11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Alimentação pós-cirurgia plástica: como se controlar nas festas de final de ano?

Dicas de alimentação pós cirurgia

Confira o que pode ou não na alimentação após a cirurgia plástica e garanta uma recuperação mais saudável!

Ao realizar um procedimento estético, uma das principais dúvidas de muitos pacientes é quanto à alimentação pós cirurgia plástica, principalmente se a recuperação ocorrer durante as festas de final de ano.

A vontade de comer todas as guloseimas natalinas e festivas, no entanto, deve ser controlada para garantir a boa recuperação e cicatrização da cirurgia plástica.

Qual a importância da alimentação em cirurgias?

A boa alimentação deve ser mantida antes e depois da cirurgia plástica, pois ajuda o organismo a preparar-se para o trauma cirúrgico além de reduzir as chances de complicações posteriores.

No pré-operatório a boa alimentação é necessária para ajustar o metabolismo e o apetite. Além disso, a ansiedade pode aumentar a vontade de comer, o que demanda controle emocional da paciente para evitar exageros.

Já na recuperação a alimentação influencia fatores como as chances de complicações, resultados mais satisfatórios, qualidade do processo de cicatrização e uma recuperação mais rápida.

Portanto, para alcançar esses benefícios as pacientes devem avaliar tanto a quantidade de comida como também a qualidade dos alimentos.

O que comer na alimentação pós cirurgia plástica?

A primeira refeição do pós-operatório deve ser leve e, preferencialmente, líquida ou pastosa, pois o organismo ainda estará sensível devido ao jejum e anestesia.

No caso de cirurgias plásticas faciais, como rinoplastia, mentoplastia ou lifting facial a recomendação é por alimentos de mornos a frio e fáceis de mastigar, evitando forçar a região operada.

Para uma boa alimentação pós cirurgia plástica não é necessário cortar diversos alimentos. O ideal é investir em opções com mais nutrientes e menos processamento industrial. Conheça as principais recomendações a seguir!

Carnes magras

As proteínas devem compor a alimentação pós cirurgia plástica, pois ajudam na cicatrização devido à formação de aminoácidos, como a arginina, que contribui nas etapas do processo de cicatrização e síntese do colágeno.

Entre os alimentos que podem ser adicionados à dieta destacam-se as carnes magras como patinho, lagarto e filé mignon e o peito de frango.

Peixes

Algumas gorduras são benéficas à recuperação, pois ajudam na cicatrização e minimizam reações inflamatórias. Deve-se investir em opções ricas em ácidos graxos, ômega 3 e óleos vegetais.

Entre os alimentos que contém esses nutrientes destacam-se os peixes, como salmão, azeite de oliva e oleaginosas (castanhas e nozes).

Grãos

A recomendação é garantir a ingestão adequada de ferro para prevenir a anemia e também reduzir chances de má cicatrização.

Entre os alimentos que atendem essa recomendação estão aves, peixes, feijão, lentilha, ervilha e ovo.

Frutas cítricas

A alimentação pós cirurgia plástica deve contemplar alimentos ricos em vitamina C que cumprem diversas funções no pós-operatório como melhorar a imunidade, ajudar na absorção de ferro e aumentar a produção de colágeno.

Entre os principais representantes desse grupo de alimentos estão as frutas cítricas como laranja, morango, abacaxi, acerola e limão, vegetais verde-escuro, como espinafre e brócolis, tomate e pimentão.

Frutas vermelhas

Os flavonoides são compostos antioxidantes que melhoram a circulação sanguínea, reduzem as ocorrências de inflamações no pós-operatório, aumentam a imunidade e previnem infecções.

Eles estão presentes principalmente nas frutas vermelhas como morango, amora, mirtilo e framboesa.

Alimentação pós cirúrgica

Alimentos integrais

A ingestão de fibras é fundamental durante a recuperação da cirurgia plástica, pois elas reduzem a constipação intestinal, melhoram a cicatrização e a circulação sanguínea.

Os alimentos ricos em fibras incluem os integrais, como aveia, pão integral, legumes, vegetais e frutas.

Líquidos

Os líquidos também fazem parte da alimentação pós cirurgia plástica e são fundamentais para manter a hidratação do organismo e reduzir o inchaço.

O consumo de água é o mais importante, devendo ser de, pelo menos, 2 litros ao dia, mas também vale investir em sucos naturais e água de coco.

Portanto, é possível aproveitar as festas de final de ano e ter uma alimentação pós-cirurgia adequada. Ainda assim, existem algumas opções contraindicadas nessa fase. Conheça!

O que não comer nessa fase?

A paciente que acabou de realizar uma cirurgia plástica deve ter alguns cuidados com a alimentação evitando alimentos ricos em gordura saturada, sódio e açúcar refinado. Outras opções que devem ser excluídas do cardápio incluem:

  • enlatados e industrializados;
  • fast food;
  • refrigerantes;
  • bolachas;
  • carnes gordas;
  • frituras;
  • embutidos como presunto, salsichas e salames;
  • molhos pronto;
  • bebidas alcóolicas;
  • camarão.

Esses alimentos prejudicam o processo de cicatrização e comprometem o sistema imunológico.

O sódio, por exemplo, aumenta a retenção de líquidos, causando o inchaço, enquanto o camarão tem concentrações elevadas de quitosana que pode causar inflamação da pele.

E após o período de recuperação? Apesar de posteriormente a alimentação não ser tão restritiva, a manutenção dos resultados da cirurgia plástica está diretamente associada a um estilo saudável, o que inclui uma reeducação alimentar.

Caso você não esteja disposta a abrir mão de algumas guloseimas da época de festas pode ser indicado agendar a cirurgia plástica para depois desse período para garantir uma recuperação adequada e saudável.

A recomendação é que o que pode ou não na alimentação pós cirurgia plástica seja conversado previamente com o cirurgião plástico responsável.

 

Agende agora a sua consulta!

 

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).