11 3285-6412
Dra. Luciana L. Pepino / Diretora Técnica Médica
CRM/SP: 106.491 RQE: 25827
Segunda a Sexta-Feira
das 10h às 19h

Salada no pote: Como fazer a sua e levar como marmita

Aprenda a preparar marmitas saudáveis para comer bem no trabalho.

Toda mulher moderna sabe que mal tem tempo para se alimentar. Acorda cedo, prepara o café da manhã para os filhos, faz as tarefas de casa, vai trabalhar, volta e começa tudo de novo. Quem trabalha fora sabe também que raramente sobra tempo para preparar algo para comer no trabalho e uma alternativa que muitas acham é sair para comer em refeitórios ou em restaurantes próximos a empresa. O que acontece, muitas vezes, é que ao chegar no ambiente e deparar-se com um oceano de opções suculentas e “engordantes”, a gente acaba deixando de comer as coisas mais saudáveis para consumir alimentos mais pesados. Se você é uma das que se identifica, uma boa saída é levar consigo uma marmita sob medida.

Você pode aproveitar o resto do almoço ou preparar algo rápido que não leva muito tempo, ajuda você a economizar e pode ser transportado para qualquer lugar. Outra vantagem das marmitas é que, hoje, é muito importante saber como estão sendo preparados os alimentos e a procedência da comida. Como é você mesma quem prepara a marmita, há uma maior segurança em relação à higiene na preparação.

Como devo montar a marmita?

Antes de preparar a marmita, é indicado que os alimentos sejam postos em um prato para você conseguir medir a quantidade de cada item. O ideal é que metade do prato seja preenchido com legumes e verduras, enquanto a outra metade é dividida entre proteínas de origem animal ou vegetal e carboidratos. Para comer na sobremesa, temos as frutas, que podem ser à gosto, mas sem exageros.

Alimentos mais quentes também precisam estar separados dos frios, portanto, o ideal é preferir recipientes com divisórias ou levar a salada separadamente. Os alimentos fritos, com ovos ou que levam molhos devem ser evitados, uma vez que eles podem estragar com mais facilidade e contaminar os demais alimentos do prato. Quanto ao tempero da salada, leve-o separadamente e tempere a salada apenas quando for fazer a refeição. Porém, para as saladas, o ideal é usar potes de vidro.

Como assim? Saladas em potes de vidro?

Colocar saladas em potes de vidro é uma nova tendência que, além de inovadora, é um meio de incentivá-la a comer mais verduras. Dentro dos frascos de vidro, as saladas também ficam mais frescas e estarão livres de contaminação. Além disso, os potes de vidro também trazem outros benefícios em comparação às vasilhas de plástico, como o fato de você poder preparar as saladas com antecedência e armazená-las na geladeira, já que no vidro a salada dura até uma semana. Outro benefício é que o pote de vidro, quando bem fechado, não deixa vazar molhos de tempero e mantém as folhas frescas, além de não conter BPA (ou bisfenol-A), que é um composto insalubre utilizado nos processos de produção de plásticos.

Como montar os potes de vidro?

O ideal é começar pelo molho e, sem seguida, colocar as verduras e legumes mais pesados, ou seja, os que podem ficar em maior contato com o molho, como por exemplo feijão, pepino e grão de bico. Depois, coloque os alimentos que não podem ficar em constante contato com molho (tomate, milho, ervilha, etc.), colocando folhas verdes como manjericão, alface e rúcula na sequência. Por fim, basta acrescentar ingredientes mais leves e cortados em pedacinhos, como frutas, por exemplo, adicionando em seguida grãos e sementes como gergelim, linhaça, chia e quinoa, entre outras coisas.

Veja abaixo algumas opções de saladas que combinam:

Salada 1: Alface americana, cenoura ralada, tomate cereja, pepino e beterraba.
Salada 2: Folhas variadas, cenouras, grão de bico, tomate e atum.
Salada 3: Legumes cozidos (cenoura, couve flor, brócolis e berinjela, etc.).
Salada 4: Tomate, milho, alface americana, champignon e semente de abóbora.

Dicas adicionais:

– Compre frascos de vidro com boca larga para preenchê-lo com mais facilidade.

– Monte as saladas para a semana toda já na noite de domingo!

– O molho deve ser sempre colocado em primeiro lugar.

– A lavagem é sempre importante para garantir a higiene dos alimentos.

– No caso das saladas em vidro, você pode criar seu próprio cardápio de acordo com seu gosto, mas, além de mantê-lo na geladeira, a salada deve ser consumida em até 1 semana a partir do dia de preparo.

Saiba que todo procedimento envolve riscos. Consulte sempre um médico.

Autor do Conteúdo

Foto DR. Luciana

| DRA. LUCIANA LEONEL PEPINO


CRM-SP 106.491 | RQE: 25827

  • Membro Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - SBCP.
  • Residência em Cirurgia Plástica no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Residência médica em Cirurgia Geral no Hospital Universitário São José – Belo Horizonte (MG).
  • Formada em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais – Belo Horizonte (MG).