Menu

Vale a pena adicionar a farinha de banana verde na sua dieta?

Conheça a farinha de banana verde e seus principais benefícios.

Você já ouviu falar da farinha de banana verde? Esse alimento é um baita complemento em uma dieta e ajuda a prevenir uma série de doenças. A farinha de banana verde vem cada vez mais fazendo parte da rotina alimentar das mulheres modernas e é riquíssima em amido resistente, nutriente que é digerido no intestino delgado, e não no estômago. E é exatamente no processo de digestão que a farinha de banana verde traz seus benefícios. Você deve estar se perguntando: “por que farinha de banana verde?”.

O fato é que a banana verde contém entre 50 e 93% de amido resistente, dentre outros amidos da fruta, que no processo de amadurecimento da fruta faz com que tudo isso seja convertido em frutose, perdendo toda sua eficácia na dieta. Será que vale a pena consumir essa farinha? É o que vamos saber neste artigo.

Onde posso conseguir a farinha?

Você pode comprar a farinha pronta em lojas especializadas ou fazer em casa de forma bastante fácil e barata. Basta cortar a banana (ainda verde) em rodelas finas e levar ao forno por 20 ou 30 minutos. Após isso, basta bater as rodelas no liquidificador e consumir cerca de duas colheres diariamente. Se for preferível, você pode adicioná-la a sucos, iogurtes e frutas, ou mesmo beber no leite ou na água.

Principais benefícios da farinha de banana verde:

Alivia sintomas da TPM

Como a banana contém grande quantidade de vitamina B6 e triptofano, substâncias que são mais do que necessárias na síntese de serotonina – neurotransmissor que melhora o humor e ajuda a promover o bem-estar. Seu alto teor de fibras também é extremamente benéfico para a saúde e ajuda a reduzir e até eliminar aquele inchaço incômodo na barriga ou amenizar cólicas.

Previne o diabetes

A farinha de banana verde é uma forte aliada para quem tem diabetes, porque trata-se de um alimento de baixo índice glicêmico. Para digerir a farinha de banana verde, o organismo precisa liberar uma menor quantidade de insulina, o que ajuda na absorção pelas células e previne doenças como o diabetes.

Baixa o nível de colesterol

A farinha de banana verde também ajuda a diminuir os níveis de colesterol. É necessário saber que uma grande porção do colesterol presente no corpo é produzido pelo fígado a fim de ajudar a digerir as gorduras que ingerimos. Durante esse processo, se a flora intestinal não funcionar bem, o colesterol não é absorvido e acaba sendo jogado para a corrente sanguínea, o que, consequentemente, vai elevar os níveis de colesterol. Para impedir que isso aconteça, a farinha de banana verde diminui a produção de colesterol e ajuda em sua eliminação, desentupindo nosso sangue e diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

Previne a osteoporose

Como dissemos acima, o amido resistente presente na farinha reduz o pH intestinal e, com isso, ajuda a favorecer a absorção de nutrientes como o cálcio, por exemplo. O cálcio, como já sabemos, é um nutriente essencial para a prevenção da osteoporose. A banana também é rica em fósforo, que ajuda na formação da matriz óssea e fortalece os ossos.

Aumenta a imunidade

Não é comum ouvir que o órgão mais importante do corpo não é o coração, mas, sim, o intestino. É bem por aí. Quando a flora intestinal está funcionando bem existe uma maior resistência a doenças. A banana verde ajuda a estimular o desenvolvimento de flora intestinal, fortalecendo sua proteção contra bactérias que entram no organismo com os alimentos. Isso ajuda a melhorar o funcionamento do intestino, bem como quadros como diarreia, constipação e doenças como o próprio câncer de intestino.

Traz mais saciedade

Uma característica das fibras é atrasar o tempo de absorção de nutrientes no intestino e, nesse processo, um dos benefícios é aumentar a sensação de saciedade. Se você está de dieta, a farinha de banana verde será uma ótima aliada, já que ela vai ajudá-la a controlar a boca e evitar ataques de fome.

Melhora o trânsito intestinal

O amido resistente presente na farinha de banana verde ajuda na fermentação de bactérias do cólon, o que resulta na formação de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), em outras palavras, na nutrição das nossas células intestinais. Problemas recorrentes de prisão de ventre também serão amenizados.

CTA Assine o BLOG Dra Luciana Pepino 2

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. Grace mary disse:

    Gostaria muito fazer uma cirurgia, mas moro em Belém -Pará.