Menu

Tratamento Para Espinhas – Tire Suas Dúvidas!

As espinhas no rosto podem incomodar bastante. Entenda como lidar e descubra alguns mitos sobre o assunto

Pontinhas amarelas, rosto avermelhado, inchado, esquisito. Além do desconforto estético, as espinhas deixam a pele e a alma dolorida: nada de chocolate, nem amendoim, nem gordura, calma que depois da adolescência acaba.

E quando os anos se multiplicam, as dietas também, e nada das vermelhinhas irem embora? Pois, é esse é um dos maiores mitos, não são só os adolescentes que têm espinhas.

O que acontece é que nessa época da vida a pele é mais oleosa, portanto mais propensa ao aparecimento delas. O problema é que, devido a vários fatores, elas podem aparecer em qualquer idade e, sim, é verdade que o fator genético influencia, afinal, há pessoas cuja produção de gordura sebácea é maior do que em outras, então se os pais tiveram espinha, é bem provável que os filhos também as tenham.

Tratamentos variam de caso para caso

Mas daí a achar que espinha não tem cura, é puro mito. Há um bocado de exagero nessa afirmação, até porque você pode controlar os fatores que as desencadeiam. Além disso, há vários tratamentos, que variam de acordo com o caso, que podem regular a produção de gordura no organismo.

De cremes a antibióticos, no entanto, eles só deverão ser usados quando prescritos por um médico especialista. E o chato é que esse papo de que espinha só aparece no rosto também é o maior mito: as costas e os ombros também costumam ser vítimas de acnes e espinhas e, assim como no rosto, lavar adianta sim, só que em torno de três vezes por dia e com um sabonete específico que ajude a reduzir a oleosidade da pele. A limpeza ajuda a desobstruir os poros.

Espremer não pode

Sabe aquela história de que espremer a espinha piora? Pois é, isso é verdade sim, já que a inflamação aumenta e, com ela, o risco de outras lesões e cicatrizes. Da mesma forma, o período menstrual é mais propício ao aparecimento de espinhas, porque nessa época a taxa de hormônio aumenta, influenciando na pele.

E também há a famigerada TPM, que estressa a maioria das mulheres – e o estresse, assim como a ansiedade, diminui a imunidade da pele liberando radicais livres. Uma combinação e tanto. Cuidar da saúde é essencial em relação as espinhas, veja os 9 alimentos que fazem mal a saúde da pele feminina.

Quem fica tentando esconder as espinhas com maquiagem o tempo todo pode esquecer, só está conseguindo o efeito contrário: cosméticos gordurosos pioram a situação. Além disso, corretivos, blush e pó obstruem os poros, que tendem a inflamar com mais facilidade, causando as espinhas. Ah, e também não há nada que comprove que chocolate provoca espinha. Entenda melhor o que fazer para diminuir as manchas de espinha no rosto.

Saiba mais sobre o tratamento para espinhas.

Tratamento para espinhas: Pele limpa é o melhor remédio

Para quem precisa usar maquiagem de qualquer jeito, a dica é limpar bem o rosto antes de dormir com demaquilante e procurar usar produtos oil free. Mas não é mito que alguns medicamentos podem causar espinhas, corticoides, lítio, vitaminas do complexo B e isoniazida, entre outros, podem sim desencadear as chamadas erupções acneiformes; já o hormônio das pílulas anticoncepcionais regula os hormônios, deixando a pele mais bonita – e, em alguns casos, até têm indicação médica contra a acne. Descubra como a limpeza de pele faz total diferença.

Mas nada de passar pasta de dente, esse é o maior mito e ainda pode contaminar o local gerando problemas lá na frente, no futuro. O melhor mesmo é procurar um bom dermatologista e descobrir, com ele, qual é o tratamento mais adequado para o seu caso.

Deixe nos comentários se você faz limpeza de pele frequentemente ou não.