Saiba quando é o momento de procurar um endocrinologista

Conheça as funções do médico endocrinologista e saiba quando você deve recorrer a esse especialista

O endocrinologista é o médico que cuida das glândulas endócrinas, que são responsáveis por secretar substâncias conhecidas como hormônios no nosso sangue. Essa especialidade da medicina tem como objetivo diagnosticar e tratar problemas de saúde relacionados aos hormônios de forma a recuperar o bom funcionamento do organismo.

À primeira vista, costumamos pensar no endocrinologista como um médico que trata a obesidade. Essa ideia não é totalmente errada, visto que a obesidade é sim uma doença que está na área de atuação do endocrinologista, mas esse médico também cuida de vários outros distúrbios do nosso organismo.

Na Clínica da Dra. Luciana Pepino, você conta com o atendimento da endocrinologista Dra. Cláudia Chang, que é phD na área e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia. Conheça mais a fundo o trabalho do endocrinologista para saber quando é hora de procurar esse especialista.

A médica endocrinologista Dra. Cláudia Chang em seu consultório

Dra. Cláudia Chang, phD na área e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.

Hormônios: as substâncias que controlam nosso organismo

Os hormônios são substâncias químicas produzidas e liberadas pelas glândulas endócrinas ou por alguns neurônios especializados. Eles regulam o funcionamento do nosso organismo e, quando estão em excesso ou em falta, dão origens a distúrbios relacionados a diferentes órgãos e sistemas.

São os hormônios que controlam o nosso crescimento, desenvolvimento sexual, sono e vigília, absorção de substâncias como açúcar ou cálcio e até mesmo a sensação de saciedade, entre outras funções.

Saiba quando o endocrinologista pode te ajudar

Como os hormônios controlam tantas funções do nosso organismo, uma primeira consulta com o endocrinologista pode ser feita aos 20 anos para verificar se o funcionamento de todas essas substâncias está bem equilibrado.

Nessa idade, espera-se que fatores de risco para doenças cardiovasculares, como os níveis de colesterol e triglicerídeos, e os hormônios sexuais estejam em níveis saudáveis. O médico pedirá uma série de exames e, se estiver tudo normal, sua próxima consulta pode aguardar cerca de 3 anos caso não surja nenhum problema nesse tempo.

Existem, porém, algumas situações em que se deve procurar o atendimento de um médico endocrinologista o mais rápido possível para restabelecer o equilíbrio das funções do corpo e evitar que as doenças de agravem. Vamos conhecê-las:

Obesidade

Embora a maior parte dos casos de obesidade seja causada por alimentação inadequada e falta de exercícios físicos, algumas pessoas realmente podem apresentas acúmulo de peso devido a distúrbios hormonais. Além disso, a obesidade pode estar acompanhada por outras doenças endócrinas, como elevação dos níveis de colesterol e diabetes.

mulher segurando fita métrica em torno da barriga

A obesidade também pode ser causada por problemas hormonais.

Diabetes

A diabetes é uma doença caracterizada pelo excesso de açúcar no sangue em função de alterações na produção ou no funcionamento da insulina, o hormônio produzido pelo pâncreas que controla a nossa glicemia.

O acompanhamento de um endocrinologista é fundamental se você tem histórico familiar da doença ou se, de repente, você perceber que está com muita sede e muita vontade de fazer xixi aumentada e se observar uma perda de peso aparentemente sem motivo.

Excesso de pelos

O excesso de pelos, chamado de hirsutismo, é uma consequência do aumento das taxas de hormônios masculinos pelas glândulas adrenais e ovários. Nas mulheres, ele se manifesta principalmente no rosto e é causa de um grande sofrimento e insegurança.

Doenças na tireoide

Nódulos ou aumento do volume do pescoço, insônia, alterações da função intestinal, ritmo cardíaco acelerado, irritabilidade, perda ou ganho de peso sem explicação aparente e excesso de frio ou calor podem ser sinais de distúrbios na tireoide.

O endocrinologista está habilitado a avaliar esses sinais, diagnosticar  e tratar tanto o hipertireoidismo (quando a tireoide funciona em excesso) quanto o hipotireoidismo (ação reduzida da tireoide).

Distúrbios da hipófise

A hipófise é uma glândula que se localiza na parte inferior do cérebro e regula a atividade de outras glândulas endócrinas, como a tireoide e a suprarrenal.

Problemas de funcionamento da hipófise podem causar secreção de leite nas mamas fora do período de amamentação, mudanças na face, crescimento dos pés, problemas de visão e dores de cabeça, além de prejudicar o funcionamento das glândulas reguladas por ela.

Distúrbios da puberdade

A chegada da puberdade prematuramente em crianças, trazendo consequências como aumento das mamas, crescimento de pelos pubianos e surgimento de odor axilar, necessita da avaliação e do acompanhamento de um endocrinologista.

Da mesma forma, adolescentes que não estão apresentando sinais da puberdade também devem passar por uma consulta para diagnosticar possíveis atrasos no desenvolvimento sexual.

Distúrbios da menstruação

Alterações no ciclo menstrual como ciclos muito curtos ou muito longos e menstruação desregulada podem ser sinais de problemas nos hormônios femininos.

Osteoporose e osteopenia

A osteoporose é a perda de cálcio pelos ossos, que se tornam mais porosos, frágeis e susceptíveis a fraturas. A doença tem prevalência maior nas mulheres depois da menopausa, mas também pode aparecer em homens. A osteopenia, por sua vez, é a condição que aparece antes da osteoporose, com um grau mais leve de descalcificação óssea.

Essas duas doenças estão relacionadas com o hormônio calcitonina, que inibe a liberação do cálcio pelos ossos.

Reposição hormonal na menopausa

O organismo da mulher é mais complexo do que o do homem no sentido do funcionamento dos hormônios sexuais, por isso a endocrinologia acaba sendo uma especialidade muito importante na saúde feminina.

Uma das fases da vida em que a mulher mais precisa do acompanhamento do endocrinologista é durante a menopausa, quando acontece o declínio natural dos hormônios reprodutivos. Nessa etapa, a mulher pode sofrer com sintomas como ondas de calor muito fortes, secura vaginal, distúrbios do sono, ansiedade e depressão.

A reposição hormonal, indicada pelo endocrinologista, é um tratamento bastante eficaz para aliviar os sintomas da menopausa, amenizando os desconfortos sofridos pelas mulheres.

Andropausa

Assim como acontece nas mulheres, os homens também podem apresentar declínio dos hormônios sexuais com o passar do tempo.

A principal queixa dos homens é a disfunção sexual, mas eles também podem ser acometidos por sintomas como fraqueza muscular e cansaço, sendo necessário fazer uma reposição hormonal.

mulher sendo atendida por uma endocrinologista em seu consultório

Esses são apenas alguns dos exemplos mais comuns de situações e doenças em que você deve procurar um endocrinologista. Algumas condições não apresentam sintomas em seu estágio inicial, mas podem se desenvolver para doenças bastante complicadas se não forem tratadas a tempo, por isso não deixe sua consulta para depois.

Você também pode gostar de: Envelhecimento: O que esta transformação significa para o corpo

Saiba mais sobre Endocrinologia e a Dra. Cláudia Chang.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).