Tratamentos para diminuir a gordura abdominal

Não importa a idade, para muitas mulheres a gordura abdominal é uma das que mais incomodam física e emocionalmente. A barriguinha sobressalente interfere na hora de colocar o biquíni, aparece com tecidos finos, estraga o look quando você mais quer ficar bonita. Mas se ela apareceu e está difícil de ir embora, há vários tratamentos que podem dar um jeito no excesso de gordura e na sua autoestima. Cirurgia plástica ou abdominoplastia, lipoaspiração, tratamentos estéticos. A verdade é que, seja qual for o tipo escolhido, ele deve ser acompanhado de uma mudança no estilo de vida e nos hábitos alimentares. Sedentarismo não combina com barriga enxuta, nem gulodices.

 

Não há procedimento ou tratamento milagroso

 

É sempre bom lembrar que a cirurgia plástica ou abdominoplastia não emagrece ninguém, assim como a lipoaspiração. E é só fazer as contas: só é possível retirar 7% da gordura total do corpo sem prejuízos para a saúde, então o ideal é que você já esteja bem próxima de seu peso ideal e use o procedimento apenas para finalizar o tratamento, que muito provavelmente será um controle alimentar rígido aliado a exercícios físicos. As mudanças nos hábitos alimentares não só deem acontecer para a perda de peso antes da cirurgia plástica, mas também para que ela não seja feita em vão. Afinal, não inventaram ainda um procedimento que resista a massas, gorduras, frituras e doces sem exercícios. Não se iluda, volta tudo de novo.

 

Você deve ser a primeira a se ajudar a perder peso

 

Estes procedimentos devem ser feitos para modelar o corpo, acabar com a gordurinha localizada, “enxugar” as celulites – mas não espere milagres se você não se ajudar. Dependendo do excesso de peso é preciso fazer um tratamento para emagrecer antes da cirurgia, lipoaspiração, lipoescultura ou hidrolipo. Para essas últimas, é preciso que o paciente esteja apenas 30% acima do seu peso. Os hábitos saudáveis de alimentação precisam também ser mantidos após a cirurgia para que ela tenha um efeito duradouro que pode estender-se por vários anos. O pós-operatório também é muito importante para que o efeito desejado seja alcançado e as recomendações devem ser seguidas à risca. O uso de cintas e malhas de compressão ajuda a reduzir o edema, evita que líquidos se formem e ainda dá conforto pela sustentação do tecido, o que também colabora com a cicatrização.

 

Manthus reduz medidas e a flacidez da pele desmanchando a celulite

 

Por outro lado, há tratamentos como o Manthus, não invasivos e que tratam celulites e reduzem medidas. Através de um processo de eletroporação feito por um aparelho de ultrassom o Manthus mostra resultado já nas primeiras sessões. O tratamento faz com que a gordura se desmanche e acabe sendo eliminada pelas fezes e pela urina reduzindo medidas e a flacidez da pele. Entretanto, independente do processo para eliminar ou diminuir a gordura abdominal, você deve pensar que a mudança deve começar em seu interior. Só assim ela será permanente e real.

 

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).
  1. glayse disse:

    oi preciso azer uma lipo