A seguir, conheça 6 opções de tratamento para queloide após a cirurgia plástica.

Pomadas e folhas de gel

O tratamento para queloide mais comum e menos invasivo, adotado frequentemente como estratégia preventiva, é o uso de pomadas ou folhas de gel de silicone.

As pomadas para queloide são formulações de gel de silicone que podem conter sulfato de cobre e zinco, ajudando a aliviar coceira, reduzir o crescimento e clareando a cicatriz.

Já a folha de gel de silicone é um curativo adesivo que pode ser usado no local durante 12 horas diárias por um período de 3 meses.

Compressão

Os curativos de compressão também contribuem no controle do queloide, mas não deve ser uma opção usada isoladamente. A compressão gera resultados no controle do queloide por reduzir a vascularização da região, inibindo seu crescimento.

Injeção de corticoides

mulher recebendo injeção de corticódies após desenvolver quelóide na cicatrização de cirurgia plástica

Outra opção muito frequente no tratamento de queloides após a cirurgia plástica é a injeção de medicamentos corticoides, como triancinolona, bleomicina, 5 fluoracil e outros.

A maior parte dessas medicações diminui a síntese de fibroblastos que causa o aumento anormal do colágeno e também aumenta a ação da colagenase, enzima que degrada essas fibras. 

Laser

O tratamento a laser para queloide é usado em conjunto com outras terapias, como compressão e injeção de corticoides. A opção é indicada principalmente para reduzir a altura e amenizar a coloração do queloide.

Crioterapia

Utilizando nitrogênio líquido, a crioterapia é usada para congelar o queloide de dentro para fora, reduzindo o tamanho da cicatriz e aliviando a rigidez dos tecidos. A crioterapia é mais indicada para queloides pequenos e os resultados são adquiridos em algumas sessões.

Cirurgia

Apesar das demais opções de tratamento do queloide após a cirurgia plástica, em alguns casos é necessário recorrer a um novo procedimento cirúrgico para eliminar o tecido adicional.

Um dos riscos é que haja um novo crescimento dos tecidos, de forma que a técnica é frequentemente associada a outros cuidados. Além disso, uma opção é a técnica debuking, na qual a incisão para remoção do queloide não atinge a pele, para prevenir a recorrência.

A definição de qual o tratamento para queloide mais adequado depende diretamente da avaliação especializada, principalmente quando a alteração começa a se manifestar no pós-operatório da cirurgia plástica.Gostou e quer saber mais? Agende sua consulta agora mesmo!

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Dra. Luciana L. Pepino.

Diretora Técnica Médica

CRM-SP: 106.491

RQE: 25827

Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

Agende sua consulta

Deixe o seu comentário


    Leia Também

    Carregando...

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    Quero ajudar!
    imagem de uma criança fantasiada de super-herói em meio a uma situação de miséria
    logo

    Campanha #ViralizeOBem

    Agora você tem em suas mãos a oportunidade de transformar vidas. 50 milhões. Não é prêmio acumulado da Mega-Sena. São 50 milhões de brasileiros passando fome. E você pode transformar essa triste realidade, participando da nossa missão!

    Quero ajudar!

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp

    Cirurgias

    Procedimentos

    Links Úteis

    Telefones de Contato

    Políticas de Privacidade

    Dra. Luciana L. Pepino. Diretora Técnica Médica

    CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

    logo

    2022. Dra. Luciana Pepino

    Todos os direitos reservados.