(11) 3285-6412Segunda a Sexta-Feira das 10h às 19h
Clínica Especializada em Cirurgias Plásticas
  • A Clínica
  • Cirurgias
  • Procedimentos
  • Informações
  • Dicas
  • Contato
  • Blog
Agendar Consulta
retornar
mulher com tatuagem para cobrir estrias

Tatuagem para cobrir estrias: funciona mesmo

Conheça prós e contras de tatuagem para estrias e saiba como tratamentos dermatológicos diferenciam-se dessa opção.

As estrias consistem em tecido cicatricial resultante do processo de rompimento das fibras elásticas e colágenas na pele. Atualmente, existem diversas formas de amenizar esse incômodo, incluindo a tatuagem para estrias.

O surgimento das estrias está relacionado ao processo de estiramento da pele sem que haja maleabilidade suficiente da derme que, ao ser esticada, rompe e forma essas cicatrizes internas.

Por conta disso, as estrias surgem normalmente na fase de crescimento, durante a gravidez ou devido ao ganho de peso rápido.

O primeiro aspecto a ser destaco é que a tatuagem para estrias é uma forma de disfarçar esses sinais e não tratá-los. Saiba mais a seguir!

Como funciona a tatuagem para cobrir estrias?

Existem duas formas de usar as tatuagens para cobrir estrias. Uma delas é um desenho normal, de desejo e preferência individual, no local no qual estão concentradas mais estrias, como no abdômen, costas, flancos, glúteos ou coxas.

Entretanto, quando falamos em tatuagem para estrias é comum pensar em uma técnica mais direcionada para esse fim.

Nesse caso, o tatuador profissional faz a mistura e diluição de pigmentos buscando um tom de tinta mais aproximado ao da cor da pele da paciente.

A tatuagem então segue as linhas das estrias, incorporando a pigmentação mais semelhante ao tom de pele para disfarçar os sinais existentes.

Trata-se de uma técnica para mascarar as estrias com meio da tatuagem.

A opção pela tatuagem para estrias é mais comum quando os sinais já são brancos, isso significa que a estria é mais antiga e já está cicatrizada (atrofia), diferentemente daquelas vermelhas e roxeadas que estão em processo de cicatrização (inflamação ativa).

Quais são os resultados da tatuagem para cobrir estrias?

tatuagem para cobrir estrias

Após entender com funciona a técnica de usar a tatuagem para cobrir estrias muitas pessoas ficam interessadas, afinal, quem não gostaria de se livrar definitivamente desses sinais.

Entretanto, como visto, a técnica apenas disfarça esse sinal e existem alguns aspectos a serem considerados, como:

    Portanto, a tatuagem para estrias pode ser resultados imprevisíveis devido à natureza da técnica, especialmente quando realizada sobre tecido cicatricial.

    Caso haja incomodo em relação às estrias a recomendação é buscar auxílio especializado, como do dermatologista ou cirurgião plástico, para avaliação e definição do tratamento mais adequado.

    Atualmente existem diferentes condutas com resultados bastante satisfatórios – e mais previsíveis que o da tatuagem – para amenização das estrias.

    Entre os tratamentos frequentemente usados para suavização de estrias incluem-se laser, radiofrequência, microagulhamento e carboxiterapia.

    Quando se opta pela tatuagem para cobrir estrias também se inviabiliza outros tratamentos, uma vez que não podem ser feitas algumas técnicas na pele tatuada.

    Assim, a avaliação e orientação especializada são fundamentais para identificar as necessidades da paciente e definir o tratamento com melhores chances de sucesso.

    Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.


    Dra. Luciana L. Pepino.

    Diretora Técnica Médica

    CRM-SP: 106.491

    RQE: 25827

    Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

    Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

    Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

    Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

    Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

    Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

    Dra. Luciana L. Pepino.

    Diretora Técnica Médica

    CRM-SP: 106.491

    RQE: 25827

    Membro da ISAPS – International Society of Aesthetics Plastic Surgery

    Membro da ASPS – American Society of Plastic Surgeon

    Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica SBCP

    Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

    Residência Médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte – MG

    Formada em Medicina pela faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte – MG

    Agende sua consulta

    Deixe seu contato


    Leia Também

    Carregando...

    Assine nossa newsletter

    Assine e receba dicas, novidades, materiais e muito mais.

    whatsapp